WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




:: ‘Criança’

MP instaura inquérito para apurar ação de segurança contra criança em shopping

Imagem mostra a luta do cliente Kaique Sofredine para pagar um almoço a uma criança carente.

O Ministério Público estadual instaurou hoje, dia 12, um inquérito civil para apurar a responsabilidade do Shopping da Bahia em possível prática de racismo institucional ocorrida ontem, dia 11, em fato que envolveu um segurança do estabelecimento e uma criança negra na praça de alimentação do centro comercial. O acontecimento também será apurado pelo MP na área de proteção da criança e do adolescente, que já recebeu representações enviadas ao órgão pelo Juizado de Menores e por estudantes de Direito. Segundo mostra o vídeo divulgado nas redes sociais, o segurança tentou impedir, repetidas vezes, que a criança almoçasse na praça de alimentação um prato de comida ofertado por um rapaz, sob a suposta alegação de que o menino era um pedinte. ( Clique aqui leia a matéria )

A coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação (Gedhdis), promotora de Justiça Lívia Vaz, informou que o Shopping da Bahia será oficiado para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido em um prazo de dez dias. “Depois de instruído (por meio da coleta de informações e depoimentos), o procedimento poderá resultar em uma recomendação, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ou até uma ação civil pública contra o Shopping, inclusive por eventuais danos morais individuais ou coletivos decorrentes da atuação do segurança”, afirmou a promotora. Lívia Vaz explicou que a investigação na esfera civil não afasta a responsabilização criminal.

Bahia: Segurança de Shopping tenta impedir que cliente pague alimentação para criança carente

Imagem mostra a luta do cliente Kaique Sofredine ( esquerda ) contra a prepotência do  segurança para pagar um almoço a uma criança carente.

Uma cena no mínimo, grotesca e absurda , foi documentada por populares Shopping da Bahia, antigo Iguatemi, localizado na capital baiana nesta segunda-feira (11).

Ao tentar pagar um almoço para uma criança, um cliente identificado como Kaique Sofridine foi veementemente repreendido por um segurança do local, que afirmava que ali a criança não poderia comer.

Quando questionado pelo homem, o segurança não deu nenhuma resposta pertinente sobre a proibição do garoto comer na praça de alimentação do shopping.

O segurança chega a mandar que a atendente do restaurante não fizesse o prato, e é questionado pelo cliente e pessoas em volta sobre o seu comportamento desumano. Sem nenhuma justificativa plausível, tentou tirar a criança à força e foi impedido pelo cliente.

Durante a ação, outros seguranças foram chamados para tentar retirar o menino do local e proibir o homem de pagar, por livre e espontânea vontade, o almoço do garoto.

Um ato escancarado de preconceito contra uma criança que queria apenas matar sua fome.

O vídeo foi publicado na rede social do cliente e viralizou, gerando revolta e questionamentos sobre a conduta do segurança.

Confira o vídeo abaixo :

Estou muito revoltado com isso que aconteceu hoje, fui pagar um almoço pra uma criança e o segurança disse que ele não iria comer , foi uma longa discussão até Chamar o supervisor dele e por fim o supervisor deixar o menino comer no shopping

Publicado por Kaique Sofredine em Segunda, 11 de junho de 2018

Itacaré: mulher abandona filho na BR 101 fugindo de pai e irmão estupradores

Criança foi encontrada sozinha em ponto de ônibus, na Serra, e levada pela polícia ao Conselho Tutelar (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma mãe, que saiu de Itacaré, onde morava com a família, parou na BR-101, na Serra (ES), e deixou a criança. Ela pediu a um homem que estava no local para que cuidasse do menino. Em seguida, foi encontrada em surto pela Polícia Rodoviária Federal, quilômetros depois. O menino foi encaminhado para um abrigo e a mãe, para um hospital psiquiátrico. A situação ocorreu no dia 18 de maio.

“Estava totalmente desorientada, aparentemente falando em alemão, tentando derrubar cones. A equipe conseguiu acalmá-la e a conduziu até a ambulância. Ela precisou ser contida e até presa na maca. Pelo estado dela, teve que ser conduzida para o hospital”, explicou o superintendente da PRF, Wylis Lyra. Ainda de acordo com a PRF, a mulher é argentina e tem 29 anos.

A mãe prestou depoimento durante a CPI dos Maus-tratos. Na ocasião, ele revelou que desconfia que o pai e o irmão abusavam do filho e, por isso, saiu da Bahia e abandonou a criança no Espírito Santo na tentativa de protegê-la. :: LEIA MAIS »

Ilhéus: Criança será transferida para UTI ainda nesta manhã

Hospital Regional Foto: Jamesson Araújo

Após divulgação pelo Blog Agravo da situação da menina Maria Júlia Galvão Nascimento, de dez meses de idade, fomos informados por prepostos da Prefeitura de Ilhéus, que a mesma será encaminhada ainda nesta manhã para UTI pediátrica em Salvador ou Feira de Santana onde fará tratamento.

Ilhéus: Criança em grave estado de saúde aguarda por transferência para UTI pediátrica

A criança está no Hospital Regional e aguarda transferência.

A criança Maria Júlia Galvão Nascimento, de dez meses de idade, encontra-se no Hospital Regional de Ilhéus, num quadro de pneumonia aguda e infecção no sangue e precisa de uma transferência urgente para uma UTI pediátrica.

De acordo com a mãe da menina, ao chegar ao Hospital Regional e esperar para ser atendida, a criança apresentava febre, tosse com secreção, foi medicada mas não apresentou melhora.

Após levar a criança para atendimento particular no Hospital de Ilhéus, a mesma foi diagnosticada com Pneumonia e uma infecção no pulmão, sendo transferida de imediato novamente para o Hospital Regional, onde está internada em estado grave. A família está aguardando que a Central de Regulação consiga uma vaga em alguma UTI pediátrica como Itabuna, Salvador ou Feira de Santana.

Em contato com a Prefeitura de Ilhéus, fomos informados de que a secretária de Saúde, Elizângela Oliveira está a par dos acontecimentos e tem lutado, junto a Salvador, para conseguir o atendimento da criança. A Prefeitura também informou que nessa sexta-feira (02) assinará o convênio com o Hospital de Ilhéus para atendimento de crianças pelo SUS.

Matéria atualizada às 10:30.

Ilhéus: Criança será transferida para UTI ainda nesta manhã

Família luta para conseguir declaração de óbito de criança; Sindpoc critica prefeitura de Ilhéus

O Sindpoc (Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia) entrou em contato com o Blog Agravo para denunciar o descaso que vem sofrendo a população ilheense. Na madrugada de hoje (28) foi a óbito uma criança na zona norte da cidade.

Segundo o Sindpoc, a morte ocorreu em uma residência, a causa da morte foi natural não cabendo a perícia pelo DPT (Departamento de Polícia Técnica). A família tenta conseguir a declaração de óbito, porém o município não conta com o SVO (Serviço de Verificação de Óbito), mesmo o Executivo tendo se comprometido em dezembro do ano passado em realizar um convênio com o DPT. Clique aqui para ler 

Conforme informações apuradas pelo Blog Agravo, o DPT se colocou a disposição para realizar o convênio com a Prefeitura Municipal de Ilhéus, porém até o momento não foram procurados por nenhum representante do município, muito menos pela Secretaria Municipal de Saúde.

Deputado propõe criação e acesso a cadastro de pedófilos na Bahia

Deputado Estadual Augusto Castro ( PSDB).

O Projeto de Lei apresentado pelo Deputado Augusto Castro, pretende oferecer acesso a informações sobre condenados por crimes de agressão sexual à crianças e adolescentes no Estado da Bahia. Segundo a proposta, todos aqueles que cumprirem pena por Crimes de Pedofilia terão seus dados disponibilizados no site da Secretaria de Segurança Pública do Estado, até que seu período de reabilitação social esteja cumprido.

O deputado entende que a criação e o acesso a um cadastro nos moldes apresentados, poderá contribuir como medida de proteção e segurança para os cidadãos. “Tornar públicas informações destes criminosos possibilitaria rapidez em ações investigativas e serviria de amparo para autoridades tomarem decisões assertivas em processos de igual natureza.” Ainda, segundo Augusto Castro, elas poderiam evitar tragédias semelhantes, favorecendo pais e responsáveis na orientação de seus filhos.

O Ministério da Justiça opera um sistema integrado de informações de Segurança Pública, Justiça e Fiscalização em todo o território nacional, conhecido como Infoseg. De acordo com o Projeto apresentado, este banco de dados poderia ser facilmente adaptado ao Sistema do Governo Federal, se tornando ainda mais útil e acessível com as informações trazidas, a exemplo do perfil dos criminosos e circunstâncias com as quais aconteceram as agressões.

Bebê é deixado sozinho em casa e vizinhos chamam polícia para resgatar criança

 O menor e a mãe foram encaminhados junto com o Conselho Tutelar para Delegacia Territorial da cidade. Foto divulgação SSP/BA.

Um bebê de um ano e 11 meses foi resgatado por policiais militares em um apartamento na cidade de Alagoinhas, a 110 quilômetros de Salvador, na noite de sábado (28).

De acordo com a PM, vizinhos chamaram a polícia após perceberem o choro forte da criança por mais de três horas. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) neste domingo (29).

Segundo a SSP, os policiais utilizaram uma escada para acessar o apartamento pela varanda, que fica no primeiro andar do edifício localizado na Praça Santa Izabel. O menino estava sozinho, circulando pela casa e aparentava estar desesperado, com fome e sede. Nenhum responsável foi achado no apartamento.

Segundo o comandante do 4° BPM, tenente-coronel Jarbas Carvalho de Oliveira Júnior, depois de uma hora e meia, Fabiana Menezes, 24 anos, chegou em casa. “Ela contou que tinha ido para casa de um parente em outro bairro, porém vizinhos disseram que ela saiu bebendo com seu companheiro que não é o pai da criança”, contou o tenente-coronel.

Mãe e filho foram encaminhados juntos com o Conselho Tutelar para a Delegacia Territorial de Alagoinhas, onde a jovem foi autuada por abandono de incapaz. De acordo com a SSP, a criança está sob cuidados do Conselho Tutelar da cidade.

Prefeito de Ilhéus assina lei que institui Semana Municipal de Proteção à Criança e ao Adolescente

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, assinou lei número 3.876/2017, aprovada pela Câmara de Vereadores, que institui a Semana Municipal de Proteção à Criança e ao Adolescente e de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual Infantojuvenil, também denominada “Todos Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.

De acordo com a lei, o evento será realizado anualmente, entre 11 e 18 de maio, tendo em vista ser 18 de maio o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual da Criança e Adolescente”, incluído no calendário oficial brasileiro por meio da lei federal número 9.970, de 17 de maio de 2000. A data passa a constar no calendário oficial de eventos do município. :: LEIA MAIS »

Vereadores querem Semana de Proteção à Criança e ao Adolescente

A criação da Semana Municipal de Proteção à Criança e ao Adolescente e de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual Infantojuvenil está sendo proposta, em Ilhéus, pelos vereadores Pastor Matos, Paulo Meio Quilo e Juarez Barbosa para ser realizada anualmente no período compreendido entre os dias 11 e de 18 de maio.

“A Semana marcará o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual da Criança e Adolescente, que ocorre em 18 de maio, e está incluído no calendário oficial brasileiro por meio da lei federal 9.970, de 17 de maio de 2000”, acrescentou Paulo Meio Quilo.

O objetivo da realização da Semana, segundo os vereadores, membros da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, é despertar a atenção da sociedade para a temática da exploração sexual infantojuvenil. “A nossa intenção é reunir todos os segmentos para discutir estratégias e promover ações concretas voltadas ao combate desse grave crime em Ilhéus, afirmou Juarez Barbosa. :: LEIA MAIS »

Ilhéus: Criança é abusada sexualmente depois que mãe a deixa com desconhecido

conselheiro tutelar Jorge Ferreira, conhecido como 'Jorge Maravilha', atendeu a denuncia do caso.

Conselheiro tutelar Jorge Ferreira, conhecido como ‘Jorge Maravilha’, atendeu a denuncia.

Um menino de oito anos foi violentado, enquanto dormia, por um homem que a mãe da criança tinha acabado de conhecer nem Ilhéus. De acordo com informações de Jorge Ferreira, conhecido como ‘Jorge Maravilha’, conselheiro tutelar da região, o caso foi descoberto pelo irmão da vítima.

No domingo (20), a mãe dos meninos e uma amiga dela estavam em uma praça, quando um homem convidou todos para irem à casa dele. Durante o percurso, a amiga da mulher caiu e se machucou. A mãe das crianças levou a amiga ao hospital e deixou os meninos na casa do acusado, que é proprietário de um bar.

:: LEIA MAIS »

Ilhéus: DPE consegue guarda de criança que vivia em abrigo em Mato Grosso para tia

Foto Ilustrativa

Foto Ilustrativa

Em vez de dormitório, quarto. No lugar de abrigo, casa. Em um universo formado por “tias do coração”, a tia de verdade se tornou real. Há uma semana, a menina S. finalmente trocou o abrigo em que vivia, na Comarca de Corumbá, Mato Grosso, por um novo lar em Ilhéus, no sul do Estado. Isso porque, graças ao trabalho da Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA, a criança conseguiu na Justiça o direito de viver provisoriamente com a tia biológica, depois que a mãe foi presa e o pai, que não a registrou e vive atualmente no Rio de Janeiro, não puderam cuidar dela. Ao acionar o cartório no Rio de Janeiro, a 3ª Regional da DPE garantiu o registro da criança no cartório de Ilhéus, e a transferência de S. para a cidade baiana.

“Achei que seria mais demorado, já que ela estava no abrigo desde abril, mas não foi. O atendimento da Defensoria foi muito bom e me ajudou bastante. Sei que não estou aqui para fazer o trabalho de mãe, mas apenas para cuidar dela até a mãe poder fazer isso”, destacou C.C.S. Neste domingo, 30, S. completou um ano de idade.

Entenda o caso :: LEIA MAIS »

Ilhéus : Criança com meningite aguarda transferência para UTI de hospital

Uma menina de cinco anos, que está internada com meningite no Hospital Geral Luiz Viana Filho, aguarda transferência para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas ainda não conseguiu vaga em cidades da região ou na capital.

Ela fica tendo muita convulsão, de hora em hora fica tendo convulsão. Eu não sei mais o que fazer”, diz às lágrimas Antônio Carlos Costa dos Santos, pai da garota.

A direção do hospital informou que as oito vagas da UTI estão ocupadas e que as equipes tentam uma transferência para hospitais de Itabuna, Feira de Santana ou Salvador.

“Nós não temos a vaga, então por conta disso estamos tentando uma transferência através da Central de Regulação do Estado para que essa criança seja removida para uma UTI em outra cidade”, afirma Gustavo Cunha, diretor médico do hospital.

:: LEIA MAIS »



junho 2018
D S T Q Q S S
« maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia