WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hospital sao jose prefeitura ilheus transporte ilegal
Aguarde as próximas enquetes...

:: ‘Escola’

Plataforma gratuita vai ajudar municípios a localizar crianças fora da escola

Uma plataforma gratuita pode ajudar municípios a localizar crianças que estão fora da escola. Lançada hoje (1º), a chamada Busca Ativa Escolar tem como objetivo apoiar os governos na identificação, no registro, controle e acompanhamento de crianças e jovens de 4 a 17 anos de idade que estão fora da escola ou em risco de evasão.

Todo o processo é feito pela internet e a ferramenta pode ser acessada em qualquer dispositivo como computador de mesa, computador portátil, tablet e celular (seja pelo envio de SMS ou uso de aplicativos em smartphones). Há também formulários impressos para agentes que não têm acesso a dispositivos móveis.

O processo começa com um alerta sobre uma criança ou adolescente que esteja fora da escola. Ao encontrá-la, o agente comunitário envia o alerta, por meio de SMS, aplicativo e site. A partir daí, um grupo intersetorial de profissionais inicia uma série de ações, que vão desde uma conversa com a família, para entender as causas da exclusão, até o encaminhamento do caso para as áreas responsáveis por garantir a (re)matrícula dessa criança ou adolescente, bem como pelo acompanhamento de sua vida educacional.

Tudo é feito por meio da plataforma, que registra todas as ações e consolida dados que podem ser utilizados no planejamento e desenvolvimento de políticas públicas. :: LEIA MAIS »

Disparo que atingiu garota em escola pode ter sido acidental, diz polícia

Do G1 Bahia

Garota foi socorrida para hospital de Ipiaú após ser baleada em escola (Foto: Giro Ipiaú)

O disparo que atingiu uma adolescente de 16 anos em uma escola na cidade de Ipiaú, sudoeste da Bahia, na manhã de terça-feira (4), pode ter sido acidental. A informação foi divulgada pela Polícia Civil, com base no relato de testemunhas que foram ouvidas por investigadores.

A garota foi atingida na boca, no pátio do Colégio Estadual de Ipiaú, e socorrida para o hospital da cidade. O revólver usado no crime foi apreendido pela polícia com um rapaz, que foi preso em casa, por porte ilegal de arma. Conforme a polícia, ele é o dono do revólver, que está com a numeração raspada e ainda tinha o estojo de cartucho usado no disparo. O autor do tiro, um jovem de 18 anos, fugiu e não foi encontrado até a manhã desta quarta-feira (5).

O delegado da cidade, Ivan Lessa, disse ao G1 que, conforme testemunhas, a arma teria sido levada para a escola por um outro adolescente, de 14 anos, que foi identificado, mas ainda não foi localizado pela polícia.

 “Essa arma teria sido levada para a escola por um jovem de 14 anos e mostrada para colegas, dentre eles a jovem baleada e o garoto que fez o disparo. Acharam que a arma estava sem munição. Quando ele puxou o gatilho e atingiu ela”, afirmou.

O autor do tiro que pode ter sido acidental chegou a ir em casa depois de ferir a jovem, mas ainda não foi localizado pela polícia. “Ele foi para casa nervoso, pegou uma sacola, mal falou com a mãe e saiu rapidamente. A mãe ficou desesperada e nos acompanhou para localizar o menino”, conta o delegado.

Caso

Uma estudante de 16 anos foi baleada por um colega dentro do Colégio Estadual de Ipiaú, sudoeste da Bahia, na manhã de terça-feira (4). O autor do disparo, também é aluno da unidade de ensino. O caso ocorreu durante o intervalo das aulas, no pátio da escola. A adolescente baleada não corre o risco de morrer.

Câmara de Ilhéus requer ao governador construção de nova unidade escolar na Zona Sul

Requerimento foi apresentado pelo vereador Paulo Carqueija.

Na sessão ordinária da última terça-feira, 14, o plenário da Câmara Municipal de Ilhéus aprovou, por unanimidade, o requerimento do vereador Paulo Carqueija que solicita ao governador Rui Costa, ao Secretário Estadual de Educação e ao Prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, a viabilização da construção de uma Unidade Escolar localizada entre o Bairro Nossa Senhora da Vitória e os Conjuntos Habitacionais “Sol e Mar I” e “Sol e Mar II”.

Segundo Paulo Carqueija, a solicitação foi motivada pela necessidade de atender tanto às 2.120 famílias contempladas com novas moradias no Sul da cidade, quanto às comunidades rurais dos distritos do Couto e do Santo Antônio, além de absorver também os alunos do Colégio Estadual Padre Luiz Palmeira, que foi desativado devido à construção da nova ponte de Ilhéus.

Ainda segundo o vereador, o papel da prefeitura neste momento é assumir as devidas providências e começar a estabelecer, desapropriar e doar uma área do município que possa atender a essa demanda. “Estas pessoas são responsáveis pela expressiva expansão populacional no setor do extremo-sul da cidade e precisam de melhor infraestrutura para se estabelecerem com dignidade na região juntamente com suas famílias”, afirma o parlamentar.

“Nós precisamos nos debruçar de fato sobre as estatísticas, sobre os números, para sabermos de verdade quais são os locais da cidade que realmente precisam de uma escola. Entre os bairros Hernani Sá, Nelson Costa e Pontal temos 12 unidades escolares públicas no total, ou seja, existem vagas ociosas nesses locais, ouve-se até que uma professora chegou a sortear uma bicicleta para estimular a matrícula em sua turma. Porém, na região entre o bairro Nossa Senhora da Vitória e os conjuntos habitacionais Sol e Mar I e Sol e Mar II, do empreendimento Minha Casa Minha Vida [MCMV], a carência por escolas é grande, existe a dificuldade de deslocamento e a real necessidade da instalação de uma unidade escolar pública naquele local, de preferência uma escola de ensino médio, e isso só poderá ser realizado com o apoio do Governo do Estado da Bahia”, salientou o edil.



julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia