WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
prefeitura de ilheus faculdade de ilheus




:: ‘Ceplac’

UFSB e CEPLAC firmaram Acordo de Cooperação pelo desenvolvimento regional

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) celebraram um Acordo de Cooperação, conforme extrato publicado no Diário Oficial da União da quarta-feira (04). O acordo prevê cooperação técnica, científica, acadêmica e administrativa entre as duas instituições para apoiar o desenvolvimento regional por meio de ações coordenadas de ensino, pesquisa, inovação e extensão rural.

Com esse documento, atividades conjuntas entre a universidade e a Ceplac se tornam possíveis, facilitando o compartilhamento de recursos para desenvolver projetos diversos.

[LINK] Extrato de Cooperação – Acordo de Cooperação Técnica CEPLAC e UFSB (D.O.U de 04/04/2018)

Deputado federal Bebeto (PSB/BA) comemora o Dia do Cacau.

Hoje (26/03), comemora- se o Dia do Cacau, principal matéria-prima para a produção do chocolate.Vale ressaltar, que tramita na Câmara dos Deputados, um projeto de lei de autoria do deputado Bebeto (PSB/BA) que estabelece o mínimo de 35% de cacau na fabricação de chocolate.

De acordo com o deputado Bebeto, este tema merece maior destaque na agenda do Governo, pois incentiva a melhoria da qualidade dos produtos e promove o desenvolvimento do setor, beneficiando diretamente os agricultores, comerciantes, indústria e, principalmente, o consumidor

CEPLAC

Este ano, a data merece uma comemoração especial, pois no último dia 03/11, foi publicado no Diário Oficial da União, a lei que devolveu a CEPLAC (Comissão Executiva de Planejamento da Lavoura Cacaueira) o seu status original, como órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. :: LEIA MAIS »

Produtores reivindicam percentual obrigatório de cacau em chocolate nacional

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, recebeu na quarta-feira (21) a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) e representantes de setores envolvidos na produção de cacau para tratar dos rumos da produção agrícola e industrial da fruta e do chocolate no país. Eles defenderam a votação do Projeto de Lei do Senado (PLS) 93/2015, da senadora, que estabelece percentual mínimo de 35% de cacau puro nos chocolates e derivados, produzidos e comercializados no Brasil. O projeto também torna obrigatória a informação do percentual total de cacau nos rótulos desses produtos.

Estiveram presentes à reunião Antônio Cesar Costa Zugaib, pesquisador da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira do Ministério da Agricultura (Ceplac); Jeronimo Rodrigues, secretário de Desenvolvimento Rural do Estado da Bahia; Cristiano Santana, secretário executivo da Associação Cacau Sul Bahia; Guilherme Moura; presidente da Câmara Setorial do Cacau; Lanns Almeida, diretor-geral do Instituto Biofábrica de Cacau; José Vivaldo Souza de Mendonça, secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia; Marco Lessa, presidente da Costa do Cacau, Convention Bureau; Gerson Marques, presidente da Associação do Chocolate do Sul da Bahia; e Cristiano Villela, diretor-executivo do Centro de Inovação do Cacau.

Durante todo o dia, representantes do setor produtivo do cacau participam de audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado Federal.

“O futuro da Ceplac dependerá da união das lideranças regionais”, destaca Pastor Matos

As lideranças agrícolas, políticas e empresariais do sul da Bahia, com apoio dos servidores da Ceplac têm agora a oportunidade de, unidas, apresentarem ao Governo Federal um modelo jurídico do principal organismo federal em atuação na região, afirmou o vereador Pastor Antônio Matos. Na manhã desta segunda-feira, dia 13, Matos que é do PSD de Ilhéus, participou no auditório do Ceplac, de uma reunião sobre o projeto de institucionalização do órgão.

“A região vive novo momento econômico com a notícia do fortalecido da Ceplac. A sanção da Medida Provisória 782, que resultou na Lei 13.502 que, ao garantir ao Ministério da Agricultura a função de desenvolver sistemas agrofloresrais, dá um passo decisivo para revitalização deste importante órgão federal. A Ceplac é nossa e o seu fortalecimento deve ser uma construção coletiva”, destacou o vereador.

Pastor Matos foi recebido pelo superintendente regional da Ceplac, Alexandre Brandão; pelo chefe do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), Raul Valle; pelo secretário da Comissão de Recuperação da Ceplac (CRC), Antônio Fernando Ribeiro Silva, e o representante do Conselho das Entidades Representativas dos Servidores da Ceplac, José Bezerra, dentre outros servidores do órgão.

:: LEIA MAIS »

Pedro Tavares diz que autonomia da Ceplac representa vitória da região

Deputado Pedro Tavares.

A Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) retoma a autonomia como órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, conforme  a Lei 13.502/2017, publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira, 03. A medida foi comemorada pelo deputado estadual Pedro Tavares, presidente do PMDB na Bahia, que sempre levantou a bandeira em prol do fortalecimento da lavoura cacaueira. O parlamentar destaca que o resultado faz parte de uma junção de esforços de vários segmentos da sociedade, como parlamentares, produtores, funcionários, entre outros.

Vamos lutar e acompanhar para que a nova estrutura esteja adequada às necessidades da lavoura, contribuindo nas atividades de pesquisa, extensão e tecnologia. O fortalecimento da Ceplac sempre foi uma de nossas bandeiras e terá sempre o nosso apoio. Continuaremos atentos para que este importante órgão continue a contribuir com a nossa região e nosso Estado. Agora, o próximo passo é para que o cacauicultor volte a ter acesso ao crédito através da equalização das dívidas, que é, sem dúvidas, fundamental para revitalização da lavoura cacaueira”, destacou o parlamentar. 

Com a nova lei, a Ceplac passa a ter condições de ampliar a inserção nos sistemas agroflorestais, que, além do sistema Cabruca, abrange o bioma amazônico e Mata Atlântica. O órgão terá, também, condições de fazer captação de recursos por meio de convênios nacionais e internacionais.

Ceplac agora é órgão autônomo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Ceplac.

O Diário Oficial da União publicou hoje a Lei 13.502/2017 que garante a autonomia da Ceplac como órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O objetivo foi alcançado após incessante luta do Deputado Federal Bebeto Galvão pelo setor cacaueiro de Ilhéus. A autonomia visa garantir a valorização de seus servidores e as atividades de pesquisa, extensão e tecnologia da instituição.

Bebeto discute com Ministro da Agricultura a reestruturação da Ceplac

Audiência de Bebeto no Ministério da Agricultura.

O deputado federal Bebeto Galvão (PSB/Bahia) participou, na tarde desta terça-feira, dia 10, de audiência com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em Brasília. O encontro, que teve a participação de outros parlamentares e do secretário estadual de Agricultura, Vitor Bonfim, discutiu o processo de reestruturação da Ceplac, órgão que, mesmo vital para a lavoura cacaueira do sul da Bahia, vem sendo sucateado há anos.

A reestruturação foi iniciada pelo Governo Federal em junho deste ano, com o objetivo de redesenhar e adequar a Ceplac à nova realidade do Ministério da Agricultura (Mapa). Na reunião, Bebeto defendeu a manutenção dos servidores que já estão lotados no setor e a contratação de outros como o primeiro passo para uma reestruturação efetiva. Na oportunidade, o parlamentar falou da necessidade de dar “condições a Ceplac de continuar a ser um órgão singular, mantendo suas funções de pesquisa e extensão”.

Ao ministro Blairo Maggi, o deputado criticou as sucessivas tentativas de esvaziamento do órgão, que recentemente foi rebaixado ao status de diretoria do Mapa. Ao fim da reunião ficou acertado que um novo encontro será realizado com os parlamentares baianos no dia 8 de novembro, para amadurecer as pautas. “Vamos construir mais uma unidade em torno dos interesses da região. A Ceplac é nossa e deve ser mantida”, afirmou Bebeto.

Acidente dentro da Ceplac acaba em morte de Oficial de Justiça

Um oficial da Justiça do Trabalho faleceu, há pouco, em acidente automobilístico com um Honda Civic (OZN-7700), ocorrido dentro da sede regional da Ceplac, situada às margens da Rodovia Ilhéus-Itabuna. As vítimas participariam de uma reunião do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), na sede da Ceplac.

A pessoa que morreu é ex-ceplaqueana, identificada como Liracir Ribeiro de Araújo, 55 anos, hoje na Justiça do Trabalho em Itabuna. O sobrevivente, Geraldo Meireles, é ceplaqueano e pastor da Igreja Batista Teosópolis, em Itabuna.

O veículo bateu no meio-fio em uma reta de cerca de mais de 2 quilômetros. Com a perda do controle da direção, o Honda Civic capotou várias vezes até parar 100 metros depois, já fora da pista, conforme relatos de testemunhas.

Segundo informações, Geraldo Meireles está fora de risco. Sofreu lesão em um dos braços e há suspeita de ter deslocado a clavícula.

Atualização às 16h35min

O pneu do lado do motorista se desprendeu do veículo. O Honda Civic quase colidiu com um poste e bateu no meio-fio. A perícia irá apurar as causas do acidente. O corpo de Liracir ficou preso nas ferragens do veículo. O Corpo de Bombeiros foi acionado.

Com informações do Pimenta Blog

Votação do PL de autoria do Deputado Federal Bebeto que dispõe do aumento da massa do cacau nos Chocolates e seus derivados ocorre nesta quarta (05)

 O Projeto de Lei nº 919/2015 de autoria do Deputado Federal Bebeto (PSB) que dispõe sobre o aumento da massa do cacau nos chocolates e seus derivados está na pauta desta quarta-feira (05), para votação às 09h30 na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços no Plenário 05 da Câmara dos Deputados. O PL estabelece o percentual mínimo de cacau nos produtos que especifica, nacionais e importados, comercializados em todo o território nacional e torna obrigatória a informação do percentual total de cacau nos rótulos desses produtos.

De acordo com Bebeto essa será uma importante votação, pois o PL, fruto de um intenso debate, apresenta grande importância para a economia brasileira, pois possibilita a valorização do produtor e protege o consumidor que passará a ter acesso a produtos de qualidade. “Quando se aumenta a massa de cacau na industrialização do chocolate, aumenta o nível de produção e provoca uma melhora comercial para quem produz, fortalecendo a agricultura e a economia. Também passamos a proteger melhor o consumidor, pois com esse projeto daremos um basta ao consumo de massa hidrogenada no lugar do cacau, comemos açúcar achando que é chocolate”, destaca Bebeto.

O Projeto de lei do Deputado Federal Bebeto, está apensado, junto com outros três projetos, ao PL nº 851/2011 que é o principal. O relatório é do Deputado Helder Salomão PT/ES.                A votação pode ser acompanhada pelo site da Câmara http://www2.camara.leg.br/.

Encontro reúne agricultoras familiares do Sul da Bahia

Ceplac.

Cerca de 200 mulheres de 30 municípios dos Territórios de Identidade Litoral Sul, Baixo Sul, Médio Rio de Contas, Vale do Jequiriçá e Costa do Descobrimento participam, em Ilhéus, do Encontro de Agricultoras Familiares da Região Cacaueira, nos dias 6 e 7 de junho. O evento promovido pela Ceplac, com o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), tem como objetivo o fortalecimento da organização das agricultoras e a execução de projetos produtivos possibilitem a geração de trabalho e renda e o empoderamento da mulher.

Célia Watanabe, superintendente de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), órgão da Secretaria de Desenvolvimento Rural, afirma que “essa parceria entre o Governo do Estado e a Ceplac busca integrar as ações e ampliar os projetos de apoio à agricultura familiar. É fundamental dar visibilidade ao trabalho das mulheres na área rural, inclusive incentivando a comercialização dos produtos, agregando renda às famílias”. Para Maria de Lourdes Novaes Schefler, da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, a atuação da mulher é “indispensável na agricultura e nesse contexto é preciso que ela possa assimilar novos conhecimentos para diversificar e ampliar a produção, consciente de seu papel na família e na sociedade”.

O superintendente regional da Ceplac, Antonio Zugaib, explica. “Buscamos despertar o potencial da mulher, que tem se destacado em várias áreas e vamos fortalecer esse papel também no empreendedorismo rural, oferecendo condições para que elas desenvolvam a parte tecnológica, de organização e agregação de valor da produção, como fabricação de doces caseiros, polpas de frutas e de chocolate”. :: LEIA MAIS »

“Ceplac precisa de união de forças políticas para voltar ao protagonismo”, diz Augusto Castro em debate

Com a presença de produtores, estudantes, servidores e diretores da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), o deputado estadual Augusto Castro participou na manhã da ultima quinta-feira, 06/04, de audiência pública na Frente Parlamentar Ambientalista da Assembleia Legislativa da Bahia, que discutiu a atual crise na Ceplac.

Na proposta de revitalização apresentada pelos servidores está a recomposição do orçamento do orgão, concurso para contratação de funcionários e a criação de um modelo integrado de funcionamento. O deputado propôs também um debate na Comissão de Agricultura da Câmara Federal e uma pressão política junto com a bancada baiana de deputados e senadores nos Ministérios do Planejamento e da Agricultura. “Temos que pensar em toda cadeia produtiva envolvida nos trabalhos da Ceplac. Abrir linha de crédito para os produtores se restabelecerem, se reaproximar dos agricultores, que são os que mais tem sofrido com o desamparo do governo e incentivar a pesquisa científica”, disse.

Levantando a bandeira suprapartidária, Augusto acredita que uma mobilização abrirá espaço para um novo modelo de estruturação da instituição. “A Cpelac precisa de união política para voltar ao protagonismo do passado, de ser uma autarquia sólida. Protagonismo esse que já colocou o Brasil como 2° maior produtor de cacau no mundo”, lembrou. O deputado questionou a defasagem que a instituição tem vivido em seu quadro funcional, já que dos 1.722 funcionários que existem, sua maioria é de servidores que podem se aposentar a qualquer momento. “Não dá pra ficar assistindo o esvaziamento dessa instituição. A Ceplac precisa de novos pensamentos e isso se dará através de concurso público com a chegada de jovens servidores”, argumentou.

Além dos deputados Augusto Castro e Marcelino Galo, estavam compondo a mesa Antônio Zugaib, Superintendente da Ceplac, Antonio Fernando Ribeiro, Superintendente da Comissão de Revitalização da Ceplac e Washington Farias, representante do Conselho de Entidades dos Servidores da Ceplac.

Membros da Ceplac destacam apoio da deputada Ângela Sousa para a revitalização do órgão

Na tarde da quinta-feira (6), o mandato da deputada Ângela Sousa (PSD) recebeu, em Salvador, membros da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) para tratar do processo de revitalização do órgão.

O superintendente da Ceplac, Antonio Zugaib, destacou a importância de retomar a autonomia da instituição, que possui modelo de desenvolvimento reconhecido nacionalmente e atua através de pesquisa, tecnologia e produção voltada ao cacau e à cacauicultura.

O apoio da deputada Ângela Sousa ao processo de reestruturação da Ceplac foi pontuado pelo secretário da Comissão de Revitalização, Antonio Fernando Ribeiro. Segundo ele, a parlamentar vem contribuindo de forma decisiva para a concretização do fortalecimento da instituição.

“A deputada Ângela foi a primeira parlamentar que fez o link para que pudéssemos perpetrar esse debate no âmbito da Assembleia Legislativa. Chegamos aqui nesta Casa também porque tivemos o apoio irestrito e amplo dela”, enfatizou Ribeiro.

Ainda de acordo com o secretário, Ângela Sousa possui papel de destaque pois esteve ao lado da Comissão de Revitalização em Ilhéus, cidade que abriga a Superintendência da Ceplac na Bahia. “Sabemos o quanto é valioso o apoio de uma pessoa da nossa região e da nossa origem que, por certo, conhece muito melhor a Ceplac do que outros parlamentares. Esperamos que a deputada Ângela continue nos apoiando, porque esse movimento precisa crescer até chegar à Câmara Federal”, disse.

Os membros da Ceplac foram recebidos no gabinete da deputada pelo assessor de Relações Institucionais, Maurício Simões e por Abiel Santos, presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Ilhéus, Una e Buerarema. Também esteve presente o coordenador Estadual dos Territórios, Washington Farias. Na ocasião, Ângela Sousa se encontrava em Ilhéus cumprindo agenda institucional.



outubro 2018
D S T Q Q S S
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia