WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
prefeitura de ilheus




:: ‘energia’

Câmara aprova isenção de energia para famílias de baixa renda

O plenário da Câmara aprovou, na noite (10), a gratuidade de energia para famílias de baixa renda com o consumo mensal de até 70 quilowatts-hora (kWh) por mês. A medida foi aprovada por meio de emenda ao texto do projeto de lei que viabiliza a privatização de seis distribuidoras de energia elétrica da Eletrobras na Região Norte.

Atualmente, a tarifa social de energia estabelece descontos ao consumidor de baixa renda cadastrado no valor de 65% no consumo registrado de até 30 kWh/mês; de 40% na faixa de 31 kWh até 100 kWh/mês; e de 10% na faixa de 101 kWh até 220 kWh/mês. A isenção no pagamento, atualmente, atinge apenas índios e quilombolas.

Pequenas centrais

Outra emenda aprovada permite às pequenas centrais hidrelétricas com pelo menos uma unidade geradora (turbina) em funcionamento terem seu prazo de autorização contado a partir da operação comercial dessa unidade, exceto as que tiverem penalidade pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) quanto ao cronograma de implantação.

Após a aprovação da matéria, o presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), questionou a origem dos recursos orçamentários para custear a isenção de pagamento da energia elétrica às famílias de baixa renda. “Eu preciso que alguém me informe qual o impacto no Orçamento do governo. Se alguém deixar de pagar a conta, outra pessoa vai pagar”, perguntou Maia. :: LEIA MAIS »

Pedro Tavares critica suspensão do pagamento de contas de energia nas lotéricas

Deputado Pedro Tavares.

Entrou em vigor no último dia 1°de junho a medida que estabelece que as casas lotéricas não receberão mais pagamentos das faturas da Companhia de Eletricidade do Estado (Coelba). 
 
A medida foi altamente criticada pelo deputado estadual Pedro Tavares (DEM). De acordo com o parlamentar, não houve nenhum aviso prévio por parte da Coelba aos consumidores. “O consumidor já paga uma alta taxa pelo serviço de energia elétrica e agora tem que enfrentar também a dificuldade no pagamento de uma conta. Desde que as lotéricas suspenderam o recebimento, a Coelba não ofereceu nenhuma alternativa viável para facilitar o pagamento. Caso o consumidor não consiga pagar, é capaz até de ter o serviço suspenso. Espero que as lotéricas e a Coelba cheguem a um denominador comum, pois beira ao absurdo a dificuldade para as pessoas pagarem por um serviço”, criticou Tavares.
 
A redução de mais uma unidade de ponto para pagamento traz prejuízo a todos, a quem reside na capital e, em situação mais agravante, o povo do interior. “Quem é da capital por morar em alguns bairros distantes do centro, sem agência bancárias, agora sem a lotérica será obrigado a sair do bairro pra pagar a energia.  A situação se agrava mais ainda para quem reside no interior, onde a população já sofre com as filas nos bancos, pois algumas cidades estão com suas agências fechadas devido a violência. Daqui a pouco as pessoas vão ter que sair de suas cidades para pagar a luz, o que é um inadmissível. Não bastasse sofrer pra ter acesso a saúde, educação e segurança, agora o povo vai penar pra pagar a conta de energia”, narrou Tavares.
 
Segundo a concessionária, a decisão foi tomada devido a não renovação do contrato da empresa com a Caixa Econômica Federal. As negociações começaram em novembro de 2017 mas, de acordo com a companhia, o reajuste de 50,5% no valor da tarifa por fatura arrecadada inviabilizou o convênio de arrecadação.

Conta de luz: maio começa com bandeira tarifária mais cara

Com a entrada no mês de maio, os consumidores sentirão um aumento nas contas de luz. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mudou a bandeira tarifária de verde para amarela.

O valor cobrado com a alteração será de R$ 1 a cada 100 kilowatt hora (kWh) consumidos. Segundo a Aneel, a mudança ocorre em razão do final do período chuvoso.

Com o início do período seco, cai o volume de chuva sobre os reservatórios das principais usinas hidrelétricas geradoras do país. Com isso, há a necessidade de se fazer uso da energia produzida pelas usinas termelétricas, que têm maior custo de produção.

Composto pelas cores verde, amarela e vermelha (patamar 1 e 2), o sistema de bandeiras foi criado, de acordo com a Aneel, para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica.

Com a adoção da bandeira amarela, a Aneel aconselha os consumidores a adotar hábitos que contribuam para a economia de energia, como tomar banhos mais curtos utilizando o chuveiro elétrico, não deixar a porta da geladeira aberta e não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado.

Bahia terá reajuste de quase 18% nas contas de luz

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (17) o reajuste tarifário de quatro concessionárias do Nordeste, que atendem Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará e Sergipe. Os índices médios de reajuste variam de 4,96% a 16,95%. O aumento poderá ser aplicado a partir de 22 de abril.

Os consumidores da Coelba, que atende 415 municípios do estado da Bahia, terão reajuste médio de 16,95%. Para os consumidores de alta tensão, os industriais, o reajuste médio será de 16,17%.

Para os consumidores residenciais e comerciais, atendidos em baixa tensão, o reajuste médio será de 17,27%.

Os consumidores da Companhia de Eletricidade do Rio Grande do Norte (Cosern) terão reajuste médio de 15,61%, com alta média de 17,47% para os consumidores industriais, e de 14,88% para os consumidores residenciais e comerciais. A Cosern atende 1,4 milhão de consumidores no esstado.

Já no Ceará o reajuste médio da tarifa de luz será menor, com alta média de 4,96%, sendo 7,96% para os consumidores industriais e de 3,80% para os consumidores residenciais e industriais. A Enel Ceará atende 3,4 milhões de unidades consumidoras em 184 municípios do Ceará.

A Aneel também aprovou um reajuste médio de 11,30% para os consumidores atendidos pela Energisa Sergipe. A empresa atende 64 municípios no estado de Sergipe e terá direito a um reajuste médio de 13,92% para os consumidores industriais e de 9,85% para os consumidores residenciais e comerciais. ( Informações G1/Bahia)

Conta de luz na Bahia pode ficar até 15% mais cara em abril

A  conta de energia pode ficar mais cara na Bahia a partir da segunda quinzena de abril, de acordo com o Correio. O aumento está em discussão e poderá ser concedido à Companhia de Eletricidade do Estado (Coelba) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Uma reunião pública que foi realizada ontem no auditório da Fecomércio, em Salvador, para discutir o índice da revisão tarifária.

Caso o reajuste seja concedido, baianos de 415 dos 417 municípios receberão o incremento na conta, além de comércios e indústrias. De acordo com a Aneel, a revisão está prevista nos contratos de concessões para equilibrar as tarifas, e tem base na remuneração dos investimentos das empresas e cobertura de despesas.

Conta de luz de fevereiro deve manter bandeira verde, diz presidente da Aneel

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, disse hoje (23) que a bandeira tarifária verde deve continuar em vigor no próximo mês. Na bandeira verde não há cobrança adicional nas contas de luz.

Segundo Rufino, o volume de chuvas nos meses de dezembro e janeiro, considerado dentro do normal, permitiu a redução na cobrança da conta e a expectativa é de manutenção desse cenário. “Até agora, não tem nada que aponte em sentido contrário”, disse.

A bandeira tarifária que será cobrada em fevereiro será divulgada oficialmente pela Aneel na próxima sexta-feira (26).

No início de janeiro, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, já havia dito que a expectativa é de que a tarifa de energia elétrica permaneça na bandeira verde até o fim do primeiro trimestre de 2018. :: LEIA MAIS »

Tarifa branca pode baratear conta de luz

Desde a segunda-feira (1º) uma nova modalidade tarifária de energia elétrica está disponível para consumidores com média mensal superior a 500 quilowatt/hora (kWh) e para novas ligações. É a tarifa branca, que mostra a variação do valor da energia conforme o dia e o horário do consumo e será oferecida para unidades consumidoras que atendidas em baixa tensão, como residências e pequenos comércios.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), todas as distribuidoras do país deverão atender aos pedidos de adesão à tarifa branca das novas ligações e dos consumidores com média mensal superior a 500 kWh.

A tarifa branca dá ao consumidor a possibilidade de pagar valores diferentes em função da hora e do dia da semana em que a energia elétrica é consumida. Se o consumidor usar a energia elétrica nos períodos de menor demanda, como pela manhã, início da tarde e de madrugada, por exemplo, o valor pago pela energia consumida será menor. :: LEIA MAIS »

Aneel inicia campanha para incentivar consumidor a economizar energia

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) começa a veicular hoje (7) peças da campanha para incentivar os brasileiros a pouparem energia. A propaganda, que conta com a participação da cantora Ivete Sangalo e do marido, o nutricionista Daniel Cady, será transmitida por 15 dias em TV aberta e rádio, além de estar disponível na internet.

Segundo a Aneel, a intenção é incentivar a economia e mostrar que toda a família pode colaborar. A presença dos artistas reforça o mote: “Quando economiza junto, a gente economiza mais. Família inteligente, consumo consciente”.

“É importante que toda a população entenda que a energia elétrica é um bem que tem o seu custo ligado diretamente às reais condição de geração”, diz a Aneel, em nota. :: LEIA MAIS »

Coelba informa os locais que ficarão temporariamente sem energia elétrica na terça-feira (17)

A Coelba informa que o fornecimento de energia elétrica será temporariamente interrompido na terça-feira (17) a partir das 10h na Avenida Lomanto Júnior no bairro Pontal.

O desligamento será necessário para que os técnicos da empresa realizem, com segurança, serviços de melhoramento na rede elétrica do local.

A interrupção programada, a depender das condições atmosféricas, poderá ser cancelada, caso ocorra situações de risco que impossibilite as manobras para desligar à rede elétrica.

Consumidor deve analisar perfil antes de optar por tarifa branca de energia

A partir de 1º de janeiro de 2018, os consumidores poderão solicitar a adesão à tarifa branca de energia elétrica, que é a adoção de preço diferente para a energia de acordo com o horário de consumo. Com a tarifa branca, a energia consumida fora do horário de pico será mais barata, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Entretanto, é importante que cada consumidor conheça o seu perfil de consumo na hora de optar entre a tarifa branca e a convencional.

O analista de mercado da Proteste, Rafael Bomfim, alerta que a tarifa branca pode ser muito boa ou muito ruim, dependendo do perfil de consumo. Para ele, quem optar por essa tarifa tem que ser capaz de aproveitar os horários fora de ponta. “Conheça bastante as regras e verifique a possibilidade de se adaptar aos melhores horários da tarifa”, disse. “Se é um consumidor que tem a rotina rígida, não é aconselhável”.

Com as novas regras, nos dias úteis o preço da energia poderá ser dividido em três horários: ponta, intermediário e fora de ponta. As faixas variam de acordo com a distribuidora. O horário de ponta, com a energia mais cara, terá duração de três horas, na parte da noite. A taxa intermediária será uma hora antes de uma, depois do horário de ponta. Nos feriados nacionais e nos fins de semana, o valor é sempre fora de ponta.

Aderir à tarifa branca será opcional e estará disponível para as novas ligações e com unidades que consomem mais de 500 quilowatts-hora (kWh) por mês. Em um prazo de 12 meses, será oferecido para unidades com média anual de consumo superior a 250 kWh por mês e, em até 24 meses, para as demais unidades consumidoras.

Atualmente, existe apenas a tarifa convencional, que tem valor único cobrado pela energia consumida e é igual em todos os dias, em todas as horas. A tarifa diferenciada não valerá para os grandes consumidores, como as indústrias, nem para quem é incluído na tarifa social de energia. :: LEIA MAIS »

Coelba informa novos locais que ficarão sem energia nos dias 16 e 17

Desligamento de energia.

Na terça-feira (16) das 09:30 às 15:30, em partes do bairro Urbis, serão atingidos os seguintes locais: Rua B; Ilhéus II Cam. 26; Cam. 08; Cam. 25; Cam. 24; Cam. 07; Cam. 27; Rua B; Av. Nossa Senhora Aparecida; Cam. 12; Cam. 23 e no Conjunto Ceplus, Rua Cristiano Selmann.

No dia 17, quarta-feira das 09:30 Às 15:30, em partes do bairro Jardim Savóia a energia será suspensa nos seguintes locais: At São João, Av. Roberto Santos, Av. Esperança, Av. Esperanto, Av. Gov. Roberto Santos, Av. Itabuna, Av. Litorânea Norte, Av. Nossa Senhora Aparecida, Av. Palmares, Av. Roberto Santos, Cd. Nova Esperança, Cj. Moradas Do Bosque, Gov. Roberto Santos, Lo. Jorge Amado, Lo. Novo Iguape, Rod. Ilhéus, Rua B, Rua Benjamin Constant, Rua Domingos Lavigne, Rua H, Rua I, Rua Liberato Leitão, Rua Porto Seguro, Rua Uruguaiana, Rua Vilas Freitas, Tv. 1 Avenida Esperança, Tv. Luiz Gama.

Coelba informa novos locais que ficarão sem energia nos dias 11 e 12

Desligamento de energia.

A Coelba informa que o fornecimento de energia elétrica será temporariamente interrompido no dia 11/05/2017, quinta feira, das 10:45 as 16:45, em partes do bairro Jardim Atlântico da cidade de Ilhéus.  Serão atingidos os seguintes locais: Av. Paralela; Rua O; Rua N; Rua L; Sítio São Paulo; Rua Severino Vieira.

No dia 12/05/2017, sexta feira, das 09:45 as 15:45, em partes do bairro Nelson Costa na Rua Orquídea, Rua Acácia, Rua Margarida, Av. Lótus, Av. Miguel Navarro, Rua Bem me quer, Lo. Barra Norte, Rua Hortência, Rua Jasmim, Rua Mal me quer; Rua Gardênia; Av. Lótus; Rua Boa vista; Rua Angélica; Rua Orquídea; Praça da Mangueira; Rua Bela vista e Av. Nossa Senhora Aparecida.



setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia