WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
faculdade de ilheus




:: ‘Cultura’

Feira da Praça de Itacaré será aberta nesta quinta

Foto divulgação.

Com a proposta de oferecer mais opções de lazer para os itacareenses e turistas, começa nesta quinta-feira, dia 15, a nova edição do Projeto Feira na Praça de Itacaré, que vem com a proposta de abrir a temporada de verão na cidade. A Feira vai acontecer nos dias 15, 16 e 17 de novembro, sempre a partir das 18 horas, na Praça São Miguel, com uma série de atrações e novidades.

O evento contará ainda com atrações musicais, apresentações folclóricas e teatrais, além de barracas com artesanatos, modas, bebidas e comidas de qualidade. A realização é da Associação de Mulheres Empreendedoras de Itacaré, com o apoio da Prefeitura de Itacaré, Recicla Itacaré, Núcleo Soluções Imobiliárias, Vila Nova Itacaré, Colégio Estadual Aurelino Leal, Movimento Empodere, Grupo Le Dum e revista Os Baianos. :: LEIA MAIS »

Albino Rubim diz em Ilhéus que Estado delegou financiamento da cultura à iniciativa privada

Albino Rubin, Seminário de Gestão, Conselho e Políticas Culturais. Foto – Rodrigo Macedo

Os desafios da cultura embasaram a palestra de abertura do II Seminário Gestão, Conselho e Políticas Culturais, proferida por Albino Rubim, professor titular da Universidade Federal da Bahia (Ufba), pesquisador de políticas culturais e ex-secretário de Cultura da Bahia. O Teatro Municipal reuniu de 28 a 30 de setembro, mais de 500 participantes, entre produtores, artistas e gestores culturais. O seminário de gestão foi promovido pela Secretaria da Cultura da Prefeitura de Ilhéus e organizado pela Comunidade Tia Marita.

Albino Rubim refletiu sobre a cultura e a diversidade em tempos de incertezas. Empreendeu uma viagem histórica pelos caminhos da cultura brasileira, destacando os períodos de ausência do Estado, a época do totalitarismo e a instabilidade verificada nas políticas culturais. Para ele, o mecanismo das leis brasileiras de incentivo à cultura deixou de ser uma parte do processo para se tornar política cultural. “O Estado delegou totalmente à iniciativa privada a decisão sobre o que deve ser financiado e passou a ser um mero repassador de recurso”, ponderou.

No primeiro dia do evento, foi realizada uma oficina de produção cultural e elaboração de projetos, gravação do DVD da cantora Eloah, acompanhada pela Banda Quente, na Praça Dom Eduardo, e o lançamento do DVD da 1ª Caminhada Contra a Intolerância Religiosa. A cerimônia de abertura foi enriquecida com apresentação do Coral de Crianças Encantos da Escola Daniel Rebouças, do bairro Banco da Vitória, que apresentou um concerto especialmente preparado para saudar os participantes, sob a regência e coordenação da maestrina Solange Skromov. :: LEIA MAIS »

2º Itacaré Dance acontece dia 13 de outubro na Praça São Miguel

Evento acontece no dia 13 de outubro

Dançarinos e grupos de dança de diversas cidades da região estarão participando do 2º Festival Itacaré Dance, que acontecerá no próximo dia 13 de outubro, a partir das 17 horas, na praça São Miguel. De acordo com os organizadores, o evento tem como principal objetivo fomentar a dança, possibilitar o intercâmbio entre os dançarinos de diversas cidades e mostrar o trabalho e o talentos dos artistas regionais.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas através do telefone 99146-5861 ou 99118-7948. A realização é de Leleto Divulgações e Evi Produção, organização de Erik Produções, com o apoio da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura. A proposta é superar ainda mais o sucesso da edição do ano passado, que contou com a participação de cerca de 15 grupos de dança de diversos municípios da região.

Cada grupo teve um tempo de 10 minutos para apresentar coreografias livres, mostrando o potencial da dança dos municípios regionais. E no espaço de apresentações foi um verdadeiro show, com ritmos que foram do pagode, hip hop, até mesmo as músicas eletrônicas. O festival contou com a presença de grupos de Itacaré, Uruçuca, Ubaitaba, Gongogi, Ilhéus, Itabuna, Itajuípe, Canavieiras e também do distrito de Serra Grande.

O secretário de Juventude, Esporte e Cultura, Diego Augusto, considera o festival como um momento importante não somente por trazer mais lazer, entretenimento e cultura para a cidade, mas também para divulgar ainda mais a dança, despertar talentos artísticos, além da oportunidade da integração, do intercâmbio com artistas de outros municípios e de buscar novos conhecimentos. O evento acontece em praça pública e a expectativa é de um grande público para prestigias os valores culturais da região.

Inscrição no Concurso Literário Crônicas de Gabriela termina no dia 25 de julho

O prazo para inscrições no Concurso Literário Crônicas de Gabriela foi prorrogado para o próximo dia 25 de julho. A iniciativa da secretaria municipal da Cultura tem como objetivo comemorar o transcurso dos 60 anos do lançamento do livro “Gabriela, cravo e canela”, do escritor Jorge Amado, cuja obra projetou a cidade de Ilhéus e a história de sua gente para o mundo.

Anteriormente, o prazo para a entrega dos trabalhos estava marcado para domingo, dia 15. A finalidade do concurso é incentivar a produção literária, por meio de crônicas, estimular a leitura da obra de Jorge Amado e fomentar a escrita, a leitura, o livro e a literatura. A inscrição é gratuita e deve ser enviada exclusivamente para o e-mail cultura@ilheus.ba.gov.br contendo arquivos em PDF. O tema central é “Gabriela, cravo e canela, 60 anos do romance”.

De acordo com o regulamento, a ficha de inscrição deve ser preenchida e assinada, anexadas cópias do RG, ou outro documento oficial com foto. O ato da inscrição no concurso implica na plena aceitação por parte dos inscritos das normas estabelecidas no edital, bem como a cessão, por tempo indeterminado, sem ônus dos direitos autorais dos trabalhos inscritos, para eventual publicação em quaisquer meios de comunicação, impresso ou eletrônico.

Podem participar maiores de 18 anos. Os inscritos devem atentar para a temática do concurso, em homenagem aos 60 anos de publicação do romance ‘Gabriela, cravo e canela’, que possibilita, entre outras coisas, a reflexão sobre o papel da mulher na sociedade. As crônicas devem ser obrigatoriamente inéditas e escritas em língua portuguesa. Ficam automaticamente desclassificadas as já publicadas de forma impressa ou virtual, no todo ou em qualquer parte, ou divulgadas por qualquer meio de comunicação. :: LEIA MAIS »

Festa Literária de Ilhéus registrou público de 10 mil pessoas durante os três dias de evento

Festa Literária registrou público de 10 mil pessoas durante os dias de evento – Rodrigo Macedo

A Festa Literária de Ilhéus, encerrada na última sexta-feira, 18, alcançou uma média de público de dez mil pessoas nos três dias de evento, entre estudantes, professores, pesquisadores, amantes do livro e da literatura. No primeiro dia, 15, houve uma pré-abertura na UESC, com contação de história e lançamento coletivo de livros publicados pela Editus – Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). No dia 16, a abertura oficial contou com a participação da atriz e escritora Elisa Lucinda, que lotou o Teatro Municipal. Nos dias 17 e 18, a programação realizou oito bate papos literários e culminou com o sarau “Violão e a palavra, com a participação da cantora Márcia Short, mediada pelo escritor Saulo Dourado.

A programação diversificada contou com palestras, bate papo, saraus, lançamentos e exposição de livros, atividades recreativas e também com a participação dos vencedores do concurso de poesia, realizado no inicio do ano, pela Secretaria de Cutura (Secult). A programação infantil contou com jogos educativos, leituras ao ar livre, com o educador Raí Santana e a equipe da Biblioteca de Extensão (Bibex) da Fundação Pedro Calmon (FPC), além de oficina de teatro, oficinas literárias, Cia de teatro Cabriola, Circo da Lua, contação de histórias com professor Leônidas Azevedo (Uesc).

Outro momento marcante foi o show com Carlos Silva, Violeiro e Contador de Causos, que através de sua arte, falou sobre o cordel e sua ação na literatura e na poesia. A Bibex coordenou a programação infantil com contação de histórias, oficinas literárias, jogos recreativos, exposição e o lançamento do programa memórias de literatura, produzido pela fundação Pedro Calmon.

Segundo o secretário municipal de cultura, Pawlo Cidade, duas edições já estão marcadas para acontecer, em 2019 e 2020. ”Firmamos um convênio entre a Editus, a Secretaria da Cultura e Academia de Letras de Ilhéus, além da Fundação Pedro Calmon, para realizar outra duas edições da Festa Literária. As expectativas foram superadas, prevíamos atingir um grande público de fato, mas não esperávamos que fosse tanto, graças à ideia de unificar os dois movimentos culturais, a VI Feira do Livro da Uesc e o III Festival Literário de Ilhéus. A festa ficou mais robusta e mais forte”, declarou.

Ilhéus: 1º Hip-Hop da Boca da Barra será dia 1º de maio na Cabana da Bica

O 1º Hip Hop da Boca da Barra vai contar ainda com a participação de artistas de outros municípios, numa troca de experiências, vivencias e garantindo o intercâmbio com músicos de outras cidades.

A Cabana da Bica e a Associação Ios Eletro Beat e um grupo de músicos ilheenses estarão realizando no próximo dia 1º de maio o 1º Hip-Hop da Boca da Barra, na Cabana da Bica, na Barra de Itaípe, um evento cultural com ações educativas e ambientais que tem como objetivo oferecer opções de lazer para os ilheenses e turistas. O evento também tem a finalidade de divulgar cada vez mais o hip hop e valorizar o potencial e o talento dos músicos regionais, além de buscar a conscientização para a preservação do meio ambiente.

Já estão confirmados para o evento grupos como o A Firma, Billifat, Cijay, DJ Sem Nome, Intuito Neutro, TG Hip Hop, além da banda Sensação do Arrocha, numa mistura de ritmos, culturas e emoções. O 1º Hip Hop da Boca da Barra vai contar ainda com a participação de artistas de outros municípios, numa troca de experiências, vivencias e garantindo o intercâmbio com músicos de outras cidades.

De acordo com a programação, o evento começara as 9 horas com um café da manhã, seguindo com a limpeza da Praia da Boca da Barra junto com os comerciante, moradores e banhistas, num grandioso gesto de educação ambiental e exemplo de sustentabilidade. Logo depois acontecerão as apresentações das bandas de hip hop, numa mistura de poesia, boa música reflexões, talento, arte e cultura.

Travessia Milagre/Batuba resgata tradição dos Tupinambá

No próximo dia 30, sexta-feira, às 6h30min da manhã, vai acontecer no litoral sul de Ilhéus, a segunda edição da Travessia das praias Milagre a Batuba, em Olivença. O evento resgata uma tradição dos índios Tupinambá que faziam a travessia como forma de competição para provar qual era o mais forte da tribo. No decorrer do tempo, a tradição foi se perdendo. Mas desde o ano passado começou a ser resgatada e, esta segunda versão, ganha o apoio da Prefeitura de Ilhéus.

O evento é coordenado por um descendente da etnia, que vive em uma das aldeias de Olivença. O salva-vidas da Prefeitura Aelson Santos Bomfim explica que para além do resgate cultural, a iniciativa serve como uma espécie de treinamento para o profissionais salva-vidas que atuam na região. Mas é, também, aberto à atletas amadores. “Pode participar qualquer pessoa maior que 18 anos que tenha experiência de competição em águas abertas”, explica.

A inscrição é gratuita e mais informações podem ser obtidas pelos WatsApp 99972-2429 ou 98159-6991. Os competidores utilizarão pranchões e, opcionalmente, podem, ainda, utilizar óculos, toca e roupa térmica. Não será permitido o uso do pé de pato. O percurso a ser feito pelos participantes é de aproximadamente um quilômetro de natação em mar aberto.

Nova geração de poetas de Ilhéus recebe premiação do concurso

Júlia Thalita Oliveira Correia, estudante da turma A, do 3º ano do ensino médio, da Escola Estadual Eduardo Catalão, é a vencedora do Concurso de Poesia Castro Alves, promovido pela Secretaria Municipal da Cultura, com o apoio da Academia de Letras de Ilhéus. Em segundo lugar ficou a estudante Alice Martins Valero, do 9º ano, do Colégio Vitória, seguida, em terceiro, por Larissa Beatriz Soares de Sá Mota, do 3º ano do ensino médio, do Colégio São Jorge dos Ilhéus. O concurso ainda premiou, com “Menção Honrosa”, Anastácia Carvalho Vitorino Duarte, estudante da turma A, do 1º ano, da Escola Sesi Adonias Filho. As premiações foram entregues ontem (14) à tarde, em solenidade que aconteceu na praça Castro Alves, ao lado do busto do poeta baiano, no centro de Ilhéus.

Os premiados receberam diploma, publicações da Editus (editora da Universidade Estadual de Santa Cruz) e, a primeira colocada, em especial, um tablet ofertado pela direção do Hospital de Olhos Cenoe, apoiador da iniciativa cultural. A Fundação Pedro Calmon – instituição que coordena o sistema de Arquivos e Bibliotecas Públicas do Estado da Bahia, além de ser responsável pela execução de políticas públicas de fomento ao livro e estímulo à leitura – também doou 20 livros a cada estudante premiado.

Homenagem ao maior de todos os poetas brasileiros – O ato, bastante concorrido, foi iniciado com uma homenagem de membros da Academia de Letras de Ilhéus, que depositaram, uma coroa de flores em frente ao busto de Castro Alves, que ontem completou 171 anos de nascimento. O escritor e secretário municipal Pawlo Cidade, explica que o dia 14 de março foi criado pela Unesco, como o Dia Mundial da Poesia, com o objetivo de estimular a produção e celebrar a poesia como forma de arte em todo o mundo. No entanto, no Brasil, a partir de 2015, através de uma nova lei, o Dia Nacional da Poesia passou a ser comemorado em 31 de Outubro, data do aniversário de Carlos Drummond de Andrade.  :: LEIA MAIS »

Ilhéus sedia segunda edição do II Festival de Cultura Popular

Ilhéus sedia de 22 a 24 deste mês, o II Festival de Cultura Popular em quatro espaços distintos: Teatro Municipal, Praça do Teatro, Academia de Letras e no Ponto de Cultura Literatura de Cordel (Casar), situado no bairro do Pontal. Os shows vão contar com a participação de diversos artistas do nordeste, a exemplo de Carlos Silva, Geruza Guedes, Teo Guedes e Domingos Santeiro. O evento será encerrado por Bule-Bule, que é sambador, repentista, cordelista e considerado um dos mestres da cultura popular nordestina do Brasil.

Durante os três dias a programação será aberta gratuitamente ao público que poderá conhecer ainda mais a cultura viva do município. Já para assistir ao show ‘‘A casa é sua’’, de Bule-Bule e convidados, no dia 24, às 20 horas, no Teatro Municipal, o ingresso pode ser adquirido antecipadamente no Ponto de Cultura Casar e na bilheteria do teatro, a R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

  :: LEIA MAIS »

Carnaval de Itacaré traz grandes atrações e resgata a cultura local

Considerado como um dos destinos turísticos mais visitados do Brasil, Itacaré vai realizar no período de 10 a 13 de fevereiro um dos maiores carnavais de todos os anos, com grandes atrações nacionais, bandas locais que já estão conquistando o cenário regional e ainda resgatando a tradição dos antigos carnavais. Tudo isso sem contar com os tradicionais trios elétricos que puxarão os blocos e os foliões pipocas, sempre a partir das 11 horas da manhã, para que todos possam curtir a alegria da maior festa popular do Brasil.

Na lista de grandes atrações, o carnaval de Itacaré terá bandas como Revelação, Edson Gomes, Guig Ghetto, Bandana, Thaine e Tainá, Lordão e diversas grupos regionais. A realização é da Prefeitura de Itacaré, com o apoio do Governo do Estado da Bahia. E para garantir a segurança da festa, já que o carnaval de Itacaré é sinônimo de paz e tranquilidade, um grande esquema já está sendo elaborado pelas polícias Civil e Militar, além de seguranças contratados que atuarão dentro e fora do circuito. Também já está sendo implantado um sistema de monitoramento com câmeras espalhadas em diversos pontos da cidade. :: LEIA MAIS »

“Rodas de Conversa” debate projetos culturais de Ilhéus

 

Com o objetivo de ouvir questionamentos da população e de diversos segmentos envolvidos com as atividades culturais de Ilhéus, a secretaria municipal da Cultura (Secult) programou para este mês o projeto Rodas de Conversa. A proposta é colocar em pauta a discussão diária sobre ações culturais que serão apresentados pela atual gestão. Na agenda, estão programados para o dia 19, a partir das 16 horas, no auditório Sosígenes Costa, situado na Rua Jorge Amado, 21, debate sobre o Projeto Maio, Mês da Dança, e às 18 horas, sobre o Festival de Quadrilhas Juninas.

Para o dia 20, às 18 horas, os trabalhos do Rodas de Conversa serão retomados para discutir a formatação do Projeto Seis e Meia; e no dia 21, às 18 horas sobre a realização da Semana Jorge Amado. Já nos dia 22, respectivamente às 16 e 18 horas, os debates serão torno sobre o Festival de Teatro Estudantil e o Programa Devir Negro.

E no dia 23, a partir das 18 horas, o projeto Rodas de Conversa volta a se reunir para tratar sobre o calendário de capoeira; e dia 26, também, às 18 horas, outra rodada de debate sobre as festas populares de Ilhéus serão sempre com a participação pública.

De acordo com o secretário de Cultura, Pawlo Cidade, as indagações serão sobre o que são projetos estruturantes?, como eles podem se tornar programas?, ao retomar edições anteriores corremos o risco de reproduzir os erros do passado?, como podemos melhorar as atividades culturais transformando-as em ações duradouras?, o que aprendemos com projetos temáticos?  E qual o conceito que se tem de um projeto?

Festa de Iemanjá reúne, em Ilhéus, populares simpatizantes e adeptos do candomblé

Foto Rodrigo Macedo.

O ritual em homenagem a Iemanjá, em Ilhéus, reuniu populares, muitos simpatizantes e adeptos do candomblé, neste dia 2 de fevereiro. As comemorações aconteceram em dois pontos da cidade: nas praias do Malhado e Nova Brasília e foram prestigiadas pelo prefeito Mário Alexandre. “Esta comemoração, além de integrar o calendário turístico de Ilhéus, merece o nosso respeito e o nosso apoio pelo que representa na história e na cultura da Bahia”, destacou o prefeito.

No bairro Nova Brasília, Mãe Laura há 40 anos comanda a festa. No Malhado, a centenária Mãe Carmosina, lidera a festa todos os anos. ”Esta é uma tradição que não pode morrer”, destacou Mãe Laura, ao som dos atabaques, dos movimentos das rodas de capoeira e diante de uma fila gigantesca de pessoas que doavam oferendas à Rainha do Mar e, em troca, buscavam um banho de alfazema e a proteção do orixá mais popular festejado com festas públicas no Brasil.

Foto de Rodrigo Macedo.

A carioca Isabela Moraes reside há seis meses em Ilhéus. Pela primeira vez, neste dia 2 de fevereiro, pôde presenciar o ritual de homenagem a Iemanjá. “Fascinante esse encontro de alegria e de fé”, resumiu. “São cenas que, de fasto, só conseguimos ver e sentir vivendo na Bahia”, completou.

Iemanjá é o orixá do povo Egba, divindade da fertilidade originalmente associada aos rios e desembocaduras. É a protetora dos pescadores, categoria popular que participa dos festejos. No bairro do Malhado, a alvorada aconteceu as 5 horas da manhã. Às 14 horas aconteceu a saída da procissão do Terreiro Sutão das Matas com a imagem de Iemanjá, em direção à litorânea norte. Em seguida, a entrega de oferendas com procissão marítima realizada por pescadores da Colônia Z-34.

Já no bairro Nova Brasília os festejos aconteceram a partir das 9 da manhã, com saudação e cânticos em louvação aos orixás. O local também registrou a apresentação de samba de roda com o grupo Samba de Treita e, a tarde houve a saída do cortejo com os balaios para o alto mar.

faculdade madre thais

novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia