WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Aécio’

Votação sobre destino de Aécio deve ser decidida após reunião de líderes

A poucas horas da sessão do Senado que vai definir o futuro do senador Aécio Neves, o clima na Casa é de incerteza. A expectativa é que, após a reunião de líderes prevista para as 14h30, o presidente Eunício Oliveira, confirme ou não a votação de hoje (17). Eunício passou a manhã fora do Senado.

Entre os defensores do tucano, a dúvida é se ele terá os 41 votos necessários para anular a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), que, além de afastar o mineiro das funções parlamentares, determinou que ele não saia de casa a noite e o recolhimento de seu passaporte.

A situação de Aécio ficou mais delicada depois de, nesta terça-feira, o ministro do STF Alexandre de Moraes acolher os argumentos do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que ingressou ontem (16) com um mandado de segurança no Supremo para garantir a votação aberta e nominal do caso do mineiro. :: LEIA MAIS »

Luiz Fux diz que decisão do STF sobre afastamento de Aécio deve prevalecer

Luiz Fux

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux afirmou hoje (2) que “por força da Constituição, o único poder que pode proferir decisões finais é o Poder Judiciário”, em referência ao afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e recolhimento noturno decidido na semana passada pela 1ª Turma do STF.

O senador Aécio Neves foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por corrupção passiva e obstrução de Justiça, com base nas delações premiadas dos administradores da J&F. Em pronunciamentos, vários senadores disseram que o afastamento é uma interferência entre os poderes.

O ministro Luiz Fux enfatizou que “a cultura do descumprimento da decisão judicial é condicente ao caos político e institucional e à destruição da ideia de um Estado de Direito”. Mas, segundo ele, o caso não deve gerar uma crise entre os poderes Legislativo e Judiciário no país.

“Eu acho que não surgirá uma crise, até porque surgirá, certamente, alguma solução institucionalmente legítima. As relações institucionais ficaram um pouco diferentes, porque nesse tempo o Judiciário atuou de acordo com interesses institucionais nacionais, em consonância com os demais poderes. A diferença agora é que, por força da Constituição Federal, o STF tem competência constitucional para julgar os membros de outros poderes, mas isso não deve ser uma regra que viole o princípio da harmonia e independência dos poderes”. :: LEIA MAIS »

Em vídeo, Aécio Neves se defende de acusações e diz que foi vítima de armação

Aécio Neves teve o mandato de senador suspenso pelo STF Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasil

O senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) divulgou ontem  vídeo no qual se defende da acusação de ter recebido R$ 2 milhões em propina dos donos do grupo J&F, os irmãos Joesley e Wesley Batista. No vídeo, o senador, que teve o mandato suspenso pelo Supremo Tribunal Federal (STF), diz que foi vítima de uma “armação”.

“Nos últimos dias, vocês podem imaginar, minha vida virou pelo avesso. Eu fui vítima de uma armação conduzida por réus confessos que só tinham um objetivo: livrar-se dos gravíssimos crimes dos quais são acusados, mesmo que para isso precisassem implicar pessoas de bem”, diz.

Aécio classifica de “injustificáveis” as operações que tiveram como alvo ele e sua família, resultando na prisão de sua irmã, Andrea Neves, e seu primo Frederico Pacheco. “Eu reafirmo aqui, de forma definitiva: não cometi crime algum. Minha irmã Andrea não cometeu crime algum. Meu primo Frederico não cometeu crime algum. São pessoas de bem, que sofrem hoje com a injustiça das sanções que lhes foram impostas”, diz o senador.

No vídeo, Aécio Neves também volta a afirmar que o pedido de dinheiro a Joesley Batista, feito em conversa gravada pelo delator, foi um empréstimo, que seria posteriormente regularizado em um contrato que atestaria se tratar de uma transação entre duas pessoas privadas. :: LEIA MAIS »

Polícia Federal prende primo de Aécio Neves e assessor de Zezé Perrella

Aécio Neves.

A Polícia Federal prendeu hoje (18) Frederico Pacheco de Medeiros, primo do senador suspenso Aécio Neves (PSDB-MG), que foi afastado do mandato a pedido ministro relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin.

O mandado de prisão de Medeiros foi emitido após o jornal O Globo noticiar ontem (17) que gravações em posse da Justiça revelam o parlamentar pedindo uma propina de R$2 milhões a Joesley Batista, dono do frigorífico JBS. Aécio teria indicado seu primo para receber o montante. Segundo o jornal, as gravações fazem parte da delação premiada da JBS, homologada hoje por Fachin. A delação foi mantida em sigilo.

Frederico foi encontrado em um condomínio na região metropolitana de Belo Horizonte. Mais cedo, também foi presa Andrea Neves, irmã de Aécio Neves. Foi cumprido ainda um mandado de prisão contra Mendherson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG). Segundo o jornal O Globo, investigações mostraram que os recursos pedidos por Aécio Neves ao dono do frigorífico foram depositados na conta de uma empresa de Perrella.

Todos os mandados são de prisão preventiva e foram assinados por Edson Fachin, ministro do Superior Tribunal Federal (STF) relator dos processos relacionados com a Operação Lava Jato. Também foi determinado o afastamento de Aécio Neves de suas funções parlamentares. :: LEIA MAIS »

Itabuna – Lideranças e eleitores organizam carreata de apoio a Aécio Neves

Grande carreata em Itabuna.

Grande carreata em Itabuna.

A mobilização EU QUERO AÉCIO PRESIDENTE promoverá hoje, quarta-feira (22), uma carreata em Itabuna com lideranças políticas do Estado, de Itabuna e da região. A concentração será na Vila Olímpica, com saída prevista para as 16 horas. Segundo o deputado estadual reeleito, Augusto Castro, estão confirmadas as presenças do prefeito de Salvador ACM Neto; o ex-governador Paulo Souto; o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo; e deputados estaduais e federais reeleitos e eleitos dos partidos da coligação que apoia a candidatura de Aécio Neves.

A expectativa é que Itabuna e região amplie a votação de Aécio Neves no próximo domingo, 26, contribuindo para a vitória do candidato do PSDB. No município, voluntários do PSDB, PMDB, DEM e outros partidos que apoiam o neto do ex-presidente Tancredo Neves estão mobilizados na conquista dos votos dos indecisos e dos eleitores de Marina Silva e demais candidatos a presidente que participaram no primeiro turno.

Istoé/Sensus aponta Aécio 17 pontos à frente de Dilma

Dilma ( PT) e Aécio ( PSDB) disputam o segundo turno.

Dilma ( PT) e Aécio ( PSDB) disputam o segundo turno.

Pesquisa realizada pela empresa de consultoria Sensus, a pedido da revista Isto É aponta o candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB) 17,6 pontos percentuais à frente da candidata Dilma Rousseff.

Segundo a pesquisa, a primeira realizada e divulgada pelo instituto e pela revista neste segundo turno da sucessão presidencial, Aécio tem 58,8% da intenção de votos dos entrevistados. Já a atual presidenta, candidata à reeleição, tem 41,2%.

Foram ouvidos 2 mil eleitores de 136 cidades de 24 estados. As entrevistas foram feitas entre a última terça-feira (7) e a sexta-feira (10). A margem de erro é de 2,2% para mais ou para menos.

O índice de eleitores que afirmaram que não votarão em Dilma de forma alguma é de 46,3%. A rejeição a Aécio Neves é de 29,2%. Quando considerados a votação espontânea, ou seja, quando nenhum nome é apresentado ao eleitor, Aécio soma 52,1% da intenção de votos. Dilma fica com 35,4% e os indecisos 12,6%.

mega turbonet

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia