WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Salvador’

Encontro reúne agentes da cadeia produtiva do cacau em Salvador

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Agregar e proporcionar o diálogo entre todos os agentes da cadeia produtiva do cacau foi o principal objetivo do encontro Bahia Cacau 2035, realizado na terça-feira (21), no Hotel De Ville, em Salvador. O cultivo do fruto, que durante muito tempo teve a imagem ligada ao coronelismo, é reinventado e atravessa um novo ciclo histórico de sustentabilidade, inclusão social e turismo.

Participaram do evento o vice-governador e secretário do Planejamento, João Leão, além dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner; de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues; da Agricultura, Vitor Bonfim; de Ciência, Tecnologia e Inovação, Vivaldo Mendonça; do Meio Ambiente, Geraldo Reis; do Turismo, José Alves; e de Relações Institucionais, Josias Gomes.

De acordo com Wagner, o papel do Governo do Estado, por meio das secretarias, é dar apoio e sustentação àqueles que querem desenvolver uma cultura com tanta tradição na Bahia e que já foi a maior renda do estado. “O governador Rui Costa mantém a política de estimular a verticalização da cadeia. Somos o maior produtor de cacau do país e o Brasil é o único no mundo que consegue ir do fruto até o produto. Nosso objetivo é utilizar novas metodologias de plantio que melhorem a qualidade do cacau, verticalizando a produção para que o produtor possa ficar cada vez mais com o fruto do seu trabalho, no caso, o chocolate, que agrega muito mais valor que a amêndoa”, afirmou. :: LEIA MAIS »

Confira a balneabilidade das praias do litoral baiano

Praia da Avenida Soares Lopes, município de Ilhéus. Foto Jamesson Araújo.

A Rede Amostral de Monitoramento da balneabilidade no estado atualmente é composta por 121 pontos, distribuídos em toda a costa baiana. As amostras de água para analises da balneabilidade são coletadas sistematicamente semanalmente, no período da manhã em locais com maior concentração de banhista.

De acordo com a resolução Conama a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas, apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

Confira os resultados emitidos em 17/11/2017

Costa do Cacau ( Ilhéus)

Praias impróprias: Concha

Salvador

Praias impróprias: Periperi, Penha, Pedra Furada, Farol da Barra (próximo ao Barra Vento e escada de acesso à praia, em frente a Av. Oceânica), Armação, Boca do Rio, Patamares e Lagoa de Abaete.

Baía de Todos os Santos

Praias impróprias: Cabuçu, Mar Grande e Gameleira

Costa dos Coqueiros

Praias impróprias: Rio Pojuca.

Costa do Dendê

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Costa do Descobrimento

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Bahia : Adolescente de 17 anos é estuprada e agredida em Uber; suspeito é policial militar

Um motorista do aplicativo de transporte Uber, que também é policial militar, é principal suspeito de estuprar e agredir uma adolescente de 17 anos, durante uma corrida no dia 25 de outubro, em Salvador.

 A Polícia Militar, por meio da Corregedoria, instaurou um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar o envolvimento do policial militar Agnaldo Alves, e  afastou das  atividades operacionais enquanto transcorre a investigação.A investigação do crime é feita pela Polícia Civil

De acordo com a polícia, o crime aconteceu no final da tarde, no bairro de Sussuarana. A jovem saía da casa do namorado e solicitou uma corrida para voltar para casa, no Subúrbio Ferroviário.

A vítima contou à polícia que o Agnaldo desviou a rota e parou em uma rua pouco movimentada, onde a estuprou. Enquanto ela tentava se defender, o homem cortou o braço dela com um estilete.

A adolescente foi deixada em uma rua, ainda no bairro da Sussuarana, onde foi socorrida por populares. Ela foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O caso está sob investigação da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca).

Policial civil de Ipiaú é executado em Salvador

Luis trabalhou e é natural de Ipiaú, sul da Bahia.

O policial civil Luis Alberto dos Santos foi vítima de homicídio, que ocorreu no bairro de São Cristóvão, na noite da terça-feira (31). O servidor estava dirigindo o veículo nas imediações do condomínio Campo Belo quando foi fechado por dois veículos que efetuaram vários disparos de arma de fogo. O carro de modelo celta do investigador capotou na via e o policial veio a óbito no local.

O Presidente do SINDPOC, Marcos Maurício, afirma que a Segurança Pública do Estado está de joelhos à bandidagem. O sindicalista destaca que o Governo do Estado injeta milhões em propagandas para “mascarar” a dura realidade. ” Rui Costa tem medo de mudar o comando da SSP! São sete anos que Maurício Barbosa está à frente da pasta com resultados catastróficos. Temos mais de seis mil homicídios por ano! Somos primeiro lugar em roubo de veículos! Segundo lugar em estupro! Segundo a última Lei Orçamentária Anual, a Bahia investiu R$ 4.4 bilhões de reais e nada tem sido feito de concreto”, critica.

O SINDPOC lamenta o homicídio de mais um policial civil da Bahia. “Mais uma vítima dessa guerra que estamos vivendo! Um trabalhador que deveria estar dando o sangue pela sociedade e foi vítima de uma emboscada, teve a vida ceifada. Um colega maravilhoso! O Governador do Estado está refém da SSP! Está com as mãos atadas!”, denuncia o Presidente do SINDPOC, Marcos Maurício.

Confira a balneabilidade das praias do litoral baiano

Litoral norte de Ilhéus- Costa do Cacau tem a  balneabilidade boa. Foto Jamesson Araújo/ Blog Agravo.

A Rede Amostral de Monitoramento da balneabilidade no estado atualmente é composta por 121 pontos, distribuídos em toda a costa baiana. As amostras de água para analises da balneabilidade são coletadas sistematicamente semanalmente, no período da manhã em locais com maior concentração de banhista.

De acordo com a resolução Conama a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas, apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

Confira os resultados emitidos em 06/10/2017

Salvador

Praias impróprias: São Tomé de Paripe, Tubarão, Periperi, Penha, Bogari, Bonfim, Pedra Furada, Canta Galo, Farol da Barra (próximo ao Barra Vento e escada de acesso à praia, em frente a Av. Oceânica), Ondina (situada próximo ao Morro da Sereia em frente ao Ed. Maria José), Rio Vermelho (próximo a escada de acesso à praia, em frente à igreja de Nossa Senhora de Santana), Buracão, Amaralina, Pituba, Armação, Boca do Rio, Corsário, Patamares e Lagoa de Abaete.

Ilhéus

Praias impróprias: Marciano, Malhado, Cristo, Sul, e Corurupe.

Baía de Todos os Santos

Praias impróprias: Cabuçu, Mar Grande e Gameleira.

Costa dos Coqueiros

Praias impróprias: Buraquinho, Jauá e Rio Pojuca.

Costa do Dendê

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Costa do Descobrimento

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Ilheense recebe título de cidadão soteropolitano

O empresário ilheense, Aldinho Benevides, receberá o título de cidadão soteropolitano, ofertado pela vereadora Marcelle Moraes, que acontecerá no dia 14 de dezembro na Câmara de Vereadores de Salvador. Aldinho mudou-se para Salvador em 2010 e lá deslanchou a carreira de um dos maiores empresários no ramo do entretenimento na Bahia.

Com alguns sócios, fundou a AMB, produtora de eventos renomada que administra carreira de músicos como Daniel Vieira e Felipe Escandurras. É idealizador e parceiro de grandes festas como “Ensaios do Tchan”, “Forró do Piu-Piu” e “Amargosa Light”.

Além disso, o empresário é sócio do primeiro bar esportivo da Bahia, o Five Sport Bar, inaugurado em 2012 no Villas e que atualmente possui filiais no bairro da Graça e no Shopping Paralela. O empreendimento foi indicado como melhor bar pela revista Veja Salvador Comer&Beber  em 2012 e conquistou o prêmio de melhor projeto arquitetônico de 2013 pelo Núcleo de Decoração da Bahia. :: LEIA MAIS »

CGU descobre o que os ilheenses já sabiam desde 2012 : “Construção” terminal Pesqueiro de Ilhéus foi superfaturado

Terminal Pesqueiro de Ilhéus.

O Ministério da Transparência e a Controladoria Geral da União (CGU) divulgaram nesta quarta–feira (27/09/2017) o resultado da avaliação da implantação de Terminais Pesqueiros Públicos (TPP), que tem o objetivo de verificar se os TPPs são construídos ou reformados em cumprimento à legislação; se operam conforme especificações técnicas e sanitárias; e se auxiliam na ampliação e desenvolvimento da pesca.

Um dos alvos dessa avaliação foi o Porto Pesqueiro de Ilhéus, que segundo o relatório da CGU tem uma lista enorme de irregularidades, e foi superfaturado em mais de R$ 1.327.906,87 (Hum milhão, trezentos e vinte sete mil, novecentos e seis reais, e oitenta e sete centavos).

Mas a informação do CGU não é novidade para os ilheenses. O Blog Agravo desde 2012 apontava irregularidades, chegando a questionar o valor investido (10 milhões de reais) na suposta construção do porto, sendo que a estrutura já existia devido ao antigo Porto de Ilhéus. (Clique aqui para ler). Na época as matérias questionadoras do Blog Agravo repercutiram no Governo da Bahia, e criaram um grande mal estar no grupo do PP, diga-se o ex-prefeito Jabes Ribeiro, que tinha indicado o seu braço direito para a presidência da Bahia Pesca, Isaac Albagli; que comandou a instalação dos terminais pesqueiros de Ilhéus e Salvador.

Na época, o presidente da Bahia Pesca respondeu as matérias e negou irregularidades ao Blog Agravo. ( Clique aqui para ler).

Segundo o relatório técnico da CGU, as irregularidades atingem desde a elaboração dos projetos dos terminais de Salvador e Ilhéus, onde foram constatados R$ 4.418.573,16 (quatro milhões, quatrocentos e dezoito mil, quinhentos e setenta e três reais, dezesseis centavos) em serviços com unidades de medidas inadequadas, que equivalem a 47% do total contratado. Tal constatação evidencia que não havia como detalhar e orçar adequadamente a obra a partir do projeto básico, que se mostrou insuficiente.

Os problemas apontados pela CGU vão desde práticas irregulares da Bahia Pesca e superfaturamento decorrente de sobrepreço, superfaturamento por medição até o pagamento de serviços não executados e a não utilização de BDI diferenciado para aquisição de equipamentos. Tal situação é ainda agravada em razão de alguns desses serviços sequer terem sido executados, tal como a dragagem e a cobertura termoacústica.

Vale lembrar que durante a inauguração do terminal pesqueiro, o ex- governador Jacques Wagner puxou a orelha do presidente da Bahia Pesca, pelo não funcionamento adequado.  (Confira a matéria e vídeo do Blog Agravo clicando aqui).

Depois do escândalo da Operação Citrus, o grupo Jabista segue a passos largos para outro envolvimento em desvio de dinheiro.

Confira o relatório da CGU sobre o Terminal Pesqueiro de Ilhéus clicando AQUI. 

Confira o relatório completo da CGU sobre os terminais pesqueiros clicando aqui.

Confira a balneabilidade do litoral baiano

 

Ilhéus: Praia do Malhado mais uma vez imprópria para banho.

A Rede Amostral de Monitoramento da balneabilidade no estado atualmente é composta por 121 pontos, distribuídos em toda a costa baiana. As amostras de água para analises da balneabilidade são coletadas sistematicamente semanalmente, no período da manhã em locais com maior concentração de banhista.

De acordo com a resolução Conama a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas, apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

Confira os resultados emitidos em 15/09/2017:

Salvador

Praias impróprias: Tubarão, Periperi, Penha, Bogari, Pedra Furada, Ondina (situada próximo ao Morro da Sereia em frente ao Ed. Maria José), Rio Vermelho (próximo a escada de acesso à praia, em frente à igreja de Nossa Senhora de Santana), Amaralina, Pituba (em frente a escada de acesso à praia, em frente a Portinox, na Rua Paraíba), Armação, Boca do Rio, Corsário, Patamares, Piatã e Lagoa de Abaete.

Baía de Todos os Santos

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Costa dos Coqueiros

Praias impróprias: Barra do Rio Pojuca.

Costa do Dendê

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Costa do Cacau / Ilhéus

Praias impróprias: Marciano, Malhado e Cristo.

Costa do Descobrimento

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Divulgada relação de nomes dos mortos no naufrágio em Salvador

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP) divulgou hoje (25) a lista com identificação dos 18 corpos das vítimas do acidente ocorrido na manhã de ontem, durante travessia entre Mar Grande e Salvador. Ontem à noite (24), dez corpos já haviam sido identificados pelos familiares e, nesta manhã, a lista se completou, incluindo três crianças de dois anos de idade.

Os trabalhos de busca por sobreviventes ou pelos corpos havia sido suspenso na noite desta quinta-feira e foram retomados na manhã de hoje. Apesar da continuidade pelas buscas, a coordenação do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) já considerava “improvável”, desde o fim da tarde de ontem, que sejam encontradas vítimas com vida.

Os corpos foram identificados pelo Instituto Médico Legal, do Departamento de Polícia Técnica, em Santo Antônio de Jesus e Salvador. Confira a lista das vítimas que não sobreviveram à tragédia:

1. Antônio de Jesus Souza, 67 anos

2. Thiago Henrique de Melo Barreto, 35 anos

3. Ivanilde Gomes da Silva, 70 anos

4. Tais Medeiros Ramos de Sales, 32 anos

5. Lucas Medeiros Leão, 2 anos

6. Darlan Queiroz Reis Julião, 2 anos

7. Lais Pita Trindade, 20 anos

8. Dulciana dos Santos Queiroz, 38 anos

9. Davi Gabriel Monteiro Coutinho, 2 anos

10. Dulcelina Machado dos Santos, 59 anos

11. Sandra Lima dos Santos, 40 anos

12. Lindinalva Moreira da Silva, 50

13. Rosemeire Novais Carneiro de Costa, 49 anos

14. Alessandra Bonfim dos Santos, 36 anos

15. Isnaildes de Oliveira Lima, 48 anos

16. Rita dos Santos, 54 anos

17. Edileuza reis a Conceição, 53 anos

18. Edilene Oliveira dos Santos, 43 anos

Mau tempo e desestabilização da lancha podem ter provocado naufrágio

O mau tempo e a desestabilização da lancha pode ter provocado o naufrágio que deixou, ao menos, 18 mortos, na Baía de Todos-os-Santos, trecho de Vera Cruz, na região metropolitana de Salvador, na quinta-feira (24). Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a velocidade do vento, que normalmente é de 7 km/h, era de cerca de 31km/h no local do acidente, quando a embarcação virou.

De acordo com a Capitania dos Portos, as causas, circunstâncias e responsbilidades do acidente já começaram a ser apuradas. A maré estava alta e o mar estava bem agitado no momento da tragédia. Também chovia e ventava bastante quando a embarcação virou. A lancha Cavalo Marinho I, saiu do Terminal Marítimo de Mar Grande, em Vera Cruz, com 120 pessoas a bordo. Eram 116 passageiros e 4 tripulantes. A capacidade da embarcação era de 160 pessoas.

Conforme relato de sobreviventes, por causa da chuva forte e do vento, os passageiros da lancha passaram para um lado só da embarcação, o que teria provocado a desestabilização da lancha, que virou após ser atingida por uma onda. A Marinha informou que vai ouvir os sobreviventes durante as investigações para apurar se isso provocou o acidente.

“Informação do que efetivamente ocorreu nós só teremos ao final do inquérito que está sendo instaurado pela Marinha para apurar o acidente. Nós ouviremos testemunhas, a embarcação vai passar por uma perícia e, ao final do inquérito, que tem prazo de conclusão de 90 dias, é que nós teremos um quadro efetivo”, afirmou o comandante Flávio Almeida, assessor de relações institucionais da Marinha na Bahia.

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os ventos no litoral baiano estão mais fortes nesta semana por causa da passagem de uma frente fria pelo oceano. Ainda segundo o Inmet, nesta quinta, na hora do acidente, a maré estava alta e as ondas passavam dos dois metros. Os ventos estavam com a velocidade quase cinco vezes mais forte do que o normal.

“A gente teve essa manhã, em torno desse horário [do acidente], esses ventos soprando com rajadas entre 30 e 31km/h. Ontem [quarta-feira], nesse mesmo horário, a gente também tinha essa mesma característica, algo em torno de 29, 30 km/. No decorrer do dia de ontem teve até, em alguns momentos, rajadas mais intensas do que essas, chegando a até 46 km/h. A previsão nos próximos dias é de continuidade desse tempo mais instável, esses ventos continuam, em alguns momentos, com essa intensidade um pouco maior, mas não temos previsão de grandes intensidades nem de vento, nem de chuva ao longo do litoral baiano”, explicou Claudia Valéria, meteorologista do Inmet.

Na quarta-feira (23), a saída das escunas de turismo que fazem o passeio por ilhas da Baía de Todos-os-Santos e a travessia para Morro de São Paulo, destino turístico em Cairu, chegaram a ser suspensos, também por causa do mau tempo. A travessia entre Salvador e Mar Grande também teve interrupções, mas por conta da maré baixa, que já ocorre normalmente.

O acidente aconteceu por volta das 6h30 desta quinta. Conforme sobreviventes e autoridades, a lancha virou cerca de 10 minutos após deixar terminal. A embarcação estava na Baía de Todos-os-Santos, a 200 metros da costa, quando virou.

Pelo menos duas crianças morreram no acidente. Um deles é um bebê de 6 meses, ainda não identificado, que viajava com a mãe, a irmã, de 5 anos, e a avó, segundo relato de familiares. A outra é uma criança de 1 ano, que chegou a ser resgatada com sinais vitais, mas morreu em uma ambulância do Samu. Até por volta das 20h30, onze, das 18 vítimas mortas tinham sido identificadas.

Após o acidente, a operação do sistema foi imediatamente supensa, em Salvador e em Mar Grande. De acordo com a Marinha, a embarcação estava regular e um inquérito administrativo será instaurado para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente.

A embarcação também estava com todos os itens de segurança em dia e tinha sido vistoriada recentemente, segundo a Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab).

Em entrevista, o comandante do Corpo de Bombeiros, Francisco Telles, disse que havia coletes na embarcação, mas o órgão apura se a quantidade de equipamentos era suficiente. “Sabemos que coletes foram distribuídos, mas na situação é preciso investigar como isso aconteceu. É difícil saber agora quando as pessoas colocaram os coletes”, afirmou.

:: LEIA MAIS »

Confira a balneabilidade das praias do litoral baiano

Foto: Agravo.

A Rede de Amostral de Monitoramento da balneabilidade no estado atualmente é composta por 121 pontos, distribuídos em toda a costa baiana. As amostras de água para analises da balneabilidade são coletadas sistematicamente semanalmente, no período da manhã em locais com maior concentração de banhista.

De acordo com a resolução Conama a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas, apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

Confira os resultados emitido em 18/08/2017

Costa do Cacau / Ilhéus

Praias impróprias: Marciano, Malhado e Cristo.

Salvador

Praias impróprias: Paripe, Tubarão, Periperi, Penha, Bogari, Boa Viagem, Canta Galo, Farol da Barra, Ondina, Rio Vermelho, Buracão, Amaralina, Pituba (em frente a escada de acesso à praia, em frente a Portinox, na Rua Paraíba), Armação, Boca do Rio, Corsário, Patamares, Piatã, Placafor, Itapuã (em frente à Sereia de Itapuã) e Lagoa de Abaete.

Baía de Todos os Santos

Praias impróprias: Madre de Deus (sob à ponte em Madre de Deus), Conceição de Salinas e Mar Grande.

Costa dos Coqueiros

Praias impróprias: Buraquinho, Barra do Rio Pojuca e Rio Imbassaí (na cachoeira da D. Zilda).

Costa do Dendê

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Costa do Descobrimento

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Lula desembarca em Salvador nesta semana

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chega a Salvador na próxima quinta-feira (17). Será o início da caravana “Lula pelo Brasil”, que se encerra no dia 5 de setembro, no Maranhão. Durante a viagem, Lula percorrerá de ônibus nove estados nordestinos, em uma viagem “para conhecer as mudanças” que ocorreram no Nordeste durante os governos do PT, relembrando ao povo os projetos implementados pela gestão petista: cisternas, Minha Casa Minha Vida, Agricultura Familiar, Universidades. Na chegada a Salvador, o ex-presidente deve participar do lançamento do livro “Comentários a uma Sentença anunciada – O Processo Lula”, ao lado de juristas e advogados, na Pupileira. Ele irá de metrô até o evento, saindo da estação Pituaçu. O lançamento ocorre às 17h.

Já na sexta-feira (18), Lula recebe título de Doutor Honoris Causa, na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) em Cruz das Almas, às 10h. Durante a tarde, o ex-presidente participa do Festival da Juventude, na mesma cidade, às 15h. Após a atividade, a caravana segue para São Francisco do Conde, onde Lula será patrono na colação de grau de estudantes da Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira), às 19h. As duas universidades foram criadas pelo governo Lula. No sábado (19), Lula estará em Feira de Santana, onde participa de um ato de Defesa das Políticas Públicas para o Semiárido e Agricultura Familiar, às 11h, políticas como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e de cisternas que têm sido reduzidas ou desmontadas.

Pela 1ª vez na Bahia, Campus Party começa nesta quarta com 4 mil ‘campuseiros’ e expectativa de receber 40 mil visitantes

Campus Party será realizada na Arena Fonte Nova, em Salvador (Foto: Agência Brasília/Divulgação)

Pela primeira vez na Bahia, a Campus Party, que é considerada a maior experiência do mundo na área de tecnologia e inovação, começa nesta quarta-feira (9), na Arena Fonte Nova, em Salvador. Ao todo, serão cinco dias de evento. Do ponto de vista internacional, é a primeira vez que feira ocorre em um estádio de futebol.

Os ingressos para os “campuseiros”, como são chamados os participantes do evento que têm circulação por todos os espaços, já estão esgotados. Entretanto, existe uma área gratuita aberta para o público, chamada de “Open Campus”, com atrações de tecnologia, inovação e empreendedorismo.

Segundo a organização, são esperados quatro mil campuseiros e mais de 40 mil visitantes. [Veja no final da reportagem algumas das atrações da “Open Campus”]

Na quarta-feira (9), os campuseiros já começam a se envolver em uma série de atividades, que só terminam no domingo (13). Eles irão participar de palestras, workshops, hackathons [maratona de programação], atividades nas bancadas com acesso à internet de alta velocidade e jogos no Freeplay. Ao total, o espaço receberá 250 horas de conteúdo. A estrutura contempla também o camping, que conta com 2.500 barracas.

:: LEIA MAIS »

BA: Abertas inscrições para curso de Formação de Doulas Voluntárias

Até 19 de julho, estão abertas as inscrições para o curso de Formação de Doulas Voluntárias, oferecido pela Maternidade de Referência Professor José Maria de Magalhães Netto, administrada pelo Instituto Hygia.

Estão sendo ofertadas 25 vagas e a candidatura pode ser feita na Gerência Assistencial (1º andar) da Maternidade de Referência, localizada na Avenida Marquês de Maricá, S/N, Pau Miúdo – Salvador/BA, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

A seleção constará de análise da ficha de inscrição, entrevista em grupo e, caso necessário, entrevista individual. O resultado do processo seletivo será divulgado no dia 25 de julho, e as aulas teóricas se iniciam no dia 3 de agosto. As inscrições e o curso, que tem carga horária de 140h, são gratuitos.

As doulas têm a função de oferecer suporte físico e emocional à parturiente em trabalho de parto, desenvolver técnicas não farmacológicas de auxílio à dor junto à paciente em trabalho de parto e oferecer suporte emocional ao acompanhante, de livre escolha da mulher. A formação de Doulas destina-se a mulheres com interesse e disponibilidade em exercer um trabalho voluntário que envolve entrega e afeto.

mega turbonet

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia