WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




:: ‘Shopping da Bahia’

MP instaura inquérito para apurar ação de segurança contra criança em shopping

Imagem mostra a luta do cliente Kaique Sofredine para pagar um almoço a uma criança carente.

O Ministério Público estadual instaurou hoje, dia 12, um inquérito civil para apurar a responsabilidade do Shopping da Bahia em possível prática de racismo institucional ocorrida ontem, dia 11, em fato que envolveu um segurança do estabelecimento e uma criança negra na praça de alimentação do centro comercial. O acontecimento também será apurado pelo MP na área de proteção da criança e do adolescente, que já recebeu representações enviadas ao órgão pelo Juizado de Menores e por estudantes de Direito. Segundo mostra o vídeo divulgado nas redes sociais, o segurança tentou impedir, repetidas vezes, que a criança almoçasse na praça de alimentação um prato de comida ofertado por um rapaz, sob a suposta alegação de que o menino era um pedinte. ( Clique aqui leia a matéria )

A coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação (Gedhdis), promotora de Justiça Lívia Vaz, informou que o Shopping da Bahia será oficiado para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido em um prazo de dez dias. “Depois de instruído (por meio da coleta de informações e depoimentos), o procedimento poderá resultar em uma recomendação, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ou até uma ação civil pública contra o Shopping, inclusive por eventuais danos morais individuais ou coletivos decorrentes da atuação do segurança”, afirmou a promotora. Lívia Vaz explicou que a investigação na esfera civil não afasta a responsabilização criminal.

Bahia: Segurança de Shopping tenta impedir que cliente pague alimentação para criança carente

Imagem mostra a luta do cliente Kaique Sofredine ( esquerda ) contra a prepotência do  segurança para pagar um almoço a uma criança carente.

Uma cena no mínimo, grotesca e absurda , foi documentada por populares Shopping da Bahia, antigo Iguatemi, localizado na capital baiana nesta segunda-feira (11).

Ao tentar pagar um almoço para uma criança, um cliente identificado como Kaique Sofridine foi veementemente repreendido por um segurança do local, que afirmava que ali a criança não poderia comer.

Quando questionado pelo homem, o segurança não deu nenhuma resposta pertinente sobre a proibição do garoto comer na praça de alimentação do shopping.

O segurança chega a mandar que a atendente do restaurante não fizesse o prato, e é questionado pelo cliente e pessoas em volta sobre o seu comportamento desumano. Sem nenhuma justificativa plausível, tentou tirar a criança à força e foi impedido pelo cliente.

Durante a ação, outros seguranças foram chamados para tentar retirar o menino do local e proibir o homem de pagar, por livre e espontânea vontade, o almoço do garoto.

Um ato escancarado de preconceito contra uma criança que queria apenas matar sua fome.

O vídeo foi publicado na rede social do cliente e viralizou, gerando revolta e questionamentos sobre a conduta do segurança.

Confira o vídeo abaixo :

Estou muito revoltado com isso que aconteceu hoje, fui pagar um almoço pra uma criança e o segurança disse que ele não iria comer , foi uma longa discussão até Chamar o supervisor dele e por fim o supervisor deixar o menino comer no shopping

Publicado por Kaique Sofredine em Segunda, 11 de junho de 2018



junho 2018
D S T Q Q S S
« maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia