WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Meio-ambiente’

Prefeitura de Ilhéus realiza treinamento sobre arborização em parceria com MPE

As árvores do Município de Ilhéus possuem a importante função de proporcionar equilíbrio paisagístico e regular o microclima urbano da cidade. Por essa razão, a Superintendência do Meio Ambiente, órgão ligado à secretaria municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável (Seplandes), promove de 9 a 13, no Centro Administrativo, um treinamento sobre arborização urbana, com objetivo de orientar os responsáveis pelo manejo sobre as novas diretrizes propostas pela secretaria, que incluem informações sobre poda adequada, critérios para remoção de árvores, entre outras normas. A ação aconteceu em parceria com o Ministério Público Estadual (MPE), com apoio do promotor público estadual, Paulo Sampaio.

As palestras são realizadas pelo professor e coordenador do Programa de Arborização Urbana da Universidade Estadual da Paraíba, Arnaldo Bezerra de Menezes, que também é secretário da Regional Nordeste da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (SBAU). Na terça-feira (10) pela manhã, aconteceu a parte prática do curso, com poda correta das árvores no próprio Centro Administrativo, no bairro da Conquista, com auxílio do técnico em podas, Joaquim Alves Bezerra. A SPA Serviços (terceirizada da Coelba) vai apresentar os novos equipamentos de segurança, ao longo da semana.

Durante o treinamento, servidores municipais e funcionários ouviram temas como os benefícios da arborização, técnicas adequadas para manejo e poda, a função ambiental e socioambiental de plantas e árvores, critérios para a remoção e substituição de árvores. Na oportunidade, participam de discussões sobre planos diretores de arborização urbana, a importância do resgate de carbono e a implantação de um viveiro na área do Centro Administrativo, que segundo os técnicos, possui condições propícias para a implantação. :: LEIA MAIS »

Embasa promove educação ambiental pelo Dia Mundial da Água no sul do estado

A Embasa programou uma série de ações socioeducativas em municípios do sul do estado em alusão ao Dia Mundial da Água, 22 de março. A data, instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), é um alerta mundial para a esgotabilidade desse recurso, levando a Embasa a adotar este ano o tema “cuide da água: preserve a vida!”. A região já sentiu os impactos da ação do homem sobre a natureza ao enfrentar uma estiagem prolongada em 2016, quando diversos municípios decretaram situação de emergência.

 As atividades se iniciam em Ilhéus, município mais representativo para as operações da Embasa na região, dia 19 de março, na Escola Municipal do Pontal, onde acontecerá palestra; dia 20 é a vez do Colégio da Polícia Militar. A construção de painéis educativos está prevista para dias 22, 26 e 27 de março, respectivamente na Escola Criativa, Escola Municipal da Princesa Isabel e Colégio Ideal. Dia 28 de março a sensibilização da empresa vai acontecer na Escola Santa Ângela e no Colégio Paulo Américo. No início de abril, estão previstas demonstrações de estação de tratamento de água (ETA) piloto e sessão de cinema no Instituto Municipal de Ensino Eusínio Lavigne (IME).

Outras atividades serão realizadas, ainda, nas seguintes sedes municipais e localidades: Itapé (20); Firmino Alves (21); Camamu e Igrapiúna (22); Estiva/ Itapé (23); Canavieiras (27) e São João do Paraíso (29). Estão programadas para estes locais visitas à estação de tratamento de água, apresentações teatrais, exposição de ETA piloto e jogos de tabuleiro. “A ideia é promovermos, de forma lúdica, essa conscientização, que se materializa desde os pequenos atos de economia do cotidiano à consciência crítica que precisamos desenvolver em relação ao uso e ocupação do solo; e ao combate a fraudes no consumo. Isso só para citar alguns exemplos de que nossa atitude faz toda a diferença para preservar a água”, destacou Danilo Gomes, gerente da Unidade Regional de Itabuna, responsável pelas operações da Embasa em 27 municípios do sul do estado.

UFSB oferece curso de Ciências Biológicas com ênfases em Saúde, Meio Ambiente e Biotecnologia

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) oferece o curso de segundo ciclo de Ciências Biológicas ligado ao Centro de Formação em Ciências Ambientais (CFCAm), sediado no Campus Sosígenes Costa, em Porto Seguro.

A profissão de biólogo é regulamentada pela Lei 6684/1979, Decreto 88438/1983 e é fiscalizada pelo Conselho Federal de Biologia (CFBio). A graduação em Ciências Biológicas na UFSB compromete-se a formar profissionais críticos/as, éticos/as e capacitados/as para o mundo do trabalho nas áreas de atuação do/a biólogo/a, capacitando-lhes a dialogar com profissionais de outras áreas e outros campos do saber.

Os perfis profissionais estão voltados para três áreas:

Meio Ambiente e Diversidade;
Saúde;
Biotecnologia e Produção.

As três áreas de atuação refletem a atualidade da proposta, voltada para a preparação de profissionais com visão cidadã, empreendedora e transformadora, visando o desenvolvimento da Ciência, a defesa do bem comum, a proteção do meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida em todas suas formas e manifestações. O curso é gratuito, da mesma forma que os demais cursos da UFSB. :: LEIA MAIS »

O protesto como uma das formas de cidadania e elemento essencial de equilíbrio da democracia.

Artigo escrito por Hernani Sá, sobre a preservação da área verde do Loteamento Jardim Atlântico I e o Estado Democrático de Direito.

No Brasil, o direito ao protesto é garantido constitucionalmente pela combinação de três direitos previstos no artigo 5º da Constituição Federal, sendo eles: Liberdade de Expressão, Liberdade de Reunião e Liberdade de Associação.

  A Liberdade de Expressão consta no art. 5º, inciso IV, da CF que diz: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;”.

Dentro dessa perspectiva, considerando que vivemos em uma democracia representativa, em que os nossos governantes e legisladores precisam estar atentos aos anseios populares e ao dinamismo da sociedade, é através do PROTESTO que a voz do povo se manifesta, podendo assim, nortear as políticas públicas prioritárias. Segundo Abraham Lincoln, “a democracia é o governo do povo, pelo povo e para o povo”.

Triste saber que, na madrugada entre os dias 01 e 02 de março de 2018, faixas com os dizeres: “FORUM AQUI NÃO”, “QUEREMOS PRAÇA ARBORIZADA, NÃO FÓRUM!” e “A PRAÇA É DO LOTEAMENTO!”, colocadas, com recursos próprios, por moradores do Loteamento Jardim Atlântico I, que lutam pela preservação da área verde daquele loteamento, tiveram suas faixas de protesto subtraídas por pessoas que querem enfraquecer o movimento ÁREA VERDE SIM !!!

Na intenção de empurrar goela baixo à construção de um novo fórum, foi apresentado projeto de lei pelo Prefeito de Ilhéus em 22/02/2018, tombado junto à câmara de vereadores sob o número 004/2018, frise-se, que visa DOAR a ÁREA VERDE do referido loteamento para o Tribunal de Justiça da Bahia, que pretende construir um novo fórum no local. Não é demais ressaltar que a pretensão do poder executivo fere claramente a legislação constitucional, alei federal de loteamento nº 6.766/79, o Estatuto da Cidade (lei nº 10.257/2001), o Código Florestal (lei nº 12.651/2012), o Plano Diretor Participativo de Ilhéus (lei Municipal nº 3.265/2006), a Lei de Uso e Ocupação do Solo (lei municipal nº 3.746/2015), a Lei Orgânica do Município, além de tratados internacionais, a exemplo da “Convenção para a Proteção da Flora, da Fauna e das Belezas Cênicas Naturais dos Países da América de 1949” – ratificado pelo Decreto-Lei 58.054/66 e promulgado pelo Senado Federal Brasileiro em 23 de março de 1966, tornando, por conseguinte, caso a construção do fórum seja aprovada e realizada, um CRIME AMBIENTAL FEDERAL. :: LEIA MAIS »

Força-tarefa inicia ações de fiscalização ao desmatamento no Extremo Sul do estado

A força-tarefa de combate ao desmatamento na Mata Atlântica, articulada pela Secretaria do Meio Ambiente, iniciou as ações de fiscalização, em Santa Cruz Cabrália, Porto Seguro e Belmonte, municípios onde foram sinalizadas as maiores áreas de desflorestamento pelo relatório da Fundação SOS Mata Atlântica.

A primeira ação de fiscalização aconteceu na quinta-feira (8), em cooperação pela Unidade Regional (UR) Extremo Sul do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Instituto Brasileiro Meio Ambiente Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Santa Cruz Cabrália.

As áreas haviam sido previamente identificadas através de imagens de Satélite. Na ação, foram confirmados incêndios e conversão em pastagens. Foram identificados alguns dos proprietários e apreendida uma espingarda e uma motoserra.

A força-tarefa está realizando um trabalho de investigação para identificação dos responsáveis pelos danos ambientais, para autuações e procedimentos cabíveis. Todas as áreas apontadas pelo relatório serão averiguadas pelas equipes de fiscalização ambiental.

Dentro da legalidade

O primeiro areal totalmente verde (com todas as certificações federais, estaduais, e municipais) abriu as portas no município de Una. A Mineradora Itagreen está a pouco mais de 30 Km de Ilhéus.

O novo areal, único com total integração com a natureza com supressão da vegetação ZERO, vem trazendo obrigação ao estado, municípios em realizar suas obras na região dentro da legalidade.

Hoje a areia negociada em Ilhéus é retirada de jazidas irregulares, com total agressão ao meio ambiente.

Ilhéus avança nas iniciativas de preservação ambiental

Foto José Nazal.

Ações fiscalizatórias que promovem o licenciamento ambiental de todos os postos de combustíveis do município, capacitação do corpo técnico e equipe de fiscalização da Superintendência do Meio Ambiente, planejamento das medidas de recuperação das bacias do Iguape-São José, aquisição de novos equipamentos para os guardas-parque, além da implantação do tão importante Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). Estas são as iniciativas destacadas ontem (5) pela Prefeitura de Ilhéus, ao celebrar a Semana Mundial do Meio Ambiente. “Estamos avançando nesta área”, assegura o vie-prefeito e secretário municipal e Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, José Nazal Paheo Soub.

Ele lembra que em fevereiro deste ano, o prefeito Mário Alexandre, determinou que a Secretaria Municipal da Fazenda depositasse na conta do Fundo Municipal do Meio Ambiente, o valor das multas, sanções e recursos advindos das ações de fiscalização e Licenciamento Ambiental. A medida é um cumprimento das exigências relacionadas no Anexo Único da Resolução CEPRAM nº 4.420/2015, no nível 3, que considera o critério de porte, potencial poluidor e sua natureza, face às características do ecossistema e a capacidade de suporte dos recursos ambientais envolvidos, competência do município. :: LEIA MAIS »

Município de Una tem a maior diversidades de árvores do mundo

 

Localizado na região sul do estado, a 503 quilômetros de Salvador, o município de Una tem a maior diversidade de árvores do mundo, sendo 450 espécies diferentes em um só hectare de floresta (Fonte: WWF Brasil). O cenário ambiental do município está na contramão do divulgado esta semana pelo mapeamento florestal realizado pela ONG SOS Mata Atlântica e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O estudo revelou que, devido ao desmatamento no sul do Estado, a Bahia foi a campeã nacional em destruição da Mata Atlântica entre 2015 e 2016.

Acreditando que essa riqueza pode ser revertida em geração de emprego e renda se usada com responsabilidade, a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente, lançou nesta segunda-feira (05), Dia Mundial do Meio Ambiente, o Programa Una Cidade Verde, maior ação voltada para a preservação ambiental já implementada em toda a história da cidade.

Na ação de lançamento, o prefeito Tiago de Dejair, secretários municipais e alunos da rede municipal de ensino iniciaram a plantação de mil mudas de árvores nativas como pau-brasil, jacarandá, jatobá, cedro, ipê-amarelo, ipê-roxo e pequi-preto. Na sequência, o gestor assinou um termo de parceria com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) para implantação do Viveiro Municipal de Árvores Nativas da cidade. Também foram instalados os primeiros pontos de descarte do projeto Coleta Legal para recolhimento de pilhas, baterias de telefone celular e lâmpadas fluorescentes usadas.

O programa Una Cidade Verde será inicialmente dividido em cinco projetos voltados para a arborização da cidade, reflorestamento de nascentes e matas ciliares, descarte de pilhas, baterias e lâmpadas fluorescentes, implantação do viveiro municipal de árvores nativas e capacitação ambiental. Durante toda a semana serão realizadas atividades educativas, de conscientização e comemoração na cidade. A ação conta com a parceria da Ceplac, do Instituto Biofábrica de Cacau, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e da empresa de limpeza urbana Biomaq. :: LEIA MAIS »

No Dia Mundial do Meio Ambiente, Temer amplia e cria unidades de conservação

Alto Paraíso de Goiás (GO) – Vista dos Saltos do Rio Preto, a partir do Mirante da Janela, área que faz parte da proposta de ampliação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros Marcelo Camargo/Agência Brasil

No Dia Mundial do Meio Ambiente, o presidente Michel Temer assinou decretos que ampliam três unidades de conservação: o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás; a Estação Ecológica do Taim, no Rio Grande do Sul; e a Reserva Biológica União, no Rio de Janeiro. Outro decreto cria o Parque Nacional dos Campos Ferruginosos, no Pará.

Durante evento na manhã desta segunda-feira (5) no Palácio do Planalto, o presidente também assinou decreto que torna o Acordo de Paris sobre Mudança do Clima parte da legislação brasileira e lançou o Programa Plantadores de Rios, para proteger e recuperar nascentes e Áreas de Preservação Permanente (APP) de cursos d’água.

Chapada dos Veadeiros

Criado em 1961 com 625 mil hectares, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros sofreu sucessivas reduções de tamanho, até chegar aos 65 mil hectares atuais, cerca de 10% da área original. Em 2001, a ampliação para 240 mil hectares chegou a ser decretada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, mas foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por falhas no processo e pela não realização de audiências públicas, previstas na Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), que entrou em vigor em 2000.

De acordo com a organização não governamental ambientalista WWF, na área de expansão do parque da Chapada dos Veadeiros foram identificados pelo menos nove tipos de biomas vegetais: matas de galeria, mata seca, cerradão, cerrado, vereda, campo sujo, campo limpo e campo rupestre. A ampliação do parque vai proteger também cerca de 600 nascentes, além de 17 espécies de plantas ameaçadas de extinção e 34 espécies de animais também com risco de se extinguirem. Dentre as espécies de animais ameaçadas, estão 15 aves, 18 mamíferos e uma espécie de abelha nativa. :: LEIA MAIS »

Semana do Meio Ambiente em Itacaré terá plantio, campanhas e palestras

A Prefeitura de Itacaré, através das secretarias de Meio Ambiente e Educação, realizará no período de 05 a 10 de junho a Semana do Meio Ambiente. O evento tem como objetivo preservar o meio ambiente e envolver a comunidade para que cada um possa perceber não somente sua responsabilidade, mas também o poder de se tornar um agente para a mudança, apoiando uma forma de desenvolvimento mais justa e sustentável. Durante a semana estão previstas palestras, lançamentos de campanhas de coleta, reuniões, shows plantio de árvores, recital de poesias e limpeza das praias.

De acordo com a programação, nos dias 05 e 06 de maio acontecerá o lançamento da Campanha de Coleta de Garrafas Pet (PET-Mania) nas escolas de Taboquinhas, além de rodas de conversa com o tema “O Saneamento Básico Que Queremos”. Já na quarta-feira, dia 06, será a vez do lançamento da campanha e das palestras nas escolas de Itacaré.

As atividades da Semana do Meio Ambiente de Itacaré prosseguem no dia 08, às 8h30min, na Colônia de Pescadores Z-18, com a reunião​ do Conselho Municipal de Política Ambiental Integrada de Itacaré (COMPAI), onde serão discutidos assuntos como os Conflitos Socioambientais de Itacaré – Diagnóstico e Plano de Resoluções. :: LEIA MAIS »

Câmara de Ilhéus proporcionou debate sobre meio ambiente

Na noite da quinta-feira, 16, a Câmara Municipal de Ilhéus abriu as portas para falar do Meio Ambiente. Em diálogo com a Campanha da Fraternidade 2017, que este ano tem como tema “Biomas Brasileiros e Defesa da Vida”, os vereadores convidaram representantes de diversos setores da sociedade com o objetivo de discutir as questões pendentes sobre as políticas ambientais do município de Ilhéus.

Os vereadores Paulo Meio Quilo, Makrisi, Juarez Barbosa e Gil Gomes conduziram o seminário. A princípio, a maioria dos integrantes da mesa posicionou-se rapidamente sobre o tema, apontando os pontos fortes e fracos da situação atual do Meio Ambiente em Ilhéus. O vice-prefeito e historiador José Nazal se destacou em sua fala, pois além de palavras, trouxe imagens antigas e atuais da cidade, demonstrando os impactos do crescimento desordenado do município. “Ilhéus é uma cidade com tantas belezas naturais que inúmeras pessoas ao redor do mundo nos visitam e acabam ficando, isso é indiscutível. Mas se a gente não contiver as agressões ambientais que estamos sofrendo com o passar do tempo, Ilhéus será uma cidade com baixíssima qualidade de vida muito em breve”, declarou José Nazal.

A sessão especial se caracterizou também pelo encontro ecumênico. Entre os representantes da mesa ofeicial, estavam Dom Mauro Montagnoli, bispo diocesano de Ilhéus e Mãe Almerinda de Souza, do Terreiro Ilê Axé de Luando, ambos preocupados com os rumos que a nossa região está tomando com relação aos cuidados com o Meio Ambiente. “Essa noite é muito importante para a nossa comunidade, pois vamos refletir sobre a nossa situação real. Temos que tomar consciência para podermos dar continuidade à vida no planeta” afirmou o bispo.

Além deless, compareceram à mesa: Emílio Gusmão, superintendente de Meio Ambiente de Ilhéus; Ruben Armua, superintendente do Ibama na Bahia; Marcell Moraes (PV), Deputado Estadual e Presidente da Comissão de Meio Ambiente do Estado da Bahia; entre outros convidados que enriqueceram o debate. Vale destacar também, as presenças de Maria do Socorro Mendonça, presidente do Instituto Nossa Ilhéus, Padre Cristo e Maria D’ajuda, representando a Cáritas Diocesana de Ilhéus.

Segundo o vereador Makrisi, “é Importante para nós, cristãos e cristãs, que militamos nos movimentos da Igreja, possamos também discutir temas importantes para a sociedade como este, por isso o caráter ecumênico dessa audiência e os meus agradecimentos a todos os presentes neste plenário”, declarou o edil.

 

Fiscalização impede ocupação de área pública nos condomínios Sol e Mar em Ilhéus

Atendendo a frequentes reclamações dos moradores dos condomínios Sol e Mar 1 e 2, construídos através do programa “Minha Casa Minha Vida”, na estrada do Couto, localizado no trecho da rodovia BA-251, entre a zona sul de Ilhéus e o município de Buerarema, a Prefeitura, por meio da Superintendência Municipal de Meio Ambiente da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, iniciou um trabalho de fiscalização no local, no último dia 31, com o objetivo de impedir a ocupação de área pública existente no local.

As equipes de fiscalização de posturas e de fiscalização especial (FOE) compareceram ao local, observaram e notificaram irregularidades nas áreas públicas existentes nos condomínios, visando impedir a invasão na área comum aos condôminos. Outra reclamação feita por populares é também a ameaça fr invasão da área verde existente no entorno do conjunto residencial Mar e Sol.

Segundo o superintendente municipal de Meio Ambiente, a operação de fiscalização promove o bem estar dos moradores e a preservação estética e ambiental dos condomínios. “É um verdadeiro serviço de utilidade pública que coloca, lado a lado, administração municipal e população, defendendo os interesses coletivos, de toda uma comunidade”, acrescentou.

Conforme a legislação vigente, a contrapartida que cada município deverá dar para o programa “Minha Casa Minha Vida” é a construção da infraestrutura externa, assim como alguns equipamentos públicos como creche, posto de saúde e escola. Para isso, é preciso ter área pública livre para abrigar esses serviços e assim garantir o pleno funcionamento dos condomínios habitacionais.

Ministério Público manda suspender a limpeza da Praia do Malhado

Foto arquivo de Jamesson Araújo

O Ministério Público Federal mandou suspender a limpeza da Praia do Malhado, que estava sendo realizada pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos. O órgão alega se tratar de uma área de ‘restinga’, vegetação sob proteção ambiental, conforme Código Florestal brasileiro, recomendando assim a suspensão imediata dos trabalhos para não causar prejuízos ao ecossistema local.

A operação que faz parte do programa “Cidade Limpa”, é uma determinação do Prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, tendo em vista os preparativos para a festa de Iemanjá, em 02 de fevereiro, como parte das providências para que a Praia do Malhado esteja adequada para receber de forma digna comunidade e turistas que acompanham anualmente o cortejo, homenagens e entrega de oferendas à “rainha das águas”.

A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e da Procuradoria Geral do Município, pedirá audiência ao Ministério Público Federal a fim de manter entendimentos e pacificar a questão, de modo que o município possa efetuar a limpeza das praias sem interferir na vegetação sob proteção da legislação ambiental.

Para o secretário Jorge Cunha não foi causado nenhum dano ao meio ambiente, “uma vez que a área que limpamos, até o momento, não tinha restinga”. Cunha ainda afirma: “retiramos baronesas trazidas pelos rios, lixo, entulho e espécies vegetais exóticas, como braquiária decumbens e capim sempre verde, dentre outras”.



Projeto Vida oferece apoio às políticas ambientais de Ilhéus

Professor Guilhardes Júnior, e o superintendente Emílio Gusmão.

Nessa terça-feira (10),, coordenador do colegiado de direito da UESC, visitou a Superintendência de Meio Ambiente de Ilhéus. Ele apresentou projetos e ofereceu apoio técnico ao município.

Na UESC, o professor coordena o projeto de extensão Vivências Interdisciplinares em Direitos Socioambientais (VIDA), que promove ações relacionadas com a conservação do meio ambiente. Na visita à Superintendência, Guilhardes disponibilizou vagas para fiscais ambientais da prefeitura no curso de capacitação que o programa vai promover para policiais militares da Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPA). A atividade de formação se concentrará no trabalho de proteção da Mata Atlântica, o maior patrimônio natural do sul da Bahia. O superintendente Emílio Gusmão recebeu as propostas do visitante com entusiasmo. Segundo ele, a atitude generosa do professor coincidiu com o compromisso do governo Mário e Nazal de atender as reivindicações dos servidores por mais atividades de capacitação técnica. Segundo Emílio Gusmão, alguns servidores demonstraram interesse em aprimorar sua formação, porque não tiveram muitas oportunidades desse tipo nos governos anteriores. Por isso, “a visita do professor Guilhardes nos deixou muito otimistas. Ainda com carências estruturais, cabe à prefeitura agregar apoiadores qualificados para aprimorar as políticas públicas do município”.

Como é advogado, Guilhardes também se dispôs a auxiliar o município a tratar algumas questões jurídicas, como o aprimoramento do seu arcabouço legal sobre o meio ambiente. Além disso, na próxima semana vai acompanhar a equipe da Superintendência numa visita ao Parque Municipal da Boa Esperança.

Ilhéus: Moradores realizam mutirão de limpeza das margens da Lagoa Encantada

lagoacachoeira

Um dos lugares mais bonitos da Bahia, a Lagoa Encantada, localizado no município de Ilhéus, vai ter suas margens limpas por um mutirão feito por um grupo de moradores da localidade. Marcado para domingo (06), o mutirão começa no início da manhã e terá como objetivo a ação de conscientização para preservação da natureza em um dos pontos de maior turismo se conservados limpos.

Uma primeira limpeza já foi feita no último domingo (31) nas cachoeiras da Caldeira e Apipique. De acordo com os organizadores do mutirão, a Lagoa Encantada está há anos abandonada pelo poder público e a iniciativa dos moradores é importante para resgatar autoestima dos moradores.

A ideia é tornar as áreas turísticas da Lagoa Encantada um espaço de conivência dos moradores e visitantes. A iniciativa é dos organizadores Gilson Barbosa, Humberto Sá, Marcelo Oliveira e tem o apoio da Lagoa Encantada Cidadania e Turismo Sustentável (Lects).

Galeria de fotos :

Nazal diz que Meio Ambiente será uma das prioridades do novo governo

img_20161004_103412031-640x360

O prefeito eleito de Ilhéus, Mário Alexandre, e seu vice José Nazal, concederam uma coletiva à imprensa na manhã desta terça-feira (04), onde responderam inúmeros questionamentos sobre os rumos do novo governo.

O Blogueiro Jamesson Araújo, um dos editores do Blog Agravo, questionou a Nazal sobre futuro da concessão da Embasa na exploração dos serviços de Ilhéus, a crise hídrica, além do absurdo canal do Bairro do Malhado.

Ouça a explicação de Nazal na íntegra:



maio 2018
D S T Q Q S S
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia