secom educacao embasa
abril 2016
D S T Q Q S S
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘Ilhéus’

Aeroporto de Ilhéus capacita fiscais de pátio

Os fiscais de pátio são responsáveis pela manutenção da regularidade e segurança de um dos aspectos mais importantes do cotidiano de um aeroporto, que é a operação dos sistemas de pátio e pista dos terminais. Foto Ascom  Infraero

Os fiscais de pátio são responsáveis pela manutenção da regularidade e segurança de um dos aspectos mais importantes do cotidiano de um aeroporto, que é a operação dos sistemas de pátio e pista dos terminais. Foto Ascom Infraero

Nesta quinta-feira (28/4), o Aeroporto de Ilhéus/Jorge Amado (BA) concluiu a segunda fase do Curso de Formação de Fiscais de Pátio e Pistas, capacitando oito profissionais da Infraero para as medidas de inspeção da área de manobras, resposta a emergências e procedimentos de segurança da atividade.

O treinamento capacitou funcionários dos aeroportos de Ilhéus (3), Salvador (1), Campina Grande (2) e Maceió (2). Nas aulas, foram abordados tópicos como inspeção da área de manobras, operações com baixa visibilidade, programa de prevenção ao acesso não autorizado ao lado ar (incursão em pista) e resposta à emergência, entre outros assuntos.

O curso, realizado ao longo desta semana, teve carga de 33 horas-aula. A primeira fase da capacitação, que tratou sobre os processos de sinalização e balizamento de aeronaves, foi realizada entre 5 e 9/10/2015, com carga de 45 horas-aula. A terceira etapa, que envolverá um seminário à distância, ainda será agendada.

Atribuições dos fiscais de pátio :: LEIA MAIS »

Embasa informa alterações no rodízio de abastecimento de água de Ilhéus

embasa-jovem aprendizNa tentativa de prolongar a oferta de água para a população de Ilhéus até a chegada do período de chuvas, a Embasa informa que vai alterar o regime de abastecimento e a quantidade de bairros participantes do rodízio a partir de amanhã (30/04).

Haverá oferta de água no próximo sábado seguida de interrupção no domingo, permanecendo o abastecimento de água sempre em dias alternados. “A medida é necessária porque, mesmo com a implantação do calendário de rodízio desde o dia 18/04, não estamos conseguindo diminuir o ritmo de redução do nível de água da barragem, ao passo que a estiagem na região se prolonga e há mais evaporação de água, o que também contribui para essa redução. As chuvas ocasionais registradas nos últimos dias ainda não produzem efeito significativo”, complementa José Lavigne, gerente do Escritório Local de Ilhéus.

Além dos já participantes do rodízio, passarão a fazer parte os bairros de Alto Soledade, Alto Nerival, Alto do Amparo, Alto Legião, Barra, Iguape, Centro Industrial, São Domingos, São Miguel, Jardim Savóia e Alto CSU.

Professores e alunos fazem ato de protesto contra a situação crítica do Instituto Municipal do Pontal

Abandono da Escola do Pontal é mais um  fato do caos na educação de Ilhéus.

Abandono da Escola do Pontal é mais um fato do caos na educação de Ilhéus.

Professores, pais e alunos do Instituto Municipal do Pontal (IMP) realizaram na manhã desta sexta-feira um ato de protesto para denunciar o descaso com a educação em Ilhéus e também pela situação que se encontra esta unidade escolar, principalmente com relação a inexistência de funcionários para a função de serviços gerais e da absoluta falta de condições de funcionamento da unidade escolar. Com faixas, cartazes e palavras de ordens, os integrantes do movimento cobraram do governo municipal solução imediata para o problema, já que a escola não tem a mínima condição de continuar funcionando.

Os professores e alunos informaram que não existem servidores para limpar a escola e que por conta disso o lixo se acumula, causando danos à saúde dos trabalhadores e alunos. Segundo eles, a Secretaria Municipal de Educação já foi informada por diversas vezes, através de ofícios, sobre a situação, mas até o momento não tomou providências, alegando que não há servidores para deslocar para a IMP. Enquanto isso, a situação vai se agravando.

Cansados de cobrar uma solução e sem resposta por parte do governo municipal, os professores se reuniram com a APPI/APLB-Sindicato para que se unisse nessa luta em defesa da educação. Como resultado ficou decidida uma série de ações e movimentos que serão realizados até que o problema seja de fato resolvido. A APPI/APLB-Sindicato já elaborou um relatório contendo fotos e depoimentos, que será encaminhado ao Ministério Público do Estado da Bahia para que sejam tomadas as devidas providências.

 Como se não bastasse a falta de servidor, a escola ainda enfrenta outros problemas, como bebedouros enferrujados, os armários já sem condições de uso e as cadeiras quebradas foram amontoadas  em salas, pátios e corredores. A estrutura do prédio também está comprometida. Os banheiros estão danificados, o piso e a escada estragados, azulejos arrancados e buracos em vários locais, expondo os trabalhadores e alunos a constantes riscos de acidentes.

Assaltantes tomam carro no Savóia a 300 metros da 70ª Companhia de Polícia.

Foto ilustrativa.

Foto ilustrativa.

Desde o início do ano, ao menos quatro carros foram tomados de assalto no Bairro Jardim Savóia, zona norte de Ilhéus.

Na noite desta quinta-feira (28), mais um morador do bairro entrou na estatística de vítimas, quando chegava a sua residência. O veículo Voyage de cor escura, placa policial OKM-0292, foi levado juntamente com o proprietário por bandidos armados.

Segundo informações policiais, o proprietário do veículo foi solto pelos meliantes na Av. Princesa Isabel, sem nenhum ferimento.

Chama atenção a ousadia dessa quadrilha. O assalto foi praticado a menos de 300 metros da 70ª Companhia Independente da Polícia Militar.

Isaac Albagli é o secretário virtual, afirma Jailson Nascimento

Jailson Nascimento diz que secretário Isaac Albagli tem "atuação" virtual, e critica qualidade da obra da Escola Pinóquio.

Jailson Nascimento disse que o secretário Isaac Albagli tem “atuação” virtual, e critica qualidade da obra da Escola Pinóquio.

Nesta quarta-feira (27) no programa O Tabuleiro, o ex-vereador Jailson Nascimento fez duras críticas ao secretário de Infraestrutura de Ilhéus, Isaac Albagli, taxando a atuação do braço direito de Jabes, como virtual.

Ex-aliado do governo, Jailson levantou questionamentos pertinentes sobre a “reforma” da escola Pinóquio, salientando que a estrutura precária e antiga que está sendo aproveitada na obra, pode ocasionar, num futuro próximo um acidente, colocando em perigo as crianças que vão estudar na instituição.

Segundo Jailson, as paredes estão muito frágeis devido a exposição ao tempo, e precisaria de correntes de ferro para sustentar o telhado que vão colocar. “É necessário que o governo mande um engenheiro acompanhar a obra”, ressaltou.

Ironicamente, Jailson lembrou que os trabalhadores que estão na reforma da escola, não sabem qual empresa presta serviço, e que nas obras realizadas pelo governo, não se vê a presença do secretário Isaac.

Jailson afirmou que os secretários de Infraestrutura, pelo menos antigamente, iam nos lugares, mas que aqui em Ilhéus não se vê o atual secretário, e as vezes fica em dúvida se de fato existe.

“Nesses desastres que aconteceram nos morros e Ilhéus, eu não vi a figura do secretário. Nas escolas que a prefeitura autorizou as reformas, ele não apareceu. Ele é um secretário virtual, só trabalha por telefone”, disse.

Ainda na entrevista, Jailson explicitou que se arrependeu em ter votado em Jabes Ribeiro, e que essa situação é culpa da péssima administração do prefeito: “É muito aliado, é muito amigo, e governo de amigos não precisa trabalhar, basta ter um subordinado que vai olhar”.

Embasa responde questionamento sobre captação de água na represa da Esperança

A Embasa diz que não pode captar água na Represa da Esperança.

A Embasa diz que não pode captar água na Represa da Esperança. Foto de José Nazal. 

O Blog Agravo divulgou na última segunda-feira (25), a matéria “Represa da Esperança é ‘redescoberta’ e surpreende os ilheenses nas redes sociais”, comentando um vídeo sobre a represa e a falta de água, além de trazer informações corretas e a história da criação do parque da Boa Esperança.

A Embasa, por meio de nota enviada à nossa redação, explicou que a área da barragem pertence ao parque municipal da Boa Esperança, criado por meio da Lei Orgânica do Município de Ilhéus (LOMI), e constitui-se como Unidade de Conservação de Proteção Integral. Isso, de acordo com a legislação em vigor (SNUC; Lei nº 9.985/2000), torna proibida a utilização direta de quaisquer recursos naturais, havendo a proteção tanto dos mananciais quanto fauna e flora de seu território.

Confira a Nota na íntegra:

A respeito das informações veiculadas sobre a Barragem da Esperança, a Embasa informa que a área da barragem pertence ao Parque Municipal da Boa Esperança, criado por meio da Lei Orgânica do Município de Ilhéus (LOMI), Capítulo XV, da Política do Meio Ambiente, Art. 226, no ano de 1990. A área constitui-se como Unidade de Conservação de Proteção Integral o que, de acordo com a legislação em vigor (SNUC; Lei nº 9.985/2000), torna proibida a utilização direta de quaisquer recursos naturais, havendo a proteção tanto dos mananciais quanto fauna e flora de seu território.

O Complexo da Esperança atendeu a Cidade de Ilhéus até o ano de 1971, quando foi desativado e a Embasa transferiu a captação de água bruta para a barragem de acumulação do Iguape; isso ocorreu porque estudos técnicos realizados à época identificaram que a capacidade de reservação da barragem da Esperança seria, em curto prazo, insuficiente para atender ao crescimento populacional da cidade, o que se confirmou nos anos seguintes.

Golpe contra os trabalhadores: Câmara de Ilhéus autoriza prefeito a fazer o parcelamento do FGTS

Tarcísio mudou a pauta da sessão na última hora para vota o projeto  contra o servidor público.

O presidente da câmara, Tarcísio Paixão mudou a pauta da sessão na última hora e colocou o projeto contra o servidor público em votação.

A Câmara de Vereadores aprovou, por dez votos a sete, o projeto que autoriza ao Executivo Municipal realizar o parcelamento do FGTS dos trabalhadores, inclusive de contribuições que ainda irão vencer em até dezembro de 2016. Cercado de indícios de irregularidades na condução da votação do projeto, a proposição, na avaliação dos representantes de todos os sindicatos dos servidores públicos, representa mais um golpe da Câmara de Vereadores de Ilhéus contra os trabalhadores e que pode ser mais um calote da Prefeitura com o FGTS dos servidores.

 Mesmo sem o parecer de todos os membros das comissões de Constituição e Justiça e de Finanças da Câmara e negando o direito do membro da comissão, o vereador Gildeon Farias (Dero), de pedir vistas para analisar o projeto e exarar parecer, o presidente do Poder Legislativo, Tarcísio Paixão, decidiu colocar a proposição em discussão e votação para atender a uma determinação do prefeito Jabes Ribeiro.

 O presidente da Comissão de Finanças, James Costa, apresentou um parecer contrário ao parcelamento, alegando que a iniciativa do prefeito Jabes Ribeiro traz prejuízos não somente para os trabalhadores, mas também para o município. Os membros da oposição ao governo municipal chegaram a alertar o presidente da Câmara para os erros na condução da votação e nos prejuízos que o projeto traz para os trabalhadores e para a cidade. Mesmo assim o projeto foi colocado em discussão e aprovado pela maioria dos vereadores.

 Os dirigentes dos sindicatos dos trabalhadores chamara a atenção dos vereadores para os prejuízos que os servidores terão com mais esse parcelamento do FGTS. Mas ao invés de ouvir os servidores, o presidente da Câmara preferiu chamar a polícia para intimidar os trabalhadores.

 Votaram contra o projeto e em defesa dos trabalhadores os vereadores Alisson Mendonça, Dero, Lukas Paiva, Fábio Magal, James Costa, Walmir Freitas e Alzimário Belmonte (Gurita).

Já pelo parcelamento do FGTS e contra os trabalhadores votaram os vereadores Aldemir Almeida, Roque do Sesp, Ivo Evangelista, Josevaldo Machado Rafael Benevides, Gilmar Sodré, Jamil Ocké, Nerival, Roland Lavigne e Raimundo do Basílio.

Confira as vagas do SineBahia para quarta-feira (27) em Ilhéus

SineBahia indica vagas de emprego.

SineBahia indica vagas de emprego.

O SineBahia divulgou as vagas de emprego válidas para quarta-feira (27), em Ilhéus. Para o atendimento, o interessado precisa comparecer à unidade central do SineBahia, localizada no SAC, sala 14, situada à Rua Eustáquio Bastos, 308 Centro –Ilhéus, das 7 às 17h, portando o número do PIS, PASEP ou NIS; carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e o certificado de escolaridade.

Confira as vagas :

Promotor de Eventos

  • Formação: Ensino Médio Completo
  • 6 meses de experiência
  • 1 Vaga

Representante Comercial

  • Formação: Ensino Médio Completo
  • 6 meses de experiência
  • 2 Vagas

:: LEIA MAIS »

Polícia Civil prende mais um homicida em Ilhéus

Foto divulgação

Foto divulgação

Agentes da Polícia Civil de Ilhéus cumpriram na tarde desta segunda-feira (25), mandado de Prisão em desfavor de Jackson Santos de Jesus, Vulgo Zé, morador do Alto do Coqueiro, Bairro do Malhado.

Jackson é acusado de ter assassinado Luiz Roberto Gomes de Matos, na madrugada de 31 de maio de 2015, usando uma faca.

O meliante já está à disposição da justiça e recolhido ao presídio Ariston Cardoso.

Escola Municipal Jabes Ribeiro: retrato fiel da educação de Ilhéus

Por Reinaldo Soares*

Escola Municipal Jabes Ribeiro.

Escola Municipal Jabes Ribeiro.

Quando as imagens retratam a realidade, precisamos refletir, avaliar e agir.  A Escola Municipal Jabes Ribeiro, está localizada na região do repartimento na estrada Ilhéus-Buerarema e faz parte da Nucleada do Santo Antônio. Sua imagem sintetiza o colapso  que se encontra a Educação Pública Municipal de Ilhéus.

Com 184.236 habitantes, o município de Ilhéus faz parte do mapa da Pobreza do IBGE por apresentar dados alarmantes que estão diretamente relacionados à Educação. Segundo o IBGE, 48.405 ilheenses não possuem rendimentos e 62.079 pessoas recebem apenas um salário mínimo. Somando os dois dados, temos mais de 70% da população de Ilhéus sem rendimentos ou ganhando até 01 salário mínimo, o que para a economia do município é uma catástrofe.

Tão preocupante quando os dados de rendimento são os de instrução da população, pois enquanto os dados de rendimentos explicam o presente, os dados de instrução justificam o presente e preocupa o futuro. Segundo o IBGE, 53% da população, ou 82.744 ilheenses, não tem instrução ou apenas o fundamental incompleto. Somados aos 24.855 habitantes que possui apenas o fundamental completo ou médio incompleto, temos quase 70% da população de ilhéus despossuída do requisito mínimo de escolaridade para está no mercado de trabalho.

Recursos não tem sido  problema para a Educação de Ilhéus nos últimos anos. Neste ano de 2016 a Educação Municipal tem receita estimada em mais de 101 milhões de reais. Com todo esse aporte de recursos, o retrato da Educação Pública de Ilhéus sob o comando do governo das ilusões tem sido de completo abandono, começando pela invalidação do ano letivo de 2013 pelo Conselho Municipal de Educação, a desvalorização dos profissionais da educação que há quatro anos não tem a reposição salarial, reformas inacabadas, ausência de alimentação escolar, transporte escolar ineficaz, redução de matriculados, aumento da evasão e logicamente, redução da qualidade de aprendizagem com queda no IDEB.

 Uma cidade com quase 500 anos, detentora de uma natureza rica e exuberante demonstra a falência do modelo político dos seus gestores que há 20 anos não se constrói uma escola, refletindo diretamente no número de matriculados conforme a seguir: Em 2012 – 23.407 alunos foram matriculados, 2013- 22.101 alunos, 2014 -20.046 e em 2015 mais um ano com decréscimo de matriculas, com apenas 20.164 alunos matriculados.

Além do decréscimo de matrículas, o governo das ilusões tem conquistado baixo índice de qualidade conforme os últimos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB, que mede a qualidade da educação dos alunos do 5º ano.  Em 2011, o IDEB de Ilhéus foi 3.9, em 2013 caiu para 3.6 enquanto a meta prevista era de 4.0. Estamos aguardando o resultado de 2015, o que será lamentavelmente pior em virtude do descaso vigente.

Pensar no futuro de Ilhéus sem colocar a Educação como prioridade é tentar conduzir um carro sem o motor e os pneus. Essa visão imediatista e midiática que asfalta ruas sem saneamentos, constrói presídios em vez de escolas e criminaliza trabalhadores deve ser modificada. Precisamos construir uma Escola Cidadã que seja capaz de garantir a aprendizagem significativa dos alunos, dando a estes condições  de serem sujeitos da sua vida e capazes de intervir na sociedade.

A Escola Cidadã se tornará realidade com a gestão plena na Educação, Eleição direta para dirigentes escolares, valorização e avaliação contínua dos profissionais da educação e fortalecimento dos órgãos de controle social como o Conselho Municipal de Educação, Conselho do Fundeb e da Alimentação Escolar.

Como educador, sei perfeitamente o poder transformador da Educação na vida das pessoas, por isso acredito e defendo uma Escola Cidadã para as crianças, jovens e adultos de Ilhéus. Dessa forma, reverteremos a estatística negativa e construiremos uma Ilhéus para  viver melhor, pois como falava Paulo Freire, “ a educação sozinha não transforma a sociedade, mas sem ela tão pouco a sociedade muda.”

REINALDO SOARES FOTO DIVULGAÇÃO*Reinaldo Soares é Mestre em Cultura e Turismo pela UESC/UFBA, Membro do Partido  Renovador Trabalhista Brasileiro- PRTB. Diretor do IBEC, Ex Presidente do Conselho Municipal de Educação de Ilhéus, Palestrante, Professor do Colégio Estadual Padre Luis Palmeira e da Pós-Graduação da FACSA/IBEC. E-mail: profreinaldosoares@hotmail.com

Represa da Esperança é “redescoberta” e surpreende os ilheenses nas redes sociais

Represa da Esperança, foto feita por José Nazal /2016.

Represa da Esperança, foto feita por José Nazal /2016.

Muitos ilheenses não sabem a história rica de detalhes e curiosidades de sua cidade. Um vídeo que circula nas redes sociais, principalmente no WhatsApp, mostra  um cidadão na represa da Unidade de Conservação (UC), Parque Municipal da Boa Esperança, falando da quantidade de água e que poderia ser usada para diminuir a crise hídrica, que alcançou Ilhéus, depois que a represa do Iguape praticamente secou. Clique aqui para ver o vídeo !

Para quem não sabe o Parque Municipal da Boa Esperança, situada no perímetro urbano de Ilhéus, possui área de 437 hectares, localizado no antigo engenho de Fernão Alvarez, onde está localizada a represa da Esperança, que a partir da década 20, por 45 anos subsequentes abasteceu grande parte de Ilhéus coordenada pelo governo municipal.

Em 1972 a captação de água na represa da Esperança foi desativada, quando o abastecimento de água foi transferido para a represa do Iguape, localizada também no bairro do Iguape, sobre a responsabilidade do governo do estado, diga-se Embasa.

Galeria de Fotos feitas José Nazal.

O parque da Esperança é um belíssimo lugar, que chegou a ter um projeto para exploração turística na década de 90 na gestão do atual prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, que conseguiu captar recursos federais e foi iniciada então a organização física do Parque.

Esse projeto para implantação da infraestrutura física do Parque da Esperança, elaborado por técnicos da FUNPAB, PMI, CEPLAC e Centro de Recursos Ambientais (CRA), consistiu na reforma das construções (existentes) de apoio à barragem, construção de guarita, melhoria do acesso principal, abertura e melhoramento de trilhas, construção de unidades para demonstração técnicocientífica cultural e vivência ambiental, implantação de sistema de energia elétrica, construção de viveiro para plantas endêmicas, identificação e caracterização das áreas degradas e definição de estratégias para recuperação e/ou enriquecimento, atividades de educação ambiental, dentre outras metas de projeto.

A partir de 2006, todo o projeto foi esquecido pelo governo municipal e as obras foram destruídas, jogando pelo ralo o investimento de 500 mil reais, feito pelo governo federal. Sem vigilância, guaritas e casas de apoio foram alvos de vândalos.

Infelizmente, hoje o Parque da Esperança que é rico em fauna e flora, não tem vigilância, e não está acessível à população.

*O Blog Agravo usou informações do fotógrafo e escritor José Nazal, e a tese de mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio ambiente “As representações sociais do Parque Municipal da Boa Esperança, em Ilhéus, Bahia, pela comunidade do seu entorno” feita por Regina Leite de Farias, que pode ser acessado clicando AQUI.

Mirantes que revelam a beleza de Ilhéus estão abandonados

Matéria do Jornal Bahia Online

Pontos de abandono que revelam a beleza da cidade Crédito: JBO/Maurício Maron - See more at: http://www.jornalbahiaonline.com.br/noticia/32024/mirantes_que_revelam_a_beleza_de_ilheus_estao_abandonados#sthash.DeOB4az0.dpuPontos de abandono que revelam a beleza da cidade. Crédito: JBO/Maurício Maron.

Pontos de abandono que revelam a beleza da cidade.
Crédito: JBO/Maurício Maron.

A função de um mirante em qualquer lugar do planeta é de descortinar um panorama de beleza e permitir que visitantes aproveitem um cenário de exuberância natural. Numa cidade como Ilhéus, turística, de beleza natural incontestável e de uma geografia que valoriza este tipo de arquitetura, espaços elevados como estes estão abandonados, sem segurança e sem servir de atrativo para quem visita a cidade ou para os seus moradores dispostos a apreciar cenários de beleza ao nascer ou ao pôr do sol.

“São espaços abandonados, sem a presença da administração municipal, entregues à própria sorte”, resume Elias Fagundes, morador do bairro da Conquista. Lá, um mirante com vista para a baía do Pontal, tem iluminação precária, é cercado de mato e a segurança encontrada pelos moradores da redondeza para evitar que crianças despenquem diante de uma proteção de concreto desgastada pelo tempo, é aplicar entre uma barra de concreto e outra, uma faixa comercial de plástico para chamar a atenção do perigo no local.

No Mirante da Piedade, com vista para a praia da avenida Soares Lopes e bem em frente à Igreja da Piedade, em estilo gótico, o cenário de abandono é o mesmo: mato e ausência de um serviço de manutenção permanente que preserve a importância do lugar. Já em frente à Igreja de Nossa Senhora da Vitórias, o Mirante das Vitórias, com vista para a arquitetura da Catedral de São Sebastião e da praia da avenida, a área de proteção foi perdida com o abandono. O local é inseguro e nem turista nem nativo arrisca em dar uma paradinha para aproveitar o cenário deslumbrante. Leia mais clicando aqui !

Colônia de Pescadores Z-34 empossa nova diretoria em Ilhéus

Posse da nova diretoria da Colonia de pescadores Z-34 - 20.04.16 - Foto Alfredo Filho (22)

O vice-prefeito de Ilhéus, Carlos Machado (Cacá), representou o prefeito Jabes Ribeiro na posse da nova diretoria da Colônia de Pescadores Z-34, cuja solenidade foi realizada na quarta-feira, dia 20, no Centro de Convenções Luiz Eduardo Magalhães. A entidade renovou por mais três anos o mandato do presidente Reynaldo Santos, liderança popular conhecida como “Zé Neguinho”.

A solenidade foi acompanhada por lideranças políticas e do setor da pesca, a exemplo do deputado estadual Eduardo Salles, que já ocupou a Secretaria de Agricultura da Bahia, do presidente da Federação dos Pescadores e Aquicultores da Bahia, Raimundo Costa, e o vereador Ivo Evangelista. A Colônia de Pescadores Z-34, localizada no bairro Malhado, possui no seu quadro de associados mais de seis mil pescadores, aquicultores e marisqueiros de Ilhéus e da região sul da Bahia.

Na oportunidade, o vice-prefeito Cacá desejou que Zé Neguinho prossiga comandando os destinos da entidade ao lado dos associados, “sempre em busca de novos investimos e do desenvolvimento social e financeiro que esse setor tanto precisa e tem alcançado nos últimos anos”. Representante do setor pesqueiro na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Eduardo Salles fez questão de vir a Ilhéus participar da posse. “Estou aqui para reiterar meu compromisso com os trabalhadores da pesca”, declarou o parlamentar.

Eduardo Salles lembrou que esteve em Brasília, em 2015, para evitar que fosse retirado o pagamento do seguro-defeso em paralelo ao Bolsa Família, uma luta para o setor ter mais representatividade no governo federal e a inclusão da pesca no edital do Bahia Produtiva.

Em seu pronunciamento, o presidente Zé Neguinho destacou conquistas importantes, como a valorização do pescado retirada das águas da região sul, “principalmente após a construção do Terminal Pesqueiro de Ilhéus, pela Bahia Pesca, as diversas ações de qualificação de pescadores, marisqueiros e de outros atores que estão envolvidos no setor de pescado”. Os associados da Colônia Z-34 de Ilhéus pescam cavala, dourado, vermelho, guaiuba, atum, olho de boi, camarão e produzem catados de siri, caranguejo e aratu.

Magal denuncia “máfia dos combustíveis” no governo Jabes Ribeiro ao MP

DSCF2320

Na última segunda-feira (18), o vereador Fabio Magal (PSC) apresentou denúncia gravíssima contra a Prefeitura de Ilhéus ao Ministério Público do Estado da Bahia. Magal acusa o governo Jabes Ribeiro de manter “uma máfia dos combustíveis”. Dados do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) revelam que o município gastou com o abastecimento de ônibus escolares que estão parados por falta de manutenção.

Magal visitou o galpão no bairro Ilhéus II onde a prefeitura guarda seus ônibus escolares. Oito dos dezesseis veículos estão parados há mais de um ano e, mesmo sem circular, consomem gasolina. Pelo menos é o que mostram os dados que o próprio município enviou para o TCM. No Sistema Integrado de Gestão e Auditoria (SIGA), as despesas com combustível são discriminadas por veículo. Esse controle é feito com a identificação das placas. “Ou seja, outros carros são abastecidos como se fossem os ônibus escolares”, acusa o vereador.

Entre 2013 e 2015, o município gastou R$ 3.708.378,13 com combustível. A prefeitura abasteceu os ônibus escolares até durante o recesso letivo. “Isso explica por que se gasta tanto com gasolina. Nesse governo os carros consomem até parados”, ironizou Magal.

Terceirização

A Prefeitura de Ilhéus adquiriu onze dos seus dezesseis ônibus escolares em maio de 2013, com recursos do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE). Na denúncia ao Ministério Público, Magal critica a falta de manutenção dos veículos. Comprados há menos de três anos, passaram a maior parte desse tempo parados.

Em dezembro de 2013, o governo Jabes contratou a Terra Nova Construtora Terraplanagem e Locadora – EPP. A empresa disponibiliza dezesseis ônibus para transportar estudantes da zona rural. Desde a contratação até março de 2016, seus serviços custaram R$ 3.522.916,86. Segundo Magal, o custo com a terceirização seria bem menor ou nenhum se a Secretaria de Educação do Município mantivesse os veículos da sua frota em boas condições.

A mesma denúncia foi feita pelo Blog Agravo em 2013 e 2014, mostrando desmandos na área de educação, com forte indícios de corrupção. Na época o vereador Lukas Paiva questionou o presidente da câmara, Josevaldo Machado ( Dr. Jô),  sobre a ligação do PC do B com a empresa TERRA NOVA. Clique aqui e leia a matéria !

Responsabilidade

Magal considera que tanto os gastos ilegais com gasolina quanto o abandono dos ônibus do município devem ser enquadrados pela Justiça como improbidade administrativa. Se condenado, o prefeito Jabes Ribeiro (PP) pode ser afastado do cargo e ter os direitos políticos suspensos.

forro afoga o ganso



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia