WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




:: ‘Eleições 2018’

Indefinição do deputado federal Bebeto gera desgaste na base

Demora de Bebeto no posicionamento político vem causando desgastes entre seus aliados.

O deputado federal Bebeto Galvão (PSB) está retardando o máximo possível sua definição se vai sair candidato à reeleição a deputado ou se será suplente do pré-candidato ao Senado, Jaques Wagner (PT). No meio político, principalmente entre seus apoiadores, a indefinição vem gerando desgastes, principalmente entre os vereadores e apoiadores do partido em Ilhéus.

“Faltando três meses para a eleição, uma indefinição dos caminhos políticos pode dificultar todo o planejamento partidário”, afirmou o vereador e presidente da Câmara de Ilhéus, Lukas Paiva (PSB), que caso Bebeto saia à suplência ao Senado, deve colocar o seu nome para a Câmara Federal.

O vereador Fabrício Nascimento, em bate papo com o Blog Agravo, lembrou que a demora na decisão vem gerando desgaste na base e o impasse pode prejudicar o fortalecimento do partido na região.

No dia 4 de julho Bebeto realizou uma plenária em Salvador que contou com mais de 400 lideranças, entre eles prefeitos, vereadores, sindicalistas e filiados do PSB. Depois de 5 horas de discurso e debates, nenhuma decisão foi tomada, e ficou certo que só após uma conversa com o governador Rui Costa é que o deputado iria decidir se aceita, ou não, a suplência. Lá se vão 11 dias, e nenhuma posição foi tomada.

Segundo analistas políticos, a candidatura da senadora Lídice da Mata à Câmara Federal, pode atrapalhar uma reeleição de Bebeto, que também tem outra pedra no sapato, chamado Marcelo Nilo. Pelos cálculos, o PSB só faz dois deputado federais na eleição de outubro.

Nos bastidores da política, a indefinição de Bebeto tem a ver com, a cada vez mais forte, possibilidade de Jacques Wagner ser o “plano B” do PT para uma candidatura para presidente da República, que poderia dificultar todo o acordo da suplência ao Senado.

Tentamos contato com o deputado e sua assessoria, por intermédio de Alisson Gonçalves, mas não tivemos retorno.

Mangabeira confirma pré-candidatura a deputado federal

Dr. Mangabeira confirma pré-candidatura. Foto Lima Santos

O pré-candidato a Deputado Federal pelo Partido Democrático Trabalhista, Dr. Mangabeira realizou o lançamento da sua pré-candidatura na noite desta sexta-feira (13). O evento lotou o Plenário da Câmara Municipal de Itabuna e contou com presença de lideranças como o deputado federal, presidente estadual do partido, Félix Mendonça Junior e representantes da sociedade civil organizada.

Participaram também do ato, o vereador pedetista e pré-candidato a deputado estadual, Enderson Guinho; a presidente do Sindicato do Magistério Itabunense, Carminha Oliveira; a médica e conselheira do Conselho de Medicina da Bahia (CREMEB), Rosangela Melo; Robenilson Torres, bacharel em direto, membro do Conselho Tutelar; além do presidente do PDT de Valença, Ivan Benedito Ferreira e representantes do PDT de outros municípios.

Mangabeira falou sobre a pré-candidatura a deputado federal: “Nossa região precisa de representação política, que ao longo desses anos, foi perdida pelo descrédito diante dos candidatos que não cumprem o seu dever”, salientando o novo momento do país, com muitos agentes públicos corruptos sendo punidos e que antes passavam impunes, o que reflete uma necessidade de moralização na política.

PSC não abre mão de ter Irmão Lázaro candidato ao Senado

Deputado Lazaro durante discurso durante o evento do PSC em Salvador.

“Não abrimos mão de ter o Irmão Lázaro candidato a senador. Queremos o melhor para a Bahia”, afirmou o presidente nacional do PSC, pastor Everaldo Dias Pereira, durante o encontro que o PSC baiano realizou nesta sábado (7), para empossar o deputado Heber Santana na presidência da executiva estadual. “A executiva baiana tem toda liberdade para decidir o que for melhor”, completou Everaldo. Na mesma linha de pensamento, Heber Santana, disse que “até agora estivemos em compasso de espera, aguardando a definição da chapa majoritária encabeçada pelo DEM, mas a partir de agora estamos à vontade para buscar viabilizar com outras legendas a candidatura de Lázaro ao Senado”.

O pré-candidato ao governo da Bahia, José Ronaldo e prefeito ACM Neto prestigiaram a posse de Heber, e participaram do evento.

O encontro estadual do PSC/Bahia contou ainda com as presenças do pré-candidato à presidência da República, economista Paulo Rabello de Castro, do presidente da executiva nacional, pastor Everaldo Dias Pereira, e do pré-candidato ao Senado, Irmão Lázaro, além dos deputados e vereadores da legenda, dos pré-candidatos a deputado estadual e federal, e de presidentes e representantes dos diretórios de municípios localizados em todas as regiões do estado.

Lei Eleitoral restringe atos do poder público a partir de hoje

A transferência voluntária de recursos da União para os estados e municípios, bem como dos governos estaduais aos municipais, está proibida a partir de hoje (7), devido às eleições de outubro. Essa é uma das condutas vedadas pela Lei Eleitoral três meses antes do pleito, visando evitar que atos do poder público afetem a igualdade de oportunidades entre os diversos candidatos. O descumprimento das proibições pode levar desde a anulação do ato, passando por multa para o agente público responsável pela iniciativa até a cassação do registro ou do diploma do candidato beneficiado.

Segundo o assessor da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Sérgio Ricardo dos Santos, a legislação proíbe atos que possam influenciar o pleito, desequilibrando a disputa eleitoral. “Essa previsão visa trazer equilíbrio à eleição, ainda mais no cenário em vivemos em que é possível a reeleição. Quem tem a caneta na mão, no caso o governante, poderia eventualmente explorar aquele ato de uma forma não ortodoxa, incluindo aspectos que possam favorecer possíveis candidatos”, argumentou. “A promoção do equilíbrio da disputa é fundamental para a garantia da democracia”, completou.

Conforme dados do Portal da Transparência, neste ano, a União transferiu R$ 157,7 bilhões, o que representa 11,5% dos gastos públicos. Desse total, R$ 107,3 bilhões são repasses obrigatórios (constitucionais e royalties). Os demais R$ 50,5 bilhões são transferências voluntárias.

A Lei Eleitoral abre exceção para o repasse voluntário de recursos decorrentes de convênios assinados anteriormente, para a realização de obras ou serviços em andamento e com cronograma pré-fixado, além da liberação de verbas para atender situações de emergência e calamidade pública.  :: LEIA MAIS »

Cacá Colchões propõe cota regional no sistema de ingresso para UESC e UFSB

Cacá Colchões (PP)

O pré-candidato a deputado estadual, Cacá Colchões (PP), definiu algumas de suas propostas como representante da região na Assembleia Legislativa. A modificação na forma de ingresso nas universidades públicas do sistema vestibular para o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, fez com que a concorrência aumentasse e, com isso, estudantes de diversas partes do Brasil concorram às vagas ofertadas por nossas universidades.

Somente como exemplo, no curso de medicina da UESC, no último ano, ingressaram 40 alunos, sendo que apenas três são oriundos da região. “Os alunos se formam numa universidade de excelência, mas ao receber o diploma voltam para sua região de origem” – destacou Cacá. Vale salientar que a maior parte das universidades federais e estaduais do país já usam o Enem como único processo seletivo.

Nesse sentido, o pré-candidato pretende propor à UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz – e a UFSB – Universidade Federal do Sul da Bahia – a implantação do Sistema de Cotas Regionais, em que o aluno receberá bônus de “20%” sobre a nota do ENEM. Dessa forma, candidatos que cursaram o ensino médio em escolas com distância de até 150 km do Campus da UESC e UFSB, possuirão uma “vantagem” em relação aos demais. “Esta é uma forma das universidades regionais atuarem decisivamente na formação dos nossos jovens e consequentemente da nossa região”, acrescentou o candidato, lembrando que esse sistema proposto “já é uma realidade em muitas universidades do país”.

Com avaliação positiva, PSB pode lançar Lukas Paiva à Câmara Federal

Deputado Bebeto Galvão e o vereador Lukas Paiva.

O presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, o vereador Lukas Paiva, vem sendo cogitado dentro do PSB para candidato a deputado federal. A ideia ganha força dentro do partido com a possibilidade do atual deputado federal Bebeto Galvão ser suplente ao Senado pela chapa do governador Rui Costa.

O nome de Lukas Paiva aparece bem avaliado junto ao eleitorado, principalmente em Ilhéus, devido a sua gestão a frente da Câmara e ações que entraram na história do legislativo, como a devolução de mais de 400 mil reais a Prefeitura de Ilhéus.

O deputado federal Bebeto Galvão ainda não tomou a decisão se vai para suplência no senado de Jacques Wagner. O PSB realiza nesta quarta-feira (04) uma plenária em Salvador para decidir os rumos do partido e tomar decisões coletivas.

Liderança de Eunápolis declara apoio a deputada Ângela Sousa

Imagem divulgação.

Em encontro realizado em Eunápolis, nesta segunda-feira (2), a ex-vice-prefeita da cidade, Maria Menezes confirmou que contribuirá com o mandato da deputada, em nome de toda a luta e empenho de Ângela Sousa.

Para a deputada, o apoio de Maria Menezes é extremamente importante, por se tratar de uma liderança empenhada com a região. “ Este apoio nos deixa mais fortalecidos para seguirmos como porta-voz do povo, ouvindo as principais demandas e buscando, junto ao Governo da Bahia, melhores condições de vida para a localidade”, destacou.

Na ocasião, em que a liderança declarou que seguirá junto a parlamentar, estiveram presentes vereador de Itabela, Joaldo Lima, o presidente da Câmara de vereadores de Itabela, vereador Alex da Pax; o secretário de Obras de Itabela, Genivaldo Miranda, mais conhecido como Cabral, além o padre Rosival, pastores e líderes evangélicos.

Rui confirma Coronel candidato ao Senado

Angelo Coronel e Rui Costa.

O governador Rui Costa (PT) confirmou hoje (25) o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Angelo Coronel (PSD), como candidato ao Senado.

Em reunião com o conselho político, Rui apresentou a proposta de um Programa de Governo Participativo (PGP) e pediu que cada sigla indicasse nomes para coordenar a elaboração do PGP. Além disso, foi apresentado um cronograma de viagens pelo interior, onde acontecerão caravanas com o objetivo de colher sugestões dos mais diversos setores sociais.

“Temos que olhar no olho do povo, ouvir seus anseios e elaborar propostas consistentes que, quando colocadas em práticas, beneficiem o maior número de pessoas nas mais diversas regiões do estado”, disse Rui.

‘Famosos’ da Federal desistem de candidaturas nas eleições deste ano

O agente da PF Lucas Valença, que escoltou o deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ) durante sua condução para a prisão, foi batizado de ‘Hipster da Federal’.

Nomes que ganharam notoriedade em operações desistiram de disputar as eleições de 2018. Newton Ishii, o “japonês da Federal”, e Lucas Valença, o “hipster da Federal”, tornaram-se conhecidos por conduzir condenados da Lava Jato e chegaram a ensaiar a entrada para a política, mas não devem se candidatar.

“Eu acho que esse negócio de política não é pra mim”, disse Valença, que chamou atenção durante a prisão do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB-RJ), em outubro de 2016. Com coque e uma longa barba, o agente causou frisson nas redes sociais, onde ganhou o apelido de “lenhador”.

Depois da fama repentina, Valença se filiou ao Novo e cogitou concorrer a uma vaga na Câmara. Hoje, no entanto, afirmou que não colocará o plano em ação, mas não descartou uma candidatura no futuro. “Não fecho as portas para nenhuma opção”, disse. :: LEIA MAIS »

Otto Alencar defende PCdoB na composição da chapa de Rui Costa

Segundo o senador, o PCdoB tem “mais legitimidade” para pleitear a primeira suplência do candidato ao Senado Jaques Wagner (PT), do que o PSB.

Presidente do PSD na Bahia, o senador Otto Alencar disse, ontem, que o PCdoB tem “mais legitimidade” para pleitear a primeira suplência do candidato ao Senado Jaques Wagner (PT) do que o PSB da senadora Lídice da Mata. “Todos que estiveram desde o início apoiando a candidatura de Rui Costa, lá em 2014, têm mais legitimidade para disputar qualquer espaço na chapa do governador hoje”, afirmou o congressista, ao se referir ao fato de, naquele pleito, Lídice da Mata não apoiar o petista e ser candidata ao Palácio de Ondina.

Otto Alencar e Lídice da Mata travam uma guerra, nos últimos meses, para indicar o segundo nome que vai postular ao Senado na chapa do governador Rui Costa (PT). A socialista quer disputar a reeleição. Já o senador briga para que o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel, seja o postulante à Câmara Alta do Congresso Nacional.“Não estou acusando ninguém. Nem Lídice, nem Nilo, nem [Domingos] Leonelli. Ela não saiu em 2014 [candidata] a governadora? Pode sair agora [candidata avulsa ao Senado]. Não tem problema. É lamentável essas agressões todas contra mim e Coronel”, afirmou, ao ressaltar que Leonelli tem sido “porta-voz da senadora” nas críticas. “Mas não vou ficar respondendo”, frisou.

* Informações da Tribuna da Bahia/ Por Raul Monteiro e Rodrigo Daniel Silva

Lídice confirma convite de Jutahy para compor chapa de José Ronaldo

Senadora Lídice da Mata

A senadora Lídice da Mata (PSB) confirmou a informação de que teria recebido um convite para compor a chapa do pré-candidato a governador da Bahia, José Ronaldo (DEM). Nesta quarta-feira (20/6), o vereador de Salvador, Tiago Correia (PSDB) assegurou ao Aratu Online.

De acordo com a assessoria da parlamentar, “Jutahy a convidou porque a considera uma grande amiga, com quem já marchou junto em algumas ocasiões, mas hoje eles estão em lados diferentes da política”.

Lídice, se diz “bastante honrada pelo convite”, mas não aceitou o pedido. A senadora não faz parte das preferências de apoio do governador da Bahia, Rui Costa (PT), que deve ter Jaques Wagner (PT) e Ângelo Coronel (PDT) na composição da chapa majoritária.

*Informações  da Tv. Aratu.

Presidente nacional do PSB diz que exclusão de Lídice da chapa de Rui terá ‘consequências’

Em entrevista ao Metro1, Carlos Siqueira defendeu que senadora lance candidatura avulsa: ‘Única resposta digna’.

Presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira afirmou, na manhã de hoje (20), que a exclusão da senadora Lídice da Mata da chapa do governador Rui Costa (PT) terá “consequências”.

“Temos acompanhado com muito interesse [a discussão da chapa]. Acho que é uma injustiça o que PT da Bahia está fazendo. É um erro político ter uma candidatura de direita, quando há disponibilidade ter uma senadora à altura. […] Obviamente [a exclusão de Lídice da composição], terá consequências. Mas vamos examinar no momento oportuno levando em conta todos os fatores”, afirmou o socialista, em entrevista ao Metro1.

O dirigente defende que Lídice lance candidatura avulsa, caso fique fora da chapa de Rui. “Eu acho que deveria lançar. Terá nosso apoio. Acho que seria uma única resposta digna”, frisou.

O socialista afirmou ainda que a medida pode “interferir” em um acordo nacional do PT com o PSB. “Tudo interfere. Nós vamos decidir um acordo nacional pensando tudo”, pontuou.

Siqueira disse que não chegou a conversar com Rui nem com o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), sobre a situação de Lídice. “Isso não é razão de conversa, não é favor. Nós consideramos que ela tinha direito”, ressaltou.

ACM Neto se reúne hoje com Ciro Gomes

Ciro Gomes quer o apoio do DEM.

Presidente nacional do Democratas, ACM Neto vai se reunir hoje (19) com o presidenciável Ciro Gomes, mas o partido tem perdido o interesse de apoiar o pré-candidato do PDT, segundo a Coluna do Estadão.

De acordo com a publicação, parte dos democratas não gostou do fato de Ciro comparar o vereador de São Paulo, Fernando Holiday (DEM), a um “capitãozinho do mato”. Diante disto, a cúpula do partido já fala em abrir conversas com o pré-candidato do Podemos, Álvaro Dias.

A avaliação de líderes do Centro é de que Álvaro Dias tem chance de crescer entre o eleitorado caso os cinco partidos do Centro se unam em torno dele. Isto porque as legendas aumentariam o tempo de exposição dele na TV.

Rui Costa adia anúncio da chapa a pedido de aliados

Governador Rui Costa

Depois que o PCdoB resolveu boicotar a festa de confraternização de São João do governador Rui Costa (PT) no Palácio de Ondina, ele decidiu suspender o anúncio da chapa majoritária como estava previsto para esta segunda-feira (19). No entanto, o chefe do Palácio de Ondina prometeu divulgar a chapa ainda esta semana. “Nós já temos a composição da chapa, mas alguns partidos – que não necessariamente estão pleiteando lugar na chapa – pediram para conversar comigo antes do anúncio. Em respeito a eles, hoje vou conversar com eles, alinhar o encaminhamento e ouvir o que eles têm a dizer”, alegou, em entrevista à imprensa, durante o lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2018/2019, que tem um conjunto de ações voltadas para o fortalecimento dos produtores ainda que adotou “critérios da política” para definir a composição governista. Aliados do petista baiano garantem que a chapa será formada por Rui e o vice-governador João Leão (PP), como candidatos à reeleição, além do ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), e do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Angelo Coronel (PSD), como postulantes ao Senado.

*Com Informações do Política Livre.

Governador Rui Costa deverá definir chapa majoritária ainda hoje

Coronel ao lado Rui Costa, durante evento em Itabuna nesta segunda-feira (18).

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, Angelo Coronel, participou hoje (18.06), ao lado do governador Rui Costa, em Itabuna, da assinatura da ordem de serviço para construção da policlínica regional, que deverá atender a 31 municípios do Sul do estado. Sobre a possibilidade de concorrer a uma das duas vagas ao Senado, Coronel diz que o anúncio está na iminência de ocorrer. “O governador Rui Costa, que é o grande comandante do processo, está conversando com todos os líderes da coalizão governista. O PSD, o meu partido, indicou o meu nome para concorrer ao Senado, respaldado por quase 90 prefeitos, nove deputados estaduais, cinco deputados federais e um senador. O suspense está chegando ao fim: a definição deve ocorrer hoje e o anúncio oficial da chapa completa será feito logo”, confirmou Angelo Coronel.

O presidente da ALBA garante que está preparado e pronto – caso a indicação de sua pré-candidatura ao Senado seja confirmada – para um novo desafio em sua carreira política. “Carrego a experiência de já ter exercido mandatos tanto no Executivo quanto no Legislativo. A principal bandeira de nossa atuação no Senado – se o povo baiano me conceder a honra de representá-lo – será a rediscussão do pacto federativo. Na repartição atual, os municípios ficam com toda a responsabilidade de atender ao cidadão, mas não têm os recursos. Ou seja: ficam com o ônus, mas sem o bônus. Outras duas questões fundamentais que irei debater, e me aplicar para encontrar soluções, serão os gargalos na saúde e na segurança”, diz Coronel.

Na pesquisa espontânea, Bolsonaro ultrapassa Lula pela primeira vez

Jair Bolsonaro (PSL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil – Daniel Pinheiro/Agência Brasil).

O nome do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) ultrapassou pela primeira vez o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na pesquisa espontânea do instituto Datafolha, divulgada neste domingo.

Neste tipo de levantamento, em que os entrevistados indicam suas intenções de voto sem ver nenhuma lista de candidatos, Bolsonaro tem 12% enquanto Lula soma 10%.

Na pesquisa anterior, feita entre 11 e 13 de abril, logo após a prisão de Lula, o petista alcançava 13% das respostas espontâneas — Bolsonaro tinha 11%. Essa diferença já foi de nove pontos percentuais em setembro de 2017, quando o petista tinha 18% e o deputado, 9%.

A maioria, entretanto, é de indecisos (46%); em branco, nulo ou nenhum somam 23% das respostas. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Condenado em segunda instância na Operação Lava Jato, Lula está tecnicamente impedido de disputar a eleição, segundo o atual entendimento da Lei da Ficha Limpa.

Pesquisa estimulada

Nos cenários estimulados, a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) disputariam uma vaga para enfrentar Bolsonaro no segundo turno.

Tanto Marina Silva quanto Ciro Gomes ganhariam de Bolsonaro em um eventual segundo turno. Entre os dois nomes da esquerda, no entanto, apenas Marina tem vantagem superior à margem de erro, de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Por não concordar com os resultados, Bolsonaro fez um vídeo criticando a pesquisa.

*Informações da Revista Veja.

julho 2018
D S T Q Q S S
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia