WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




:: ‘Saúde’

Direito de Resposta – matéria “Distrito de Banco Central há 2 anos com posto de saúde fechado”

Com relação à matéria veiculada nesse blog, no dia 24 de fevereiro de 2018, intitulada:” DISTRITO DE BANCO CENTRAL HÁ 2 ANOS COM POSTO DE SAÚDE FECHADO”, pedimos para esclarecer o seguinte:

O Posto do distrito de BANCO CENTRAL, foi reformado e ampliado pela gestão anterior, uma obra maravilhosa, conforme foto que pode ser vista na sua matéria. Quando o posto estava sendo reformado e ampliado, duas salas na escola foi disponibilizado pela SEDUC e o atendimento aos usuários do SUS não sofreu solução de continuidade e ainda vários “mutirões da saúde” foram realizados naquela localidade. A unidade funcionava como Equipe de Saúde da Família.

No final de 2016, a ESF estava funcionando com a sua equipe completa, vejamos: médico – Dr. Ronaldo, enfermeiro – Paulo Roberto Andrade, Técnico de enfermagem – Joanice Nascimento Neri, três agentes comunitários de saúde – Barbosa, Rivair e Vanuza da Silva, além de dois auxiliares administrativos.

Todos os programas de saúde eram realizados, a exemplo da saúde da mulher (preventivo com exames da mama, planejamento familiar, pré natal com teste rápido para HIV), saúde da criança, saúde do homem, saúde do idoso e saúde do diabético e hipertenso. Além do acompanhamento do paciente, através da visita domiciliar. Vale a pena registrar que os exames de laboratório eram colhidos na unidade. Pacientes com suspeita das arboviroses (exemplo dengue), a medicação era ministrada na própria localidade sem necessidade do debilitado ter que se deslocar até os pronto atendimentos instalados na sede do município. Ainda na unidade, um gabinete odontológico foi instalado e o atendimento acontecia em três turnos por semana. Acho que o motivo da informação desse morador não ter sido precisa, deveu-se ao fato de neste período ele não estar residindo em Banco Central.

Agradeço a oportunidade,

José Antônio Chagouri Ocké
ex-secretário de saúde de Ilhéus ( 2014/2016)

Ilhéus: Distrito de Banco Central está há 2 anos com posto de saúde fechado

Posto de Saúde fechado há 2 anos.

Se a situação da saúde básica é preocupante na sede do município de Ilhéus, imaginemos a situação do distritos , principalmente aqueles mais distantes da sede.

Em contato com a redação do Blog Agravo moradores do distrito de Banco Central denunciam que estão há 3 anos sem médicos e 2 anos com posto de saúde fechado, sem ambulância para socorrer a comunidade em caso de emergência.

Segundo eles, a situação preocupa ainda mais por que os moradores não conseguem marcar uma consulta simples ou exames.

Com a palavra a Secretaria Municipal de Saúde.

Ministério da Saúde garante recursos para UTI Pediátrica do Hospital Manoel Novaes

Foto divulgação.

Após uma longa reunião na tarde desta quinta-feira, 22, com o Secretário Nacional de Atenção à Saúde, Francisco de Assis Figueiredo e Sérgio Costa, assessor Técnico do Gabinete, o deputado Augusto Castro saiu entusiasmado com a possibilidade de liberação de recursos para reforma e compra de novos equipamentos para a UTI pediátrica do Hospital Manoel Novaes em Itabuna. Segundo o diretor Administrativo da Santa Casa, André Wermann, poderão ser liberados cerca de 1 milhão de reais para a unidade de terapia intensiva, além de outros recursos para a substituição do aparelho de cobalto, por um acelerador linear, dentro do Projeto Expande, beneficiando de forma direta, a população no tratamento contra o câncer. Peter Lemos, que também representava a Provedoria da Santa Casa na audiência, disse que a influência política e o empenho do deputado Augusto Castro em Brasília tem sido fundamental na obtenção de recursos para a Santa Casa de Itabuna junto ao Ministério da Saúde e outros parceiros, o que favorece muito a Região.

Hospital Regional de Ilhéus: garra, luta e sobrevida

Por Aldircemiro Duarte/ Mirinho

Se a democracia é o governo através do qual o povo exerce a soberania, até agora o governador Rui Costa não oportunizou o exercício dessa soberania à população ilheense ao decretar o fechamento do Hospital Regional e continuar sem discutir a questão como deve ser. O seu ato tende mais para a anarquia por subverter às leis, inclusive, retirar ou subtrair do povo o seu direito constitucional de acesso à Saúde é mais que isso, é crime.

Embora o governo estadual tenha batido o martelo declarando a desativação do Hospital Regional, a população não se rendeu, nem se renderá. Não se enganou, nem se enganará com as promessas de ações “milagrosas eleitoreiras”, quais a celebração de um contrato com o Hospital de Ilhéus, o investimento da ordem de 15 milhões na Saúde e a cessão, sem ônus, de mais de 200 servidores egressos do Regional à disposição do município a custo zero, mesmo porque, o entendimento da população é de que nada disso paliará as perdas que já decorrem com o fechamento do nosocômio. Também, porque, a essas alturas do campeonato ainda que eficazes fossem tais medidas “adoidadas”, marca registrada de um governo de “correria”, ante as obscuridades, leva-nos a alguns questionamentos, quando nos deparamos com um investimento da monta de 15 milhões, sem o conhecimento da sua fonte. Estará esse valor incluso na Programação Anual de Saúde e, consequentemente, na Previsão Orçamentária do Estado? Em caso afirmativo, onde e quando foram publicados esses atos? E se esse recurso decorrer da Programação Físico Orçamentária – FPO do Regional, em que fase se encontra a repactuação com a Comissão de Intergestores Regionais e Bipartite? Qual a posição do Conselho Estadual e do Conselho Municipal de Saúde em relação ao valor dessa ordem, a ser investido da forma como está sendo anunciada pelo governo do Estado, em parceria com o município? Quando e onde estão publicadas as Programações Anuais de Saúde do Estado e do Município?

Ainda sobre as obscuridades sobre o contrato em celebração com o Hospital de Ilhéus, Jorge Luiz questiona: “Qual o número de vagas que o Hospital disponibilizará para o SUS? O atendimento será na unidade principal(entrada pela porta da frente) ou no anexo lateral? Esse contrato será celebrado com a SESAB ou com o Município de Ilhéus? Em caso de necessidade de internação, quantos leitos estarão disponibilizados para o SUS? Nesse contrato está incluída a disponibilidade de vagas em UTI? Existe algum estudo e/ou planejamento, que demonstre seguramente a viabilidade do custo benefício ser proporcional ao valor dos serviços contratados?” :: LEIA MAIS »

Parceria entre Governo e Prefeitura de Ilhéus garante investimentos na saúde ; Prefeito exalta trabalho da Câmara de Vereadores

O secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, foi recebido na manhã deste sábado (17), pelo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, e pelo vice, José Nazal, no Centro Administrativo da Conquista. Durante o encontro, o secretário anunciou investimentos na ordem de R$ 15 milhões para auxiliar a reestruturação da saúde do município de Ilhéus, uma reivindicação do prefeito de Ilhéus ao governador Rui Costa. Na última semana, uma comitiva formada por vereadores e representantes do conselho de saúde de Ilhéus, esteve na sede da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), em Salvador. Na oportunidade, Fábio Vilas-Boas reafirmou o compromisso do governador Rui Costa com Ilhéus e assegurou que a saúde sempre foi prioridade em sua gestão.

O encontro de hoje foi presenciado também pelos deputados Paulo Magalhães (federal) e Ângela Sousa (estadual), dos vereadores, secretários municipais e representantes do conselho de saúde do município. De acordo com o secretário Fábio Vilas-Boas, os recursos serão aplicados na reforma do Hospital Regional Luiz Viana Filho (HRLVF), que terá seu perfil alterado para uma unidade materno-infantil de referência de alto risco. A unidade reformada contará com UTI neonatal e pediátrica, além de um moderno centro cirúrgico e obstétrico. As obras estruturantes começam a partir do dia 1º de março. Já no CSU, o Governo do Estado irá transformar o atual posto de saúde em duas Unidades de Saúde da Família. “Conseguimos junto ao Ministério da Saúde a autorização para construção de uma Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA-porte 2), no bairro do Malhado, ainda neste semestre”, anunciou Fábio Vilas-Boas.

PA 24 horas – “O HRLVF nunca possuiu uma UTI Pediátrica, nem uma UTI neonatal durante o período em que esteve funcionando. Faremos um convênio com a Prefeitura de Ilhéus e iremos contratar o Hospital de Ilhéus que funcionará com serviços de leitos de retaguarda e serviços de urgência pediátrica para atender a região central”, explicou o secretário. “Além disso, garantimos o apoio financeiro para a conclusão de seis Unidades Básicas de Saúde (UBS). Também serão cedidos mais de 200 servidores (sem custo para a prefeitura) para fortalecer a rede municipal de saúde. Outra boa notícia é que a unidade de Pronto Atendimento (PA) no bairro da Conquista, que irá funcionar 24 horas com atendimento clínico e cirúrgico de urgência e emergência de adultos”, frisou Vilas-Boas.

Polo de saúde e atuação da Câmara de Vereadores– O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre destacou os esforços da gestão municipal, da Câmara de Vereadores e do Governo do Estado para fortalecer a atenção básica. “Faremos o que for necessário para fazer Ilhéus sair da estagnação de mais de 30 anos em diversos setores, inclusive na saúde. Esse também foi meu projeto de governo e vemos que o momento é bastante favorável. Reunimos com o governador e sua equipe, discutimos como seria o novo fluxo e qual seria a contrapartida da prefeitura para que a rede de saúde funcionasse adequadamente e certamente Ilhéus tem aí a oportunidade de corrigir todos os desfites crônicos que sempre enfrentou”, disse. “A população terá a saúde que sempre mereceu e que infelizmente por irresponsabilidade de governos passados, não teve. É um novo momento na saúde em nosso município que será um Polo de saúde na Bahia”, comemorou Mário Alexandre.

O prefeito também lembrou que, apesar de poderes independentes, a Câmara de Vereadores tem tido um papel preponderante na solução da crise da saúde em Ilhéus. “Os vereadores têm sido pessoas comprometidas com os avanços que a cidade precisa, atuantes em busca do bem-estar do coletivo. Eles também têm sido peças importantes da reestruturação da saúde”, elogiou.

“Essas boas notícias”, destaca a secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira, “elevam a autoestima da população de Ilhéus e ajudarão a atingir as metas da atenção básica e pactuada. “Estes recursos são um incremento importante para os investimentos no município no âmbito da atenção à saúde da sua população”, reconheceu.

A representante da Assembleia Legislativa da Bahia, a deputada estadual Ângela Sousa, ressaltou que o governador está muito sensível às questões da Saúde em todo o Estado e principalmente em Ilhéus. “Não temos dúvida alguma que a saúde em Ilhéus recebeu tanto apoio do Governo do Estado. Lutaremos de forma aguerrida, junto com o deputado federal Paulo Magalhães, para fazer uma força-tarefa, implementando projetos e emendas parlamentares que direcionem recursos prioritariamente para esta área em nosso município”, pontuou.

No que tange aos investimentos recentes em Ilhéus, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC) vem se destacando como unidade de referência também para 67 municípios da região. Desde a sua abertura em dezembro último, diversos procedimentos de alta complexidade como cirurgias ortopédicas e cateterismo cardíaco passaram a ser realizados.

Bebeto cobra alternativas ao fechamento do Hospital Regional de Ilhéus

Bebeto em reunião juntamente com os vereadores de Ilhéus e o secretário de saúde.

Através do mandato do deputado federal Bebeto Galvão (PSB), onze vereadores e representantes do Conselho Municipal de Saúde participaram de audiência, nesta quinta-feira, dia 15, em Salvador, com o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas. Na pauta, o cumprimento de medidas anunciadas pelo governo do Estado para compensar o fechamento do Hospital Geral Luiz Viana Filho, localizado no bairro da Conquista, em Ilhéus.

“Ao lado dos vereadores, cobramos providências que já foram anunciadas e sugerimos alternativas ao fechamento desse importante equipamento de saúde, que atende não só Ilhéus, mas toda a região, sobretudo quanto ao plantão pediátrico, que é uma área muito carente de estrutura e profissionais na cidade”, contou Bebeto.

O deputado lembrou também que o município passa por dificuldades financeiras, mas que as soluções precisam sem compartilhadas entre Prefeitura e Estado, “cada um fazendo sua parte”. Entre as medidas defendidas por Bebeto e pelos vereadores, estão a imediata cessão de servidores do estado para postos de saúde, principalmente médicos de especialidades como pediatria, ginecologia e geriatria.

Da mesma forma, a construção e reforma de unidades básicas – a exemplo da Policlínica Halil Medauar, e a implantação de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Malhado, que já foi anunciada pelo governo do Estado, mas que ainda não há prazo para o início das obras.

Longo prazo – Bebeto salientou ainda a necessidade de reestruturação do Hospital Geral Luiz Viana Filho para que se torne referência em atendimentos materno-infantis. “O secretário Vilas-Boas nos garantiu que o Estado vai investir R$ 14 milhões entre obras e equipamentos para transformar o hospital numa unidade à altura do povo daquela região”, finalizou Bebeto.

Participaram da audiência os vereadores Lukas Paiva, Fabricio Nascimento, Nino Valverde, Pastor Matos, Juarez Barbosa, Jerbson Moraes, César Porto, Nerival, Abrãao, Makrise e Ivo Evangelista, além de Rafael e Diala Magalhães representando o Conselho Municipal de Saúde.

Governador Rui Costa trata com descaso a saúde pública na macrorregião Sul da Bahia, afirma Hilton Coelho

Hospital Regional fechou as portas.Foto: Jamesson Araújo

Com base em estudos feitos pelo Partido Socialismo e Liberdade em Ilhéus mostrando que o governador Rui Costa (PT) criou a maior concorrência entre usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) por acesso a um leito hospitalar na macrorregião Sul da Bahia, o vereador de Salvador Hilton Coelho (PSOL) classifica a gestão como um descaso do Executivo estadual em relação à saúde pública.

“De acordo com dados oficiais da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), a população da região é de 1.618.519 habitantes. O número de leitos ofertados pelo Hospital Regional Costa do Cacau é de 225. Ora, a população dos 67 munícios que compõem a macrorregião Sul da Bahia está desassistida. São 7.193 habitantes para cada leito. Evidente que isso é insuficiente e necessita de uma ação urgente do governo estadual e das administrações municipais”, afirma Hilton Coelho. :: LEIA MAIS »

Vereadores participam de reunião com a SESAB para cobrar melhorias na Saúde de Ilhéus

O vereadores Lukas Paiva, Paulo Carqueija, Ivo Evangelista, Fabrício Nascimento, Pastor Matos, Jerbson Morais, Nino Valverde, Makrisi Sá, Abraão Santos, César Porto, Juarez Barbosa e Nerival Reis já estão em Salvador para a reunião.

Nesta quinta-feira (15), vereadores de Ilhéus vão se encontrar com o secretário estadual de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas; e um dos assuntos principais será a tentativa de manutenção do Hospital Regional Luiz Viana Filho, que ao ser fechado gerou um verdadeiro caos para os ilheenses que buscam atendimentos de urgência e emergência.

A comitiva do legislativo ilheense, composta pelos vereadores Lukas Paiva, Paulo Carqueija, Ivo Evangelista, Fabrício Nascimento, Pastor Matos, Jerbson Morais, Nino Valverde, Juarez Barbosa, Makrisi Sá, Abraão Santos, César Porto e Nerival Reis; vai cobrar na Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) a continuidade de dois tipos de atendimentos no Hospital Luiz Viana Filho, com pronto-socorro para atendimento de urgência e emergência, e também Pediatria, além de entregar um documento feito pela comissão de servidores do Regional juntamente com as entidades da Sociedade Civil Organizada e agentes públicos, relatando as dificuldades da saúde do município e cobrando providências imediatas.

Outro assunto de grande relevância que será debatido é a manutenção da Hemodinâmica nos hospitais São José e de Ilhéus. Segundo informações, esse serviço de Hemodinâmica pode ser centralizado no novo Hospital do Cacau, que seria mais uma derrocada para saúde do município.

Prefeito anuncia contratação de médicos e mais investimentos na saúde de Ilhéus

Prefeito Mário Alexandre anuncia investimentos na Saúde

Reunido ontem (8) à noite com vereadores, secretários municipais, profissionais da saúde e lideranças da comunidade, no Centro Administrativo da Conquista, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, anunciou a contratação de uma equipe de 20 médicos que passam, de imediato, a atender a população da sede e do interior do município.

Na oportunidade, também anunciou que, com recursos próprios, inicia nos próximos dias a recuperação estrutural de 10 postos de saúde e vai concluir mais sete postos, que estão com obras paralisadas por falta de prestação de contas da administração anterior ao governo federal, “completando, com dinheiro da Prefeitura, o que falta, evitando assim que o município tenha que devolver recursos e ficar sem as obras”.

“Quando cancelei o carnaval, disse à população de Ilhéus que os recursos que teriam que ser destinados à festa, eu iria economizar para aplicar em setores essenciais da cidade. Hoje estou dando a primeira resposta”, disse aos presentes. São mais 20 médicos que reforçarão as Unidades Básicas e o Samu melhorando a capacidade de atendimento da saúde de Ilhéus. :: LEIA MAIS »

Simpósio de Saúde Coletiva do Sul da Bahia recebe inscrições

Os interessados nos diversos tópicos ligados à Saúde da Família já podem se inscrever no I Simpósio de Saúde Coletiva do Sul da Bahia. O evento será realizado entre 23 e 25 de março no Campus Sosígenes Costa da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Porto Seguro.

As inscrições podem ser feitas até o dia 23, início do evento, ou até o preenchimento das 300 vagas gratuitas, por meio de formulário online. Quem quiser participar de oficinas ou minicursos também pode se inscrever no mesmo formulário, devendo pagar a taxa de inscrição no valor de R$ 20,00 no credenciamento. Espera-se a participação de docentes do Ensino Superior, profissionais das redes de Atenção à Saúde/Saúde da Família e afins, discentes de graduação e pós-graduação, gestores de serviços de Saúde, conselheiros municipais de Saúde e comunidade em geral.

Na programação estão previstas conferências, mesas-redondas, oficinas e minicursos e também as bancas de qualificação dos mestrandos do PROFSaúde. Outro atrativo será a exposição de livros da área de Saúde nos três dias do evento. :: LEIA MAIS »

Prefeito de Santa Cruz da Vitória pede afastamento para fazer tratamento de saúde.

O prefeito de Santa Cruz da Vitória, Carlos André (PTC), pediu afastamento do cargo de 30 dias para fazer um tratamento de saúde em São Paulo. O motivo do tratamento é um tumor no cérebro que retornou no ano passado.

Nesta quinta-feira o vice-prefeito, Luciano Almeida (PSL) será empossado pela câmara de vereadores. O prefeito Carlos André está desde o ano passado fazendo o tratamento e passou até por uma cirurgia, mas será necessário ficar esse tempo fora da cidade para intensificar o tratamento.

*Com informações do Políticos do Sul da Bahia

Prefeito de Ilhéus prioriza ações na Saúde e cancela o Carnaval

Conforme publicamos com exclusividade há alguns dias, como você pode ver clicando aqui, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre cancelou o carnaval na cidade. Abaixo segue o texto enviado pela Secom da PMI:

O Carnaval Cultural de Ilhéus, previsto para acontecer de 10 a 13 de fevereiro, está cancelado. O anúncio oficial foi feito há pouco, em Salvador, pelo prefeito Mário Alexandre, durante sua participação no evento “Internet para Todos”, do programa Cidade Digital, que contou com as presenças do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e do senador baiano Oto Alencar, na sede da União das Prefeituras da Bahia (UPB), no Centro Administrativo da Bahia.

Apesar de reconhecer a importância da festa mais popular do Brasil para uma cidade com vocação turística como Ilhéus, o prefeito justificou a sua decisão considerando que o momento de crise nacional requer total responsabilidade e os “pés no chão” dos gestores municipais. Mário Alexandre disse que iniciou o ano de 2018 com o sequestro por parte da Receita Federal de 4 milhões e meio de reais dos cofres públicos, além da suspensão do repasse de recursos previsto do governo federal para os municípios.  “Diante disso e da necessidade de focar na melhoria da saúde, cuja meta do governo municipal é atingir por volta de 60 por cento de atenção básica ainda este ano, decidi pelo cancelamento do Carnaval”, falou aos jornalistas. :: LEIA MAIS »

Vacina contra febre amarela deve ser aplicada dez dias antes da viagem

O Ministério da Saúde ressalta a importância da prevenção e da imunização Flavia Villela/Agência Brasil

A poucos dias do início do carnaval, o Ministério da Saúde reforçou hoje (29) que a vacina contra a febre amarela deve ser aplicada pelo menos dez dias antes de qualquer viagem para locais do país onde há recomendação de imunização. A pasta destacou que a orientação só é válida para pessoas que nunca se vacinaram: quem já tiver recebido uma dose ao longo da vida não precisa procurar novamente os postos de saúde.

“Para garantir a proteção, a dose deve ser aplicada com, pelo menos, dez dias de antecedência à viagem, tempo necessário para o organismo produzir os anticorpos contra a doença”, informou o ministério por meio de nota. Ao todo, 20 estados e o Distrito Federal fazem parte da chamada Área com Recomendação de Vacinação. “Para quem vai se deslocar no período do carnaval para uma dessas áreas, a recomendação é buscar a imunização até o fim de janeiro”.

Os casos de febre amarela registrados no país, segundo o comunicado, permanecem no ciclo silvestre da doença – quando a enfermidade é transmitida apenas por mosquitos encontrados em regiões de mata, dos gêneros Haemagogus e Sabethes. O último caso de febre amarela urbana foi registrado no Brasil em 1942. “Portanto, os cuidados devem ser redobrados para os viajantes que se deslocarem para zonas rurais e áreas de mata”, informou o ministério. :: LEIA MAIS »

Ilhéus amplia número de postos para vacinação contra febre amarela apenas para público-alvo

Seguindo orientação do Núcleo Regional de Saúde, da Secretaria de Saúde da Bahia, a Prefeitura de Ilhéus vai continuar aplicando doses vacina contra a febre amarela nas crianças de nove meses de idade e em adultos maiores de 60 anos que estarão se deslocando para áreas de risco. Estes, devem apresentar comprovante da viagem.

Para este público-alvo, a Sesau ampliou a liberação da vacina em mais duas unidades de saúde. Em Olivença, o atendimento está sendo feito pela manhã. E na unidade de saúde Euler Azaro, no bairro Teotônio Vilela, nos dois turnos.

Para além destas duas novas opções, a vacina continua sendo aplicada no período da manhã ocorre nas unidades de saúde Almiro Vinhaes, localizada na Avenida Princesa Isabel; no Centro Social Urbano (CSU), no bairro da Barra, e em Vila Cachoeira, localizada à margem da rodovia Ilhéus-Itabuna. :: LEIA MAIS »

Exclusivo: Carnaval de Ilhéus ameaçado de não acontecer

Depois de cancelar o carnaval antecipado, a Prefeitura de Ilhéus pode anunciar nos próximos dias o cancelamento do Carnaval que está marcado para acontecer entre 10 e 13 de fevereiro na Avenida Soares Lopes.

Segundo informações colhidas pelo Blog Agravo, houve sequestro de R$ 4 milhões e meio nos cofres da prefeitura por parte da Receita Federal, e o fato pode inviabilizar a realização do carnaval. Segundo prepostos do governo, o prefeito já desistiu das atrações oferecidas pela Bahiatursa devido aos custos extras das grande bandas, e mantém a ideia de realizar um carnaval enxuto com músicos locais e blocos de rua, além dos tradicionais blocos afros.

“A decisão final sobre a realização ou não do Carnaval sai ainda essa semana”, afirmou a fonte ao Blog Agravo.

Grande parte dos integrantes do governo do primeiro escalão vem aconselhando o prefeito a focar os esforços na reforma de postos de saúde e contratações de médicos, e cancelar a festividade.

Na próxima semana o governo vai anunciar medidas de impacto na Saúde, como  contratações de médicos e reforma de postos de saúde.

Decretada prisão preventiva de mulher que envenenou quatro pessoas

Celson Alves da Silva não resistiu e veio a óbito devido ao envenenamento. 

Acusada de envenenar quatro pessoas da mesma família com “chumbinho” no município de Saúde, Rosa Maria Dantas Melo teve a sua prisão preventiva decretada pela Justiça ontem, dia 18. O juiz substituto da Vara Criminal da comarca atendeu o pedido apresentado pelo Ministério Público estadual, que também denunciou Rosa Maria pela prática de homicídio e tentativa de homicídio. Segundo a promotora de Justiça Milena Moreschi, a denunciada ofereceu doce de leite envenenado com carbofurano, mais conhecido como “chumbinho”, a quatro pessoas convidadas para irem até a sua residência. O envenenamento causou a morte de uma das vítimas e as demais sobreviveram por terem ingerido uma quantidade menor do produto, explica a promotora.

O fato ocorreu em junho de 2017, após Rosa Maria insistir para que Celson Alves da Silva, Catarina Caetano de Barros e seus filhos fossem até à casa dela. Lá, ela lhes ofereceu o doce que, segundo exame pericial, foi servido com o carbofurano. As investigações apontam ainda que Rosa já havia tentado contra a vida de Celson e Catarina em outra oportunidade, quando adicionou “chumbinho” ao vinho servido ao casal. Eles teriam sobrevivido a essa tentativa inicial por terem ingerido pouca quantidade e logo passado mal, expelindo todo o conteúdo. Na última tentativa, Celson ingeriu maior quantidade e não resistiu. Rosa Maria, que já está presa desde dezembro em razão de pedido de prisão temporária formulado pelo MP, foi denunciada pelo homicídio e pela tentativa de homicídio praticados por motivo fútil, com emprego de veneno e dissimulação ou recurso que dificultou a defesa das vítimas.



junho 2018
D S T Q Q S S
« maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia