WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




:: ‘Intolerância’

Brasil registra uma denúncia de intolerância religiosa a cada 15 horas

Templos são invadidos e profanados. Em outros casos, há agressões verbais, destruição de imagens sacras e até ataques incendiários ou tentativas de homicídio. O cenário preocupa adeptos de diversas religiões e, em pelo menos oito Estados, o Ministério Público investiga ocorrências recentes de intolerância. Entre janeiro de 2015 e o primeiro semestre deste ano, o Brasil registrou uma denúncia a cada 15 horas, mostram dados do Ministério dos Direitos Humanos (MDH).

Segundo levantamento da pasta, o Disque 100, canal que reúne denúncias, recebeu 1.486 relatos de discriminação religiosa no período, de xingamentos a medidas de órgãos públicos que violam a liberdade religiosa. “E sempre há mais casos do que os relatados”, explica Fabiano de Souza Lima, coordenador-geral do Disque 100. “A subnotificação é alta, considerando o cenário nacional”, diz. “Algumas pessoas não querem se envolver e preferem permanecer no anonimato a denunciar.”

Só neste ano foram registrados 169 casos: 35 em São Paulo, 33 no Rio e 14 em Minas, Estados com maior número de ocorrências informadas. Comparado ao mesmo período de 2016, haveria recuo de 55%, mas Lima explica que a oscilação de denúncias não reflete a realidade. :: LEIA MAIS »

Vereadores participam de caminhada contra intolerância religiosa em Ilhéus

No último domingo (15), uma enorme caminhada promovida pelos Povos de Terreiros de Ilhéus tomou conta de várias ruas do bairro Malhado, com objetivo de promover respeito, paz e tolerância para os praticantes de várias religiões. A Câmara de Ilhéus foi representada no evento pelo presidente Lukas Paiva e pelos vereadores Makrisi Angeli, Fabrício Nascimento, Abraão Oliveira e Jerbson Moraes.

O evento contou com a representação de várias lideranças de diversas religiões como Mãe Carmosina, líder da Umbanda local e do bispo diocesano dom Mauro Montagnoli . Para o vereador Jerbson Moraes, líder da bancada do PSD na Câmara e secretário municipal do partido, participou do evento representando o prefeito Mário Alexandre, “não precisamos pedir tolerância, exigimos respeito a todas as práticas religiosas, pois a nossa Constituição garante a liberdade de consciência e de crença, assegurando o livre exercício dos cultos religiosos e garantindo, de acordo com a lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.

No Brasil, muitas pessoas são agredidas, rejeitadas em vagas de empregos e discriminadas por participarem de cultos e religiões de matrizes afrodescendentes. No dia 4 de maio de 2016, o busto de Mãe Gilda, no parque do Abaeté, em Itapuã, Salvador, foi alvo de vândalos e teve a placa de informações apagadas. Seis meses depois, o busto foi reinaugurado. As investigações já haviam sido interrompidas e o caso, arquivado sem indicar nenhum culpado. :: LEIA MAIS »

I Caminhada pela paz combate intolerância religiosa em Ilhéus

O trânsito nas ruas de Ilhéus vai sofrer interdição progressiva na manhã do próximo dia 15, a partir das 8 horas, durante a realização da “I Caminhada pela paz contra a intolerância religiosa”. Nas mãos, faixas com dizeres: “A dor dos nossos irmãos é também a nossa dor” e “Respeito sua fé e exijo respeito”, terão um lugar especial juntamente com as vozes que clamarão por mais respeito devido a intolerância religiosa que continua a fazer vítimas no Brasil.

A caminhada é promovida pelos Povos de Terreiros de Ilhéus e será acompanhada por um mini-trio elétrico. Os participantes sairão da Avenida Litorânea Norte, com concentração em frente ao Barravento Hotel, passando pela Travessa Nossa Senhora das Graças, Av. ACM – sentido Parque Infantil, retorno Parque Infantil, voltando sentido Av. ACM, entrando na Praça do Tamarineiro.



agosto 2018
D S T Q Q S S
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia