WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
prefeitura ilheus transporte ilegal

:: ‘Camacan’

Operação captura 21 criminosos ligados ao tráfico em Camacã

Uma operação deflagrada pela Delegacia Territorial (DT), da cidade de Camacan, distante 525 quilômetros de Salvador, para combater ao tráfico de drogas, homicídios e roubos naquela região, já resultou na prisão de 21 criminosos e na apreensão de drogas e dinheiro, até a manhã da quarta-feira (19).

O delegado Francesco Denis Santana, titular da DT/Camacan, informou que as diligências estão em andamento e visam cumprir 30 mandados de busca e apreensão e de prisão.

Até o momento foram apreendidos 13 celulares, notebooks, documentos de veículos, anotações do tráfico, cartões de banco, pen drives, folhas de cheques com valores entre R$ 550 e R$ 1,1 mil, a quantia de R$ 7,45 mil e uma espingarda de cano serrado, municiada.

Os presos já foram encaminhados ao sistema prisional. Além da equipe da DT/Camacan, participam da ação os efetivos da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itabuna), 7ª Coorpin/Ilhéus, 23ª Coorpin/Eunápolis, Departamento de Polícia do Interior (Depin) e Superintendência de Inteligência (SI).

Entre os presos estão Edilson Rocha de Carvalho, Heberth Gomes Santos, o ‘Rebe’, Sávio Nascimento Leal, Sônia de Jesus Santos, Thacizio Victor Macedo Mota, Fábio Tarcísio Esteves Figueredo, o ‘Fábio Cabeção’, Almir Andrade dá Silva, o ‘Bureco’, Karen Laís Jesus Monteiro, Paulo Ricardo Santos Rezende, o ‘Paulinho’, preso em Porto Seguro, Josevaldo Gomes Santos, Marcos Ricardo Santos Rezende, o ‘Galego’, José Benício de Jesus da Silva, Herlan de Assis Silva, Cassiano Souza Santos, Erenilson Flora dos Santos, o ‘Paulista’, Erivelton Moreira Resende, o ‘Bolo’, Welisson Oliveira Silva, o ‘Nego Leo’, Leonardo da Silva Nascimento, o ‘Dadinho’, David de Jesus Araújo, Givanildo Santos da Silva e Gilenildo Santos Silva.

PRF prende no sul da Bahia traficante que levava cocaína para o Rio Grande do Norte

Policiais Rodoviários Federais prenderam ontem (10) um passageiro de ônibus interestadual transportando substância semelhante à cocaína para o Rio Grande do Norte. O flagrante foi registrado por volta das 16h40, no KM 594 da BR 101, trecho de Camacan/BA, município localizado no sul do estado.

A abordagem aconteceu em um ônibus que fazia a linha São Paulo X Rio Grande do Norte. Os policiais realizavam os procedimentos de fiscalização quando foram encontradas 400g de uma substância análoga à cocaína, distribuída em 209 pinos.

O responsável pelo entorpecente foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e encaminhado, junto com o material, para a delegacia de polícia judiciária local.

Após fortes chuvas em Camacan, Pedro Tavares pede ajuda dos governos estadual e federal

 
Três famílias ficaram desabrigadas neste domingo, 02, em Camacan, após a forte chuva que atingiu o município. O mal tempo deixou vários pontos de riscos e diversas solicitações de emergência. Diante do ocorrido, o deputado estadual Pedro Tavares (PMDB) pediu intervenção dos governos estadual e federal para amenizar o sofrimento dos camacanenses. “Nesse período, a atenção e assistência precisam ser redobrados. Além da sede, distritos e povoados também registraram áreas de risco, por isso precisamos de ações céleres para que a situação não se agrave. Peço sensibilidade e ajuda das autoridades competentes para garantirmos a segurança de toda a população nesse período”, disse o deputado peemedebista.

Homem é condenado a 36 anos de reclusão por duplo homicídio em Camacan

Leandro Moura dos Santos foi condenado a 36 anos de reclusão pelo homicídio qualificado de Manoel Francisco do Santos e Luciano de Jesus Santos. O crime, de acordo com denúncia oferecida pelo Ministério Público, foi praticado por motivo fútil e sem possibilidade de defesa das vítimas. A sentença foi proferida ontem, dia 30, em sessão do Tribunal do Júri da Comarca de Camacan, presidida pelo juiz de Direito Eros Cavalcanti. Leandro, que já cumpre prisão preventiva, não terá o direito de apelar em liberdade. A tese de acusação, acatada pelo júri, foi defendida pela promotora de Justiça Catharine Rodrigues de Oliveira Cunha.

A acusação sustentou que no dia 10 de agosto de 2016, Leandro teria entrado na casa das vítimas, na localidade de Jacareci, em Camacan, e efetuado disparos de arma de fogo além de golpes de facão contra Manoel Francisco. Luciano de Jesus foi agredido somente com o facão. Como resultado da agressão, os dois morreram. De acordo com a denúncia, o motivo do crime foi “uma mera discussão prévia”. Depois do crime, Leandro, que passou a ser procurado pela Justiça, fugiu para o município de Ilhéus, onde foi preso.

Com informações do Ministério Público do Estado da Bahia

Sul da Bahia tem cidades mais violentas

violencia-06_11Canavieiras, Camacan, Ubatã, Uruçuca e Una estão entre os municípios baianos com menos de 50 mil habitantes mais violentos em 2014. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública da Bahia.

Eles mostram que no ano passado foram registradas 29 mortes violentas em Canavieiras. Foram 28 assassinatos e um latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Houve ainda 6 tentativas de homicídio, 3 roubos de carro e 9 furtos.

O boletim anual de Secretaria de Segurança Pública, ao qual o Jornal das Sete, da rádio Morena FM, teve acesso, não informa quantos acusados de homicídio foram presos nem quantos carros foram recuperados.

Em Ubatã foram 21 mortes violentas no ano passado, sendo 20 assassinatos e um latrocínio. Houve ainda 9 tentativas de homicídio. Em Una foram 19 mortes violentas e 15 tentativas de assassinato.

Em Uruçuca foram registrados 17 homicídios e três tentativas. Já em Camacan a quantidade de tentativas superou o número de assassinatos. 18 pessoas foram atacadas e conseguiram escapar, enquanto 15 foram assassinadas.( A Região)

Justiça condena a 14 anos de reclusão homem que matou uma mulher em Camacan

Esta é a segunda mulher que José Nilton mata. Em 2010, ele matou a esposa, dizendo que ela estava lhe traindo.

Esta é a segunda mulher que José Nilson mata. Em 2010, ele matou a esposa, dizendo que ela estava lhe traindo.

Em júri realizado ontem, dia 26, em Camacan, José Nilson Miranda dos Santos foi condenado a 14 anos de reclusão por homicídio qualificado por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima. A acusação foi sustentada pela promotora de Justiça Catharine Rodrigues de Oliveira Cunha, em sessão do júri presidida pela juíza Emanuele Vita Leite Armede. A vítima, Adenilza Martons dos Santos, foi morta, no dia 28 de julho de 2012, atacada pelo condenado a golpes de canivete enquanto estava brigando com as filhas dele, o que teria motivado a agressão.

Para dosar a pena, que será cumprida inicialmente em regime fechado, sendo incabível a substituição da pena privativa da liberdade por outra restritiva de direitos, a magistrada levou em consideração “a gravidade do delito, sua hediondez, bem como o fato de que o réu já cumpre outra pena”, ficando, assim, proibido também de recorrer da decisão em liberdade. Para a promotora de Justiça Catherine Cunha, a condenação é emblemática e aconteceu um dia depois do Dia Internacional para Eliminação da Violência Contra a Mulher.

Ilhéus : Grupo de 300 índios ocupa fazendas em Olivença

Índios invadem fazendas no sul baiano (Foto: Reprodução/TV Santa Cruz)

Índios invadem fazendas no sul baiano (Foto: Reprodução/TV Santa Cruz)

Cerca de 300 índios Tupinambás voltaram a ocupar três fazendas na região entre Ilhéus e Olivença. Segundo o cacique Sinval Tupinambá, um dos líderes do grupo, eles deixaram a área em março deste ano, em cumprimento a um mandado de reintegração de posse a favor dos fazendeiros.

 Ainda de acordo com o cacique, eles descobriram que as reintegrações foram suspensas na Justiça, e então resolveram ocupar novamente as fazendas. A Polícia Militar e Força Nacional fazem a segurança do local. A Polícia Federal disse que ainda está se informando a respeito da situação.

Uma das fazendas tem 20km de extensão e fica às margens da BA-001. O local já havia sido ocupado pela mesma tribo em 2013.

Segundo a cacique Maria Jesuína, em um outra fazenda, onde já funcionou uma pousada, vivem cerca de 162 famílias indígenas que estavam morando no local e pagando aluguel ao dono da fazenda, mesmo a área fazendo parte do território em disputa. Ainda segundo a cacique, os índios recebem constantes ameaças do fazendeiro, que se recusa a sair do local com a família.

Informações da TV Santa Cruz/ G1 Bahia

abril 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia