WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
prefeitura ilheus transporte ilegal

:: ‘Aurelino Leal’

Mais de uma tonelada de carne é apreendida em Aurelino Leal

Apreensão foi feita em Aurelino Leal, no sul do estado, após denúncia anônima. Foto: TV Santa Cruz

Mais de uma tonelada de carne foi apreendida na quinta-feira (20), na cidade de Aurelino Leal, no sul da Bahia, após denúncia anônima. O dono do material é um fazendeiro, pego em flagrante transportando a carne, que estava coberta com uma lona, em um carro sem refrigeração. A apreensão foi feita por uma equipe da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada a Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri), que também multou o homem em R$ 20 mil.

Conforme Adab, o fazendeiro confessou que fazia abate ilegal de gado na propriedade dele, situada na zona rural do mesmo município onde a carne foi encontrada. Foram apreendidos ainda quatro carcaças bovinas com vísceras. Segundo a equipe da Adab, são materiais impróprios para consumo humano, porque foram abatidos em locais impróprios, sem procedência.

Ainda conforme a agência, o abate correto deve ser em frigorífico credenciado, com inspeção de médico veterinário para saber a procedência do gado. Na região sul da Bahia, o pecuarista paga para o abate, uma taxa entre R$ 40 e R$ 60 por cada cabeça de gado.

O material apreendido foi incinerado ainda na tarde desta quinta-feita, em Itabuna, cidade do sul do estado. A Adab também abrirá processo administrativo contra o fazendeiro e vai fiscalizar a propriedade.

Falso médico é preso em Aurelino Leal

Alexandre Stramandinoli, que atuava com o registro de outro médico, foi preso no domingo (25). (Foto: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente)

Alexandre Stramandinoli, que atuava com o registro de outro médico, foi preso no domingo (25).
(Foto: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente)

Segundo o coordenador da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), André Aragão, o suspeito utilizava o registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) de Alexandre Pithon Lins, um médico profissional de Salvador. “O próprio médico foi quem fez a denúncia contra ele quando descobriu”, afirmou o delegado.

Em depoimento, Alexandre Stramandinoli afirmou que concluiu a faculdade de medicina na Bolívia. Entretanto, o delegado afirmou que o suspeito não apresentou nenhum documento que comprovasse o fato. “Alexandre atuava como clínico geral, dava receitas médicas e atendia os pacientes. Provavelmente uma dessas pessoas conhecia o médico verdadeiro e denunciou o caso para ele”, comentou o delegado.

 Após a prisão, Alexandre foi levado para a sede da 7ª Coorpin, em Ilhéus. Ainda segundo informações do delegado, o suspeito será transferido, ainda nesta segunda-feira (26), para o presidio Ariston Cardoso, onde ficará à disposição da Justiça. Ele deve responder por falsidade ideológica e falsidade de documentos.

abril 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia