WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘DEM’

Pedro Tavares solicita reforma da Delegacia Territorial de Camacan

Deputado Pedro Tavares (DEM)

O deputado estadual Pedro Tavares (DEM) solicitou ao Governo do Estado, junto à Secretaria de Segurança Pública, a reforma da Delegacia Territorial da cidade de Camacan. No documento enviado através da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia, o parlamentar destaca o risco de desmoronamento pela precariedade do prédio onde atualmente funciona a delegacia do município.

“É uma situação de total abandono. A estrutura física do imóvel está precária, correndo até mesmo risco de desabamento, conforme ampla divulgação da imprensa. A parede da frente da delegacia está cedendo por conta das rachaduras. Essa situação é inadmissível. A unidade, que tem a finalidade de prestar um atendimento ágil e de qualidade, está à beira do sucateamento”, afirmou o deputado.

Pela depreciação estrutural das instalações, a delegacia não está recebendo presos e, os que chegam, são transferidos para as unidades de Pau Brasil e Itabuna. Além disso, policiais civis do município paralisaram atividades por tempo indeterminado em função do risco de desabamento.

De acordo com Tavares, tal cenário demonstra a falta de compromisso do Estado com a segurança pública. “Segurança pública é dever do Estado e não dos municípios, que atravessam sérias dificuldades financeiras e necessitam de uma atenção diferenciada. Espero que as autoridades responsáveis tenham sensibilidade e acatem esta demanda, pois o pedido visa garantir a população do município de Camacan o direito a segurança pública de qualidade e que proporcione atendimento digno e efetivo aos seus habitantes”, pontuou o parlamentar.

PT, DEM, PTdoB e PCO têm de devolver R$ 2,5 milhões, decide TSE

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu hoje (26) que quatro partidos – PT, DEM, PCO e PTdoB – terão de devolver mais de R$ 2,5 milhões aos cofres públicos por irregularidades encontradas na prestação de contas referente ao ano de 2012.

Apesar de ter recebido a punição de maior valor, R$ 1,5 milhão, o PT foi o único dos quatro partidos que teve as contas de 2012 aprovadas, embora com ressalvas. Além da cota já prevista para 2019, o PT foi condenado a aplicar, R$ 2,3 milhões, acrescidos de uma multa de 2,5%, em ações de promoção à participação de mulheres na política.

Entre as principais irregularidades apontadas nas contas do PT, está o repasse, pelo diretório nacional, de mais de R$ 1,3 milhão a diretórios regionais que, em 2012, estavam com as contas em situação irregular com a Justiça Eleitoral. Também não foram comprovadas despesas menores, como com serviços de bufê, por exemplo. :: LEIA MAIS »

ACM Neto será o novo presidente nacional do DEM

Na próxima quarta-feira (7), ACM Neto estará em Brasília. Dessa vez, a viagem terá um motivo especial: o prefeito de Salvador, herdeiro de uma das famílias mais poderosas da Bahia, será nomeado presidente nacional do Democratas (DEM). Em conversa com o Correio da Bahia, Neto comentou: “É um grande desafio assumir o comando do partido em um momento como esse. O Democratas está sendo refundado para liderar a construção de um novo projeto para o Brasil. Seremos protagonistas desse novo momento da política brasileira”.

Vazamento de áudio e agressão a candidato a vereador esquenta a política de Itacaré

Nego de Saronga (DEM) foi gravado em conversa constrangedora.

Nego de Saronga (DEM) foi gravado em conversa constrangedora.

Nos últimos dias, a política de Itacaré vem sendo movimentada por fatos pitorescos, extremamente negativos. Um áudio que, circula nos meios de comunicação do município, o vereador e candidato a prefeito, Nego de Saronga (DEM), explica que recebia dinheiro do ex-prefeito Antônio de Anízio em chamadas “sessões ordinárias”.

“Eu como oposição às vezes até votei contra alguns projetos. Mas na hora da sessão extraordinária o dinheiro ‘tava’ no bolso… é mentira Pedro? Meu dinheiro tava no bolso… na sessão extraordinária… o prefeito convocava e o meu vinha. O meu vinha…”, diz Nego de Saronga(DEM) no áudio.

OUÇA A GRAVAÇÃO :

Candidato a vereador agredido

Vladimir ( Camisa preta) foi agredido nesta sexta-feira.

Vladimir ( Camisa preta) foi agredido nesta sexta-feira.

Já nesta sexta-feira (09), o candidato a vereador Vladimir Reis (PMDB), foi agredido com um soco no rosto por uma pessoa identificado como Marcos, mais conhecido por “Figura”, prestador de serviço da Coligação “Não vamos desistir de Itacaré”, do Candidato Nego de Saronga (DEM).

A vítima é irmão do candidato a prefeito do PMDB, Danilo Reis.

Segundo pessoas ligadas a Vladimir, há alguns dias ele fotografou o carro de som do agressor que, se sentiu ‘ofendido’, fez ameaças e resolveu hoje, partir para agressão física.

Vladimir realizou o boletim de ocorrência na delegacia local e logo depois fez o exame de corpo delito. (Com informações do Itacaré Urgente).

Aleluia representa contra Boulos na Procuradoria da República

Deputado José Carlos Aleluia (DEM).

Deputado José Carlos Aleluia (DEM).

O deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA) entrou com representação na Procuradoria da República no Distrito Federal contra o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente do Povo Sem Medo, Guilherme Boulos. Na ação, o parlamentar baiano pede apuração de prática de infrações penais.

Em entrevistas à imprensa, o senhor Boulos vem incitando o crime. Com os movimentos que se diz liderar, ele ameaça tirar a paz do país, incendiando-o com greves, ocupações e mobilizações, se houver o impeachment da presidente Dilma e for decretada a prisão de Lula”, diz Aleluia.

Para o deputado democrata, a conduta do coordenador do MTST se constitui em grave atentado à paz pública ao incitar, estimular e instigar publicamente a prática de ato criminoso. “O senhor Boulos já anuncia atos desta natureza criminosa em várias cidades do país. Ele não pode ficar impune. O delito de incitação ao crime, de acordo com o Código Penal, prevê pena de três a seis meses de detenção ou multa”.

Na representação, Aleluia requer que o Ministério Público Federal instaure inquérito para apuração da conduta criminosa prevista nos artigos 286 e 288-A do Código Penal. “O Brasil não pode virar o paraíso dos foras da lei, como pretende esse senhor Boulos, que, desrespeitando as leis de nosso país, quer estabelecer sua vontade no grito, de maneira violenta, ilegal e autoritária. Ele precisa entender que vivemos sob o estado democrático de direito. O Brasil não é a Venezuela”, assinala o deputado.

PMDB de Ilhéus reitera candidatura própria e compromisso com as oposições

Deputado Pedro Tavares, Chico Xavier, ACM Neto, Luiz Uaquim, Dr. Rodriguez e Cláudio Cardoso.

Deputado Pedro Tavares, Chico Xavier, ACM Neto, Luiz Uaquim, Dr. Rodriguez e Cláudio Cardoso.

Em recente encontro com o prefeito ACM Neto (DEM), a executiva do PMDB de Ilhéus reiterou a pré-candidatura de Luiz Uaquim. No encontro, articulado pelo deputado estadual Pedro Tavares (PMDB), a legenda frisou a necessidade da união de todas as siglas da oposição.  Além do parlamentar e de Uaquim, estiveram presentes o presidente do PMDB da cidade, Chico Xavier, Dr. Rodrigues e o membro da executiva do DEM, Cláudio Cardozo.

De acordo com as lideranças, o nome do arco de alianças que conseguir apresentar as melhores condições, terá o apoio irrestrito de todos. A mesma reunião também já foi realizada com o presidente da sigla na Bahia, Geddel Vieira Lima.

Pedro Tavares destacou a necessidade de Ilhéus ter um palanque único de oposição, afim de apresentar um projeto diferenciado na cidade. “Quando se tem propostas e vontade, além de uma equipe técnica qualificada, é possível fazer uma grande gestão. Ilhéus, mais do que nunca, precisa da união de todos”, declarou o peemedebista. A legenda tem lutado para priorizar as candidaturas próprias, sobretudo nos grandes municípios, e trabalhado para o fortalecimento das oposições no estado.

Ilhéus: DEM desiste de pré-candidatura e lança apoio a Luiz Uaquim

Marcos Couto (DEM), Dr. Rodrigues, Luiz Uaquim, Cláudio Cardoso (DEM) e Chico Xavier.

Marcos Couto (DEM), Dr. Rodrigues, Luiz Uaquim, Cláudio Cardoso (DEM) e Chico Xavier.

Durante a reunião dos partidos de oposição em Ilhéus, na noite dessa segunda-feira (29), o DEM anunciou a desistência da pré-candidatura a prefeito de João Gomes, e declarou apoio ao candidato a prefeito do PMDB, o Arquiteto Luiz Henrique Uaquim.

A declaração de apoio foi feita pelo membro da executiva do DEM, Marcelo Mendonça, a pedido do presidente municipal do partido, João Gomes.

Ainda estiveram na reunião outros membros do DEM, a exemplo de Cláudio Cardoso e o engenheiro Marcos Couto, pré-candidato a vereador pelo DEM.

Com o apoio do DEM, o PMDB sai na frente dentro na oposição, já que o acordo entre os 13 partidos, é de quem receber maior número de apoio dentro do grupo, emplaca a cabeça de chapa.

ACM Neto recebe Augusto Castro e fala sobre modelo de gestão para Itabuna

ACM Neto e Augusto Castro.

ACM Neto e Augusto Castro.

O Prefeito de Salvador, ACM Neto, recebeu na tarde desta terça-feira (05) o líder do PSDB, deputado Augusto Castro. Na pauta, cenário politico e sucessão municipal em Itabuna.

Neto vive um momento politico glorioso, com a melhor avaliação entre os prefeitos das capitais brasileiras. Na conversa com Augusto, o prefeito da capital falou que irá conversar com os pré candidatos a fim de definir a melhor estratégia para a união das oposições. Outro assunto abordado foi o modelo de gestão que a capital adotou e que poderia ser replicado em Itabuna.

“O prefeito ACM Neto considera importante a união de todos, pois Itabuna faz parte do projeto prioritário das oposições na Bahia”, declarou o deputado após o encontro.

PMDB e DEM discutem cenário político de Ilhéus para 2016

Presidente do DEM/ Ilhéus, João Gomes e o deputado estadual Pedro Tavares (PMDB).

Presidente do DEM/ Ilhéus, João Gomes e o deputado estadual Pedro Tavares (PMDB).

O líder do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado Pedro Tavares recebeu na última quarta-feira (21) o presidente do DEM da cidade de Ilhéus, João Gomes. Os dois partidos são parceiros em Salvador, na administração do prefeito ACM Neto (DEM), e estão discutindo a ampliação da aliança em diversas cidades da Bahia.

No encontro, Tavares e João Gomes trataram sobre o cenário político de Ilhéus para 2016 e agendaram uma reunião com outros partidos políticos. De acordo com o parlamentar, as oposições devem sair unidas na cidade.

DEM perderá políticos com saída do prefeito ACM Neto

Prefeito de Salvador, ACM Neto ( DEM).

Prefeito de Salvador, ACM Neto ( DEM).

A especulada saída do prefeito ACM Neto do Democratas pode acarretar em uma debandada de políticos que estão na legenda por causa do líder carlista. Dois planos do democrata para sair do partido já naufragaram, que se tratavam das fusões entre DEM e PTB, e do PPS com o PSB.Agora, PMDB e PSDB aparecem como destinos possíveis para o prefeito, que busca um partido com força maior para disputar as eleições de 2016 e 2018. A mudança de Neto para outra legenda deve abrir caminhos para outros políticos do DEM, principalmente aqueles que têm no prefeito o líder do partido e da oposição.O líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Sandro Régis, é um dos que não escondem a disposição a seguir os passos de ACM Neto.Procurado pela Tribuna, o líder oposicionista foi enfático ao afirmar que aguarda a orientação do gestor. “A minha posição é de ir para onde o prefeito for”, sintetizou o parlamentar democrata. Nos bastidores, é dada como certa a ida do deputado Pablo Barrozo do DEM e para o Solidariedade. Leia mais na Tribuna da Bahia.

Faltam nomes e articulação política de oposição em Ilhéus

Por Jamesson Araújo

cadeA situação política de Ilhéus é de extrema carência de nomes, principalmente da direita, para concorrer ao palácio Paranaguá.

Conversando com um deputado estadual da oposição, chegamos a uma seguinte conclusão: que apesar dos governos federais e estaduais, Dilma e Rui, juntamente o aliado PP na conjuntura municipal com o prefeito Jabes Ribeiro, terem um desgaste enorme em Ilhéus, apenas um partido da direita tem pretensão de lançar um nome de oposição.

Apesar de ser uma das cidades onde a oposição teve uma das melhores votações nas eleições de 2014 na Bahia, com 40,23% no segundo turno, a oposição estadual que sonha em aumentar os números de cidades na sua lista de governança, esqueceu Ilhéus literalmente.

Mais de 42% dos ilheenses rechaçam o PT e seus aliados. Só quem não viu isso foi a oposição da Bahia.

Em Ilhéus os quatro primeiros nomes que lideram as pesquisas, são ligados à base governista federal e estadual, de partido da esquerda e centro. Os principais partidos da direita, PSDB e DEM estão ativos, mas esvaziados e sem organização no município, totalmente fracos, inviáveis até mesmo para colocar representantes no legislativo ilheense.

Já em Itabuna, os três primeiros nomes nas pesquisas são de partidos da oposição, Augusto Castro (PSDB), Capitão Azevedo e Fernando Gomes, ambos no DEM.

Apenas o PMDB que faz oposição estadual ao PT, já disse que vai lançar um candidato de oposição em Ilhéus. O Vice-prefeito de Ilhéus, Cacá Colchões, que é do PMDB sonha em ser o candidato de Jabes, mas o PMDB, não aceita mais comungar com a péssima administração de Jabes e quer seu candidato pela oposição.

PTB e DEM retomam conversas sobre fusão

acm-neto-cotas-raciais

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA). Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, as bancadas do DEM e do PTB se sentam para retomar as conversas sobre uma possível fusão.

Na bancada do PTB, o clima é mais favorável à movimentação, que resultaria no quarto maior partido do Congresso Nacional. Fala-se em manter a sigla do Partido do Trabalhista Brasileiro e o número eleitoral 14.

O DEM ainda tem certa resistência – motivo que levou, inclusive, à ida do prefeito de Salvador e um dos principais expoentes da sigla, Antônio Carlos Magalhães Neto, para Brasília. ( Poder Online)

ACM Neto pode deixar o DEM e migrar para o PDT

vitrine_neto_decretoDe acordo com o colunista Felipe Patury da revista Época, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), “estaria com um pé no PDT”. A nota do jornalista alimenta a história da possível saída do democrata ou a fusão das duas agremiações. “O mais importante quadro do DEM no país pode deixar o partido em breve. O prefeito de Salvador, ACM Neto, negocia há um ano sua filiação ao PDT”, escreveu.

Segundo Patury, três fatos fizeram as conversas avançarem nos últimos dias. Em dezembro, Neto criou a Secretaria de Trabalho e nomeou uma pedetista para chefiar a pasta, Andrea Mendonça, irmã do deputado federal e presidente estadual da agremiação, Félix Mendonça Jr. Depois, orientou os deputados do DEM a votarem no candidato do PDT ao comando da Assembleia baiana.

À coluna, o presidente do PDT, Carlos Lupi, diz: “São sinais de que o prefeito nos quer ao lado dele”. O rastro da possibilidade é visto com as novas investidas do democrata em tê-los ao seu lado. “Na semana passada, o PDT rompeu com o governador da Bahia, o petista Rui Costa, principal adversário de ACM Neto. O motivo: Costa disse aos pedetistas que eles deveriam escolher entre participar do governo do PT no Estado ou da gestão do DEM na capital. Fez-se a escolha”, encerra a nota.

DEM discutirá fusão em novembro

José Agripino Maia, presidente do Democratas.

José Agripino Maia, presidente do Democratas.

Até o meio de novembro, a cúpula do DEM vai se reunir para analisar que rumo tomar após o resultado negativo nas eleições: além da vitória de Dilma Rousseff, o que mantém o partido fora do Executivo federal, a sigla sofreu com a redução de sua bancada na Câmara (de 28 para 22 deputados) e com a derrota de seus candidatos a governador. Grupos do partido defendem uma fusão com um ou mais partidos. Mas há opções bem diferentes: se a opção for se unir ao PSDB, o DEM deve ser “engolido” e os atuais caciques democratas perderiam poder. Caso a escolha seja por somar-se a partidos nanicos, a legenda deve preservar sua identidade. “Vamos discutir todas as propostas, sem nenhum açodamento”, diz o presidente do partido, José Agripino Maia. (Veja)

Paulo Souto vai construir estrada entre Canavieiras e Belmonte

unnamed60

O candidato a governador, Paulo Souto, da coligação “Unidos pela Bahia”, vai construir a estrada ligando Canavieiras e Belmonte. “Vamos aproximar essas duas cidades e estimular a economia e o turismo na região com a construção dessa rodovia”, afirmou na noite de ontem (28), em Canavieiras, onde fez comício, acompanhado dos companheiros de chapa, Joaci Góes (vice) e Geddel Vieira Lima (senador), após visitar o município de Una.

 Paulo Souto, disse que a construção da estrada vai permitir o deslocamento da divisa da Bahia com Sergipe até o sul de Porto Seguro pela BA-001, uma estrada litorânea. “Eu quero ver novamente essa região fervilhando, cheia de turistas, trazendo alegria para a cidade e oportunidade de trabalho para o povo”, assinalou o democrata.

Em discurso, Paulo Souto criticou o resultado dos oito anos da gestão petista na Bahia. “O governo vai à televisão anunciar o volume de gastos, mas se investiram tanto, qual o resultado? Pioraram a segurança, a saúde e a educação. E as fábricas que nós abrimos no interior eles estão deixando fechar. É com isso que o povo baiano não se conforma e clama por mudança”.

 Na ocasião, a vice-prefeita de Canavieiras, Dra. Terezinha, condenou o tratamento dado pelo governo do PT ao funcionalismo público baiano. “Nós, médicos do estado, estamos sendo esmagados por esse governo, assim como todos os funcionários públicos. Os policiais sabem que estão amordaçados e os professores estão sofrendo com os salários miseráveis que recebem”, desabafou.

A lama da política da Bahia. E aí eleitor ?

Por Jamesson Araújo

ÍndiceO escândalo envolvendo o PT, sobre o desvio de R$ 50 milhões de dinheiro destinados para a construção de casas populares, caiu como uma bomba. Não pelo conteúdo, que já era antigo, e vinha sendo investigado pelo MP, mas sim pelas declarações da presidente da Ong Instituto Brasil, Dalva Sele Paiva.

Ela revelou que a entidade foi criada para ajudar a financiar o caixa eleitoral do PT na Bahia, um esquema que funcionou por quase uma década, com dinheiro desviado de “projetos sociais” das administrações petistas.

Para piorar a situação, o senador Walter Pinheiro deu uma declaração à revista Veja, reforçando a tese de que realmente houve o esquema, e que Dalva era de uma corrente contrária à sua, dentro do PT, e que ele acusou de “pregar uma peça para cima dele”.  No seio da campanha petista, as declarações de Pinheiro foram chamadas de “traição” e “inoportunas” num momento como o atual.

 Os petistas, em suas defesas, acusam a ONG de ter sido criada no governo Paulo Souto, e que tudo não passa de uma grande armação para colher frutos políticos. Segundo a rádio Metrópole, a delatora viajou para um tour na Europa, e só volta depois das eleições. Muitos alegam que Dalva passava por problemas financeiros, tentando justificar a delação. Mas a participação de todos tem que ser apurada, doa a quem doer.

Tudo é verdadeiro lamaçal !

 Em meio a esse tiroteio, está o eleitor, que assiste a tudo isso enojado. Principalmente devido a postura da mídia petista, em querer descaracterizar uma denúncia que já vem se arrastando desde 2010. Vale ressaltar que, no meio político, é de conhecimento de todos que muitas pessoas se beneficiaram desse esquema.

O PT experimentou do seu próprio veneno, usado através da campanha suja contra a candidata a presidente pelo PSB, Marina Silva. Agora terá que correr atrás para provar na justiça que todas as acusações, feitas em 2010, e reforçadas por Dalva, são meramente acusações políticas.

 E ai eleitor, vai votar para a Bahia continuar na lama?

 



maio 2018
D S T Q Q S S
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia