WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




:: ‘Núcleo de Homicídio’

Ilhéus: Acusados pela morte de porteiro do Hospital São José tem prisão decretada por mais um homicídio

Dupla está presa por dois homicídios em Ilhéus. Foto divulgação Polícia Civil.

Acusados pela morte do porteiro do Hospital São José, José Ednaldo Alves Santiago Junior, os meliantes Jeverson dos Santos Santana vulgo “Jefinho” e Mateus Santos Silva vulgo “ Pity”, tiveram mandados de prisão executada por mais um homicídio, dessa vez o de Rafael Santos Pereira, 25 anos.

Rafael foi morto no dia 17/09/2017 vítima de arma branca (faca), na rua da Matriz, Bairro Nossa Senhora da Vitória, zona sul de Ilhéus.

Tanto Jerfinho quanto Pity, estão presos desde 30/09/2017 pela morte de José Ednaldo, cumprindo pena nos presídios de Serrinha e em Ilhéus, respectivamente, onde os mandados de prisão pela morte de Rafael foram cumpridos.

As investigações e a execução dos mandados de prisão foram feitos pelo Núcleo de Homicídio de Ilhéus, sob o comando da delegada Andrea Oliveira.

Leia clicando aqui a matéria sobre a morte do porteiro do São José.

Corpos encontrados na praia e no Rio Cachoeira já têm causas das mortes esclarecidas

Corpo de Bibi foi encontrado boiando perto da Ponte do Pontal.

Na última segunda (23) divulgamos que dois corpos foram encontrados por populares, um boiando no Rio Cachoeira, e outro na praia da Avenida. ( Clique aqui para ler)

Na terça-feira (24), segundo informações policiais colhidas pelo Blog Agravo, a perícia do DPT confirmou que o homem encontrado na praia morreu em decorrência de afogamento. A vítima foi identificada como Arnaldo Rodrigues, natural de Mauá ( SP).

Já o corpo encontrado boiando no Rio Cachoeira, nas proximidades da ponte da Pontal, foi vítima de homicídio por instrumento contundente. O Núcleo de Homicídio, sob a coordenação da delegada Andrea Oliveira, investiga o caso e já identificou a vítima, sendo o lavador de carro que atua no Pontal, Sérgio Nascimento Castro, 38 anos, conhecido popularmente Bibi.

O Blog Agravo entrou em contato com a Delegada Dra. Andrea Oliveira, que afirmou que já sabe quem são os autores do homicídio de Bibi, e segue colhendo provas para prender os meliantes.

Ilhéus: Polícia Civil elucida homicídio dentro de barbearia em Olivença

Foto arquivo.

O Núcleo de Homicídio, sob a coordenação da delegada Andrea Oliveira elucidou o homicídio do garçom da Cabana Praia da Canoa, Antônio Barbosa Santos Sousa, de apenas 29 anos, morto a tiros dentro de uma barbearia no bairro de Olivença em janeiro deste ano. ( Leia aqui )

O autor do homicídio, David Pinheiro dos Santos Bandeira teve mandado de prisão preventiva decretada pelo Juiz da Vara do Júri da Comarca de Ilhéus, sendo preso nesta segunda-feira (02) na cidade de Parnaíba (SP) por policiais civis paulistas depois de investigações do Núcleo de Homicídio de Ilhéus que descobriu seu paradeiro.

Segundo a polícia Civil, David matou Antônio depois de discussão banal, fazendo uso de arma de fogo, deferindo diversos tiros, enquanto a vítima estava sentada na cadeira de barbeiro cortando o cabelo completamente indefeso.

O homicida deve ser recambiado para a Bahia após adoção dos procedimentos legais.

Ilhéus: Homem vai fazer cobrança e acaba morto

Higor foi espancado e socorrido para o hospital, vindo a óbito. Foto Arquivo pessoal.

Ilhéus registrou mais um homicídio em 2018. Por volta das 4:30 da madrugada deste domingo (25) um homem identificado como Higor dos Santos Anunciação, 26 anos, foi espancado no Condomínio Morada do Porto.

Segundo informações de sua genitora a Polícia, Higor teria vendido uma corrente de prata, e ao tentar cobrar do comprador, uma discussão foi iniciada. A vítima acabou sendo espancada, e foi socorrida para o Hospital do Cacau onde veio a óbito.

Higor não  tinha antecedentes criminais. A Polícia Civil, por intermédio do Núcleo de homicídio, sob o comando da delegada Andréa Oliveira, investiga o caso.

O departamento de Polícia Técnica fez o levantamento cadavérico.

Ilhéus: Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra mulher que participou do homicídio de marmiteira

Nelcy foi condenada por coparticipação no homicídio de Dona Iza.

Na manhã desta sexta-feira (23) investigadores lotados no Núcleo de Homicídios da 7ª Coorpin/Ilhéus, sob o comando da delegada Andréa Oliveira, cumpriram mandado de prisão em decorrência de sentença condenatória contra Nelcy Barreto Silva, 45, natural do município de Camacan.

Nelcy foi acusada de coparticipação em um roubo que resultou na morte da senhora Iza Novais de Andrade, marmiteira mais famosa de Ilhéus, fato ocorrido em 17/04/2010, no interior de um restaurante localizado na Rua Joana Angélica, nº 97 – Centro da cidade de Ilhéus.

Segundo as investigações, Neoci Barreto Silva começou a trabalhar no estabelecimento de Dona Iza um mês antes do crime, e juntamente com Rogério de Andrade ( sobrinho da vítima) passaram a informação para os homicidas de que a vítima guardava 25 mil reais no estabelecimento.

Os executores do homicídio foram identificados na época como Jailton Neves (Tom), e João Leonardo Santos Silva (Leo), responsável pelo disparo. Ambos foram presos menos de 24 horas do crime em uma pousada na Ponta da Tulha, zona norte da cidade.

julho 2018
D S T Q Q S S
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia