WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




:: ‘Homicidios’

Ilhéus: Acusados pela morte de porteiro do Hospital São José tem prisão decretada por mais um homicídio

Dupla está presa por dois homicídios em Ilhéus. Foto divulgação Polícia Civil.

Acusados pela morte do porteiro do Hospital São José, José Ednaldo Alves Santiago Junior, os meliantes Jeverson dos Santos Santana vulgo “Jefinho” e Mateus Santos Silva vulgo “ Pity”, tiveram mandados de prisão executada por mais um homicídio, dessa vez o de Rafael Santos Pereira, 25 anos.

Rafael foi morto no dia 17/09/2017 vítima de arma branca (faca), na rua da Matriz, Bairro Nossa Senhora da Vitória, zona sul de Ilhéus.

Tanto Jerfinho quanto Pity, estão presos desde 30/09/2017 pela morte de José Ednaldo, cumprindo pena nos presídios de Serrinha e em Ilhéus, respectivamente, onde os mandados de prisão pela morte de Rafael foram cumpridos.

As investigações e a execução dos mandados de prisão foram feitos pelo Núcleo de Homicídio de Ilhéus, sob o comando da delegada Andrea Oliveira.

Leia clicando aqui a matéria sobre a morte do porteiro do São José.

Acusado de participar de sequestro e morte de cigano em Ilhéus, é vítima de atentado em Palmas / Tocantins

João Vitor Cerqueira morreu após ser baleado durante ataque em Palmas. Foto Montagem Blog Agravo.

A guerra entre ciganos, originada na Bahia, continua fazendo vítimas fatais, desta vez em Palmas, no Tocantins.

Luciano Ribeiro Dantas, um dos acusados no envolvimento do sequestro e morte no cigano Iranildo Gama Queiroz, no bairro do Iguape, em Ilhéus, foi vítima de um atentado juntamente com quatro de seus familiares quando estavam na porta de uma casa na Arse 71, cidade de Palmas, estado do Tocantins.

Segundo informações policiais, o atentando ocorreu na noite da última terça-feira (26), e João Vitor Cerqueira, que seria filho de Luciano, morreu a caminho do hospital.

Outro familiar de Luciano, identificado como Flávio Meira Dantas passou por procedimento cirúrgico, passa bem e está sendo transferido para o alojamento de internação. Duas outras vítimas seguem em observação e um já recebeu alta hospitalar.

Luciano e seu irmão, Pascoel Ribeiro Dantas, foram presos em setembro de 2017 em Vitória da Conquista, e soltos esse ano. Ambos foram apontados como os mentores do sequestro de Iranildo. (Entenda o caso, clique aqui e leia a matéria completa da época )

Familiares de vítimas de atentado preparavam retaliação e foram presos

Diversos produtos de origem duvidosa foram apreendidos em uma casa na Arse 91 (904 Sul), onde dois homens foram detidos após uma troca de tiros com a Polícia Militar na noite da terça-feira (26). Segundo a Polícia Civil, eles estariam preparando uma vingança contra criminosos que atiraram em uma família de ciganos na Arse 71 (antiga 704 Sul) momentos antes.

Na casa, a polícia encontrou um revólver calibre 38. Além de R$ 4 mil em espécie e cheques com valores superiores a R$ 29 mil. Também foram localizadas correntes, pulseiras, relógios brincos e pingentes de ouro, celulares e bijuterias. Todos os produtos com origem duvidosa, segundo a PM.

A Secretaria de Segurança Pública informou que os casos serão investigados pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa de Palmas.

Bahia lidera número de homicídios no Brasil, diz Atlas da Violência

O estado da Bahia lidera o número de homicídios no Brasil, segundo o Atlas da Violência 2018 divulgado na manhã de hoje (5), pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

De acordo com o levantamento, em 2016, 7.171 pessoas foram mortas no estado. É a maior quantidade desde 2006. A segunda unidade da Federação com mais registros de homicídios é o Rio de Janeiro, com 6.053, seguido de São Paulo, com 4.870, e Minas Gerais, com 4.622. Pernambuco ficou em quinto lugar com 4.447.

No Brasil, em 2016, houve 62.517 homicídios. Isso implica dizer que pela primeira vez na história o país superou o patamar de 30 mortes por 100 mil habitantes. ( Metro 1)

Dia do trabalhador é marcado violência em Ipiaú; criança de 8 anos foi atingida por tiros

Fabrícia Martins foi executada por um indivíduo armado que disparou cerca de cinco tiros.

Os números de homicídios no município de Ipiaú nos últimos 15 dias vêm assustando a população. Nesta terça-feira (01), uma mulher foi morta a tiros dentro de sua residência, na praça Itambé, antiga Feirinha, Centro de Ipiaú.

De acordo com as informações do site Giro em Ipiaú, a vítima identificada como Fabrícia Martins foi executada por um indivíduo armado que disparou cerca de cinco tiros, conforme relatos de vizinhos. A jovem, de idade ainda não revelada, morreu no quintal da casa. O autor dos disparos fugiu em seguida, na garupa de uma motocicleta.

No momento do atentado, uma criança de oito anos foi atingida, e socorrida para o Hospital Geral de Ipiaú. Não há informações sobre seu estado de saúde.

Segundo informações o Blog Ocorrência Policial Bahia, por volta das 18h30, a cidade registrou outra tentativa de homicídio na localidade conhecida como ‘Má Rapado’. Segundo informações repassadas à Polícia Militar, dois indivíduos a pé, abordaram a vítima que estava sentada próxima a sua residência e foi atingida por dois disparos de arma de fogo, um na região do pescoço e outro de raspão na cabeça. Caio Alcântara Conceição e Santos, de 27 anos, foi socorrido pelo Samu e encaminhado para o Hospital Geral de Ipiaú. Segundo apurou nossa reportagem, apesar do jovem estar consciente, o estado de saúde dele inspira cuidados.

O terceiro ato de violência foi registrado contra uma mulher de 20 anos, identificada como Elizabete Guerra Mendes dos Santos. Ela sofreu uma tentativa de homicídio na noite na Rua Davi de Souza. Informações dão conta de que a moça conseguiu se esconder numa casa, mas mesmo assim foi atingida por alguns disparos. A Polícia Militar foi acionada. Uma equipe do SAMU prestou socorro à jovem. Ela foi encaminhada diretamente ao Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié. Apesar de consciente, o estado de saúde de Elizabete é considerado grave.

Vale lembrar que no dia 21 de abril, também em Ipiaú, o ilheense Alexandre Souza Balbino, foi perseguido e morto por homens armados. Clique aqui para ler a matéria.

Autor de seis homicídios é preso em Porto Seguro

Os crimes foram cometidos em Itabela e inclui duas irmãs, que eram adolescentes. Alessandro foi localizado em Vera Crua pela 23ª Coorpin.

Policiais da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Eunápolis, prenderam, na quinta-feira (14), Alessandro Malta dos Santos, de 21 anos, o “Cacique”, apontado como autor de seis homicídios cometidos na cidade de Itabela

Entre eles, o que mais chamou a atenção foi os das irmãs Nathielly e Jhacy Soares, de 16 e 14 anos, respectivamente. Os corpos das adolescentes foram encontrados em cova rasa em abril deste ano. A polícia acredita que as duas foram mortas na data do desaparecimento, em 30 de março deste ano.

Alessandro possuía dois mandados de prisão preventiva por homicídios, ambos decretados na Comarca de Itabela a pedido da Delegacia Territorial (DT), de Itabela, que investigou elucidou os casos. O criminoso estava no Distrito de Vera Cruz, município de Porto Seguro, quando foi localizado pelos policiais.

Responsável também pelas mortes de Enildo de Almeida Lima, o “Jacaré”, Edileuza Santos Lago, Nilson Ianques, Jaciele Soares e Geisiel da Rocha Lima que, com exceção do primeiro, que ocorreu em 2016, foram todos cometidos nestes, Alessandro será encaminhado para a DT/Itabela, onde ficará à disposição da Justiça.

Com mais de 61 mil assassinatos, Brasil tem recorde de homicídios em 2016

Agência Brasil

O Brasil registrou 61,6 mil mortes violentas em 2016, de acordo com o Anuário Brasileiro da Segurança Pública divulgado hoje (30). O número, que contabiliza latrocínios, homicídios e lesões seguidas de morte, representa um crescimento de 3,8% em comparação com 2015, sendo o maior patamar da história do país. Em média, foram contabilizados 7 assassinatos por hora. Com o crescimento do número de mortes intencionais, a taxa de homicídios no Brasil por 100 mil habitantes ficou em 29,9.

O Rio de Janeiro é o estado com maior número de vítimas (6,2 mil) e registrou o segundo maior crescimento na quantidade de casos, 24,3% em relação a 2015. Foram registrados 37,6 homicídios para cada 100 mil habitantes no estado.

A maior taxa de assassinatos foi, no entanto, verificada em Sergipe com 64 casos para cada grupo de 100 mil. Em números absolutos, o estado teve 1,4 mil mortes violentas em 2016, uma alta de 11,5% em relação ao ano anterior.

A maior elevação no número de assassinatos ocorreu no Amapá que teve 250 casos em 2015 e chegou a 388 em 2016, uma alta de 52,1%. O Rio Grande do Norte foi o terceiro em crescimento no número de mortes (18%). Com 1,9 mil casos, o estado tem a segunda maior taxa de assassinatos para cada 100 mil habitantes no estado – 56,9. :: LEIA MAIS »

Olivença registra dois homicídios em quatro dias.

Matheus Gomes foi morto com requintes de crueldade

Na madrugada do último domingo (13) um corpo foi encontrado decapitado na Av. Ilhéus, no condomínio Águas de Olivença, município de Ilhéus. A vítima foi identificada como Matheus Gomes dos Santos, de apenas 14 anos.  A Coordenadoria do  Departamento de Homicídios de Ilhéus, chefiada pela delegada Andréa Oliveira, está investigando a causa da morte. Segundo ela,  “a equipe está em diligências. Houve uma briga envolvendo a vítima, momentos antes do crime”.  A Polícia Civil já acionou algumas testemunhas para serem ouvidas hoje à tarde.

O corpo de Júlio Mascarenhas foi encontrado com sinais de execução

Já na manhã desta quarta-feira (16), mais um homicídio foi registrado na mesma localidade. O corpo de Júlio Mascarenhas, segundo informações policiais, foi encontrado com sinais explícitos de execução, na casa da própria mãe.   A Polícia Civil investiga possível ligação entre os dois crimes. A equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) está indo ao local para realizar o levantamento cadavérico.

Meliante envolvido na morte do PM Tyrone foi executado

Danilo foi morto por homens encapuzados na noite da segunda-feira (24)

Na noite desta segunda-feira (24), Ilhéus registrou mais um homicídio. A vítima foi identificada como Danilo José Silva Santos, acusado de ter participado da morte do policial militar Tyrone Thomas de Aquino.

Na madrugada desta segunda-feira, Danilo foi preso na BR 101 tentando fugir para Salvador. Apresentado na 7ª Coorpin negou a participação no homicídio de Tyrone. (Clique aqui para ler)

Segundo informações policiais, Danilo tinha acabado de deixar a Delegacia de Polícia, acompanhado de sua esposa, identificada como Cristina Soares, quando foi abordado e executado por homens encapuzados. A esposa do meliante também foi alvejada e está internada no hospital Regional Luiz Viana Filho, em estado grave.

Cristina é mãe de Adailton Soares dos Santos, vulgo “Dai” (um dos líderes do Raio A e recluso no Conjunto Penal de Itabuna), apontado por Danilo como sendo o mandante do homicídio de Tyrone.

Investigações continuam

“Beço” e “Pipou” 

O Blog Agravo conversou na manhã desta terça-feira (25) com a delegada Andrea Oliveira, responsável pelo núcleo de homicídio que investiga a execução do policial militar Tyrone.

Segundo a delegada, as investigações continuam buscando uma testemunha chave, para chegar à motivação do crime.

Ao Blog do Gusmão, a delegada comentou a ação conjunta das forças policiais. “Houve uma comoção grande, até porque foi atingido um agente que representa o Estado, e isso é muito grave. Nós não podemos aceitar que um agente do Estado seja assassinado de uma forma tão brutal. Nós precisamos saber se isso tem alguma relação ou não com a atividade policial da vítima. Por conta disso, todas as forças policiais estão interagindo nas diligências e trocando informações, para que a gente possa chegar aos autores e à motivação do crime”, concluiu Andréa Oliveira.

Foram presos nesta segunda-feira os meliantes Fabrício Magno de Santana, vulgo “Beço”, e Everton, ambos apontados como os autores do homicídio de Tyrone.  Apesar de negar a participação, Fabrício apontou a localização da arma usada no crime. Em desdobramento, prepostos da 68ª CIPM, por indicação dos investigados foram à Rua Arthur Bernardes, n° 234, no bairro da Conquista e apreenderam um revólver calibre 38, da marca ROSSI, nº 388227, em poder de Cleber Machado dos Santos, vulgo “Pipou”,com 06 cartuchos intactos.



Delegada Andrea Oliveira assume Núcleo de homicídios

A secretaria de Segurança Pública da Bahia criou recentemente o núcleo de homicídios, já que a 1º delegacia territorial da 7ª Coorpin de Ilhéus não tinha em sua estrutura administrativa o departamento oficial para investigar homicídios.

Com a criação do Núcleo, foi publicada no diário oficial de 03/12/2016 a portaria com nomeação da competente delegada Andrea Oliveira dos Santos.

Andrea foi designada para assumir a especializada de homicídios depois de ficar em 1° lugar  na abertura de edital para remoção.

CVLIs têm redução de mais de 45% em Ilhéus no 2º semestre

Homicídios

Ações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), através das polícias Civil e Militar, resultaram na redução do índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em 45,45%, no município de Ilhéus. Analisados dados parciais de julho a outubro de 2016 e, comparados com o mesmo período do ano passado, constatou-se o registro de 18 casos contra 33, 15 a menos do anotado anteriormente.

O número de mandados de prisão cumpridos também aumentou em cerca de 21%, entre janeiro e outubro deste ano, o que, de acordo com o coordenador da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Ilhéus), delegado Evy Pasternostro, colaborou para a queda das CVLIs.

O delegado, que também atribui a redução desta modalidade criminosa à prisões de integrantes de quadrilhas que agiam na região, acredita que a criação do Núcleo Especializado em Investigação de Homicídios deve trazer ainda mais segurança à população. “Os delitos contra a vida serão investigados por este núcleo, que contará com um delegado, três escrivães e 15 investigadores”, ressaltou.

Um brasileiro é assassinado a cada 9 minutos

Homicidio

O Brasil registrou mais mortes violentas de 2011 a 2015 do que a Síria, país em guerra, em igual período. Os dados, divulgados nesta sexta-feira (28), são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Foram 278.839 ocorrências de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenção policial no Brasil, de janeiro de 2011 a dezembro de 2015, frente a 256.124 mortes violentas na Síria, entre março de 2011 a dezembro de 2015, de acordo com o Observatório de Direitos Humanos da Síria.

Apenas em 2015, foram mortos violentamente e intencionalmente 58.383 brasileiros, resultado que representa uma pessoa assassinada no país a cada 9 minutos, ou cerca de 160 mortos por dia. Foram 28,6 pessoas vítimas a cada grupo de 100 mil brasileiros.

Das 58.383 mortes violentas no Brasil em 2015, 52.570 foram causadas por homicídios (queda de 1,7% em relação a 2014); 2.307 por latrocínios (aumento de 7,8%); 761 por lesão corporal seguida de morte (diminuição de 20,2%) e 3.345 por intervenção policial (elevação de 6,3%).

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que está em sua 10ª edição, será lançado no dia 3 de novembro pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Ilhéus: 68ª CIPM aponta redução no índice de homicídios em área de abrangência da unidade

CIPM68

Em nota encaminhada a imprensa nesta segunda-feira (04), a 68ª Companhia Independente da Polícia Militar informou que após análise das estatísticas criminais, foi observada uma importante redução de 27,3% no índice de homicídios, na área de abrangência da Unidade, em comparação ao mesmo período do ano passado.

O Tenente Coronel Câmara, Comandante da 68ª CIPM atribui a redução às constantes operações que têm sido realizadas, com intensificação de abordagens preventivas e Blitz.

A colaboração do Comando de Policiamento da Região Sul, através do Cel PM Marcelo Luiz Brandão Teixeira, da CIPT Rondesp – Sul, CIPPA, Esquadrão de Polícia Montada e da Cipe Cacaueira também tem contribuído para a redução dos índices de criminalidade, bem como as ações conjuntas com as Unidades 69ª e  70ª CIPM.

Sul da Bahia soma 156 assassinatos no ano

Homicidio156 pessoas foram assassinadas no primeiro trimestre deste ano nos municípios das coordenadorias regionais da Polícia Civil em Itabuna e Ilhéus. Em 15 dos 18 municípios da Coorpin de Itabuna a soma é de 84 assassinatos.

Somente em Itabuna foram 40. Entre os municípios menores, os mais violentos foram Camacan e Itajuípe, com 6 e 7 assassinatos.

Os únicos municípios da coordenadoria da Polícia Civil em Itabuna que não registraram assassinato no primeiro trimestre do ano foram Itapé, Itaju do Colônia e Barro Preto. Já Itapitanga e Santa Cruz da Vitória registraram um cada.

Na coordenadoria da Polícia Civil de Ilhéus foram 72 assassinatos em três meses. Somente no município de Ilhéus foram 35. Entre os municípios menores, o mais violento foi Ubaitaba, com 7 homicídios.

Em seguida, aparecem Ibirapitanga, Uruçuca e Una, com 6 cada.

*Informações do Jornal A Região.

Região teve 1.300 homicídios em 2 anos

HomicidioNo período de três anos, entre 2010 e 2012, os municípios do sul da Bahia registram 1.342 assassinatos em que os criminosos usaram arma de fogo. Os dados fazem parte do Mapa da Violência.

Somente em Itabuna e Ilhéus foram 841 homicídios por arma de fogo entre 2010 e 2012. Entre os municípios menos populosos, os mais violentos foram Coaraci, Ibirapitanga, Itajuípe, Itororó, Ibicaraí, Camacan, Ubaitaba e Uruçuca.

Em Camacan, por exemplo, foram registrados 35 homicídios em que os criminosos usaram arma de fogo. Em Coaraci, foram 33. Em Itajuípe, os criminosos executaram 29 pessoas com arma de fogo.

Já os municípios do sul da Bahia com menor número de assassinatos no período foram Itapé, Firmino Alves, Arataca, Almadina, Dário Meira, Itagibá, Jussari e Itapitanga.

De 2010 a 2012 não foi registrado um único homicídio por arma de fogo em Itapitanga. Nos demais municípios foram registrados entre 2 e 4 homicídios.

*Informações do Jornal A Região

Um brasileiro é assassinado a cada nove minutos, indica Atlas da Violência 2016

HomicídiosEm média, um brasileiro é assassinado a cada 9 minutos. É o que mostra o Atlas da Violência de 2016, divulgado nesta terça-feira pelo Ipea, em parceria com o FBSP. Em 2014, ano de análise do levantamento, houve 59.627 homicídios no Brasil, ou 29,1 mortes a cada 100.000 habitantes, um aumento de 3,9% em relação a 2013 – o número representa uma média de 6,8 mortes a cada hora, ou uma morte a cada 9 minutos. Para se ter uma ideia, 10% de todos os homicídios do mundo se deram no Brasil, de acordo com o estudo. Em dez anos, o total de homicídios no país cresceu 21,9%.

Ainda de acordo com o levantamento, cinco brasileiros são assassinados a cada hora vítimas de armas de fogo. Em 2014, foram 44.861 pessoas – o que corresponde a 76,1% do total de homicídios registrados no Brasil.

A pesquisa destaca ainda a evolução dos homicídios entre jovens, o que afeta diretamente o desenvolvimento de um país, seu mercado de trabalho, a Previdência Social e o aumento da produtividade. Só em 2014 morreram no Brasil 31.419 pessoas (61 a cada 100.000) entre 15 e 29 anos de idade vítimas de homicídio.

Homens representam 93,8% do total dos homicídios nessa faixa etária. Em Alagoas, o Estado mais perigoso para os jovens, 270,3 perderam a vida para cada grupo de 100.000 homens entre 15 e 29 anos em 2014. Os indicadores mostraram que a maior parcela das vítimas era de indivíduos de baixa escolaridade, com no máximo sete anos de estudo.

*Informações da Revista Veja

Ilhéus registrou dois homicídios em 24h

Foto ilustrativa.

Foto ilustrativa.

A polícia de Ilhéus registrou dois assassinatos nas últimas 24 horas e os moradores estão assustados com aumento da violência neste início de ano. Um dos homicídios ocorreu na madrugada desta sexta, no bairro N. S. da Vitória.

Um homem ainda não identificado foi assassinado perto da praça principal. A vítima foi atingida por diversos disparos por homens ainda não localizados pela polícia. A suspeita é de que o crime esteja relacionado à dívidas de droga.

Outro crime ocorreu na quarta-feira, no bairro Basílio. Antônio Libane dos Santos, de 40 anos, foi morto com quatro golpes de picareta. Segundo a polícia, o criminoso é Renildo Libane dos Santos, de 29 anos, irmão da vítima.

O acusado de crime foi preso em flagrante. Além do Brasílio e N. S. da Vitória, moradores do Nelson Costa e Teotônio Vilela se queixam do aumento da violência. ( A Região)

julho 2018
D S T Q Q S S
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia