WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
transporte ilegal
Aguarde as próximas enquetes...

:: ‘Saúde’

Confira a balneabilidade das praias do litoral baiano

Foto: Agravo.

A Rede de Amostral de Monitoramento da balneabilidade no estado atualmente é composta por 121 pontos, distribuídos em toda a costa baiana. As amostras de água para analises da balneabilidade são coletadas sistematicamente semanalmente, no período da manhã em locais com maior concentração de banhista.

De acordo com a resolução Conama a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas, apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

Confira os resultados emitido em 18/08/2017

Costa do Cacau / Ilhéus

Praias impróprias: Marciano, Malhado e Cristo.

Salvador

Praias impróprias: Paripe, Tubarão, Periperi, Penha, Bogari, Boa Viagem, Canta Galo, Farol da Barra, Ondina, Rio Vermelho, Buracão, Amaralina, Pituba (em frente a escada de acesso à praia, em frente a Portinox, na Rua Paraíba), Armação, Boca do Rio, Corsário, Patamares, Piatã, Placafor, Itapuã (em frente à Sereia de Itapuã) e Lagoa de Abaete.

Baía de Todos os Santos

Praias impróprias: Madre de Deus (sob à ponte em Madre de Deus), Conceição de Salinas e Mar Grande.

Costa dos Coqueiros

Praias impróprias: Buraquinho, Barra do Rio Pojuca e Rio Imbassaí (na cachoeira da D. Zilda).

Costa do Dendê

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Costa do Descobrimento

Praias impróprias: Não há irregularidades nas praias.

Mulheres têm atendimento gratuito para o rastreamento de câncer de mama em Ilhéus

Na primeira hora de atendimento gratuito do Programa Estadual de Rastreamento de Câncer de Mama – Estratégia Itinerante, iniciado ontem (17) em Ilhéus, 70 mulheres foram assistidas por equipes médicas e de enfermagem que estão atuando no evento. Dona Rosilene Oliveiras Santos, de 50 anos, chegou cedo ao estacionamento do Centro de Convenções de Ilhéus, onde o QG foi montado. Veio de uma fazenda na rodovia Ilhéus-Uruçuca fazer o exame que há dois anos não consegue executar. Ela elogiou o atendimento e a organização do programa. “Tudo certinho”. Dona Maria de Lourdes Nascimento, de 63 anos, fez o último exame em 2015. “A gente não pode estar pagando, tem que aproveitar as oportunidades como esta, para saber se a saúde está em dia”, afirmou.

O Programa Estadual de Rastreamento de Câncer de Mama – Estratégia Itinerante permanece em Ilhéus até o dia 2 de setembro, quando estima-se chegar a 3 mil exames realizados. Para ter direito ao atendimento, mulheres com idade entre 50 e 69 anos devem procurar o posto de Saúde mais próximo à sua residência para agendar os exames. Onde não há postos, as mulheres devem procurar a sede da Secretaria de Saúde, na avenida Vereador Marcus Paiva, Cidade Nova, levando o cartão SUS, RG e Comprovante de Residência.

Três etapas – De acordo com a secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira, o programa é desenvolvido em três etapas. Na primeira, o de agora, os exames. Após os laudos, que serão emitidos no prazo máximo de 30 dias, serão encaminhados para a Policlínica, na Conquista, os casos que necessitem de exames complementares. Em caso de necessidade de tratamentos cirúrgicos, as mulheres serão encaminhadas para Salvador, em vaga zero, ou seja, de imediato para o procedimento.

Hoje pela manhã, ao participar do lançamento do programa, o vice-prefeito José Nazal destacou a importância da iniciativa. “Tudo que for feito em prol da saúde da população, sobretudo no aspecto da prevenção, é importante”, afirmou. “O câncer de mama é um problema grave e o esforço que o governo tem feito para melhorar a saúde pública vai ser visto. Não é um problema que se resolva da noite para o dia. São problemas e vícios que estão sendo encarados de frente”, afirmou. Também participaram da solenidade, a secretária de Saúde, Elizângela Oliveira; o secretário de Relações Institucionais, Sérgio Souza; e o vereador Gil Gomes.

Parceria – O programa Programa Estadual de Rastreamento de Câncer de Mama – Estratégia Itinerante, que faz parte do projeto “Saúde sem fronteiras”, conta com o acompanhamento técnico da Diretoria de Projetos Estratégicos das Ações e Serviços de Saúde, órgão vinculado à secretaria estadual de Saúde (Sesab). O exame significa a ação de rastreamento para diagnóstico precoce, já que no Brasil o câncer de mama é a maior causa de óbito entre as mulheres, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Chega a Ilhéus o Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama

Cerca de três mil mulheres, na faixa etária de 50 a 69 anos, estão aptas, em Ilhéus, a realizarem mamografia, exame que detecta precocemente casos de câncer de mama.  Para que isto seja efetivado, chega nesta quinta-feira (17) no município, o Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama. O programa, que é da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), vem sendo viabilizado em todas as regiões da Bahia e, até junho deste ano, já realizou mais de 30 mil exames de mamografia, visitando 39 municípios.

O atendimento é feito em unidade móvel que, em Ilhéus, estará estacionada no Centro de Convenções, localizado na Avenida Soares Lopes, centro da cidade. O período de atendimento será de 17 de agosto a 2 de setembro, das 7 às 18h. Para ser atendida, a mulher deve levar o Cartão do SUS, um documento de identidade e um comprovante de endereço.

A diretora de Programas Estratégicos da Sesab, Jucélia Nascimento, fala da importância das mulheres realizarem esse exame. “Sabemos que o câncer de mama, para ser detectado precocemente é preciso que a mulher realize a mamografia e, com isso, se positivo, ela poderá ter todo o tratamento necessário para a sua recuperação”, explicou.

O Saúde sem Fronteiras é um programa da Sesab que tem como diferencial o acompanhamento das mulheres com mamografias inconclusivas, com a oferta de exames complementares para o diagnóstico e o encaminhamento ao tratamento, visando à integralidade do atendimento.

Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia. Este programa é uma ferramenta de acesso da mulher às ações de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama.

Ilheense com câncer briga na justiça por transferência para clínica especializada

Documento apresentando pela família de Sérgio que traz determinações da liminar (Foto: Imagem/TV Bahia)

Um homem que trata um câncer está com problemas com um plano de saúde para conseguir internação em uma clínica especializada, em Salvador. Sérgio Teles mora em Ilhéus, com a mulher e está internado em um hospital particular da capital desde o dia 22 de junho.

Sérgio teve um câncer de mama há 15 anos e há sete meses descobriu um novo tumor, que se espalhou pelo organismo dele. Os ossos são os mais afetados. Ele começou o tratamento em Ilhéus, mas veio para Salvador em junho.

Mesmo internado, Sérgio foi orientado pelos médicos da capital baiana a ser transferido para uma clínica de cuidados paliativos, para evitar infecções, que podem acontecer no ambiente hospitalar. O problema é que o plano de saúde só quer oferecer o Home Care, quando o atendimento é feito em casa.

A mulher de Sérgio, Selma Teles, explica que eles não tem como utilizar uma Home Care porque o casal não tem endereço em Salvador. Além disso, segundo ela, o casal paga por um item do plano que oferece cuidados em clínica, também conhecido como hospital de transição.

:: LEIA MAIS »

Prefeitura de Itacaré recebe nova ambulância do Governo do Estado

Foto divulgação

O governador da Bahia, Rui Costa, entregou nesta segunda-feira, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador, uma nova ambulância para o município de Itacaré, através de uma emenda parlamentar apresentada pela deputada estadual Maria Del Carmen(PT). O veículo foi entregue ao prefeito Antônio de Anízio, ao presidente da Câmara de Vereadores, Lenoildo Ribeiro (Canelinha), e ao secretário municipal de Saúde, Ricardo Lina, e tem como objetivo melhorar ainda mais o atendimento em Itacaré.

Durante a solenidade o prefeito Antônio de Anízio destacou as ações que vem sendo realizadas em Itacaré na área de saúde, ampliando cada vez mais o atendimento, tanto na zona urbana como na zona rural. Na lista de investimentos na área de saúde ele citou a melhoria das unidades e PSFs do município, realização do programa Mais Saúde para atender sobretudo as comunidades mais carentes, realização de feiras de saúde e a busca de parcerias para revitalizar o Hospital de Taboquinhas e equipar e inaugurar a Unidade de Pronto Atendimento de Itacaré.

De acordo com Rui Costa, as ambulâncias que vem sendo entregues aos municípios reforçam outros investimentos do governo no interior do estado. “Esse é um apoio do Governo do Estado, por meio dos nossos deputados, que colocaram emendas parlamentares para ajudar os municípios. As entregas reforçam a saúde, assim como os consórcios de saúde firmados para a construção de policlínicas, os apoios que estamos dando para os postos de saúde e a montagem dos consultórios dentários. É uma corrente do bem a favor da saúde”, afirmou. A nova ambulância deverá estar à disposição da comunidade ainda esta semana.

Emenda da dep. Ângela Sousa garante ambulância para Ibicaraí

O prefeito de Ibicaraí, Lula Brandão (PSD), e os vereadores Dema (PSD), Francisco Araújo (PP) e Ney Macêdo (PSB), receberam uma ambulância das mãos do governador Rui Costa em solenidade nesta segunda-feira (14), no pátio da Governadoria, em Salvador.

O veículo foi assegurado ao município através de emenda impositiva da deputada estadual Ângela Sousa (PSD), e irá modernizar e garantir mais qualidade ao serviço público de saúde.

“É com muita satisfação que destinamos essa ambulância à querida cidade de Ibicaraí, que sempre nos trata com tanto carinho e precisa muito dos serviços de saúde pública”, afirmou Ângela Sousa.

Na oportunidade, a deputada foi representada pelo assessor de Relações Institucionais, Maurício Carvalho. Também esteve presente o secretário de Administração e Finanças de Ibicaraí, Flávio Campos.

Ilhéus: Secretária de Saúde cobra médico por falta em rede social

Secretária cobra médico via WhatsApp

A secretária de saúde de Ilhéus, Elizangela Oliveira, inovou no modo de cobrar os servidores da Saúde. Nesta segunda-feira (14) a secretária usou o grupo do Conselho de Saúde, através do aplicativo WhatsApp, para cobrar o médico Marcos Pinto, lotado no Samu de Ilhéus, por faltar ao trabalho.

” A por que o senhor não falar da falta sua sem justificativa na semana passada? “

O clima pesou no grupo e logo o médico respondeu que já acionou seu advogado para tomar as medidas judiciais por assédio moral.

Durante o debate árduo que também envolveu conselheiros de saúde, o médico explicitou a situação precária do Samu. Vale lembrar que o Blog Agravo fez com exclusividade a matéria mostrando a situação do Samu, com ambulâncias quebradas e portas amarradas por ataduras.

Médico cobrado já foi coordenador do Samu na última gestão.

Ironicamente, o mesmo médico foi coordenador do Samu na gestão passada, que entregou o Samu em estado precário.

Por trás dessa quebra de braço, a guerra política entre o Conselho de Saúde e o Governo municipal, vem gerando embates movimentados. De um lado, o conselho tenta mostrar serviço e do outro o governo tenta responder.

Que os embates continuem e as soluções apareçam. A população agradece!

Lei do Acompanhante garante que parceiros acompanhem gestantes durante o parto

Participação do pai no parto tranquiliza a mulher e ajuda aliviar a dor.

Gestantes podem ser acompanhadas pelo pai da criança ou pelo parceiro durante todo o período do trabalho de parto, ao longo do parto e também após o procedimento em todas as instituições do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo a Lei do Acompanhante.

O Ministério da Saúde indica que a participação do pai durante o parto garante um melhor atendimento para a parceira. O acompanhamento também traz benefícios como alívio da dor, menor duração do trabalho de parto e diminuição da taxa de depressão pós-parto, além do reforço dos laços afetivos da família.

Segundo o responsável pela Área Técnica de Saúde do Homem do Distrito Federal, enfermeiro Bruno Santos de Assis, a presença traz benefícios inquestionáveis não apenas para a gestante.

A Lei do Acompanhante é valida tanto para parto normal quanto para cesariana, e a presença do acompanhante não pode ser impedida pelo hospital, pelos médicos, enfermeiros ou por qualquer outro membro da equipe.

“A participação do pai em todo o ciclo, desde o teste até o pós-parto, fortalece os vínculos familiares. Esse homem vai conhecer mais os problemas que podem estar relacionados à gravidez, vai buscar mais informações, aprofundar o conhecimento, para dar apoio à esposa e participar com ela dessa fase de mudanças, dúvidas e inseguranças”, afirma o especialista.

Para acompanhar o parto, não pode ser exigida participação em cursos de formação ou outras atividades semelhantes. Caso o direito ao acompanhante seja negado, a família pode procurar a Ouvidoria do Ministério da Saúde, pelo telefone 136.

MPF denuncia secretário de Saúde da Bahia e secretário executivo do Ministério da Saúde

O Ministério Público Federal denunciou o secretário de Saúde da Bahia, Flávio Vilas Boas Pinto, e o secretário executivo do Ministério da Saúde, Antônio Carlos Figueiredo Nardi, por não atenderem liminar da Justiça Federal em relação a ações que viabilizassem a distribuição de análogos de insulina no interior do estado da Bahia.

Os diabéticos residentes no interior do estado tinham que se deslocar até Salvador para se submeterem a uma perícia médica prévia, além de terem que buscar mensalmente as insulinas na capital baiana. Mesmo após sucessivas intimações para efetivação da medida liminar, passados mais de cinco anos, a União e o Estado da Bahia não cumpriram a decisão integralmente. O estado alega ausência de repasse pela União, e esta, por sua vez, sustentou a ausência de informações essenciais para efetivação do repasse.

A medida é relacionada a Ação Civil Pública nº 0024027-6.2012.4.01.3300 interposta pelo MPF contra o Estado da Bahia e União, em 2012, visando à implantação de protocolo clínico e o fornecimento de insulina de ação basal ultrarrápida aos pacientes com diabetes mellitus na Bahia. Em agosto de 2012, a Justiça Federal expediu medida liminar determinando a implantação do protocolo pelo estado e o repasse dos recursos para aquisição dos medicamentos pela União.

Uso de análogos de insulina – De acordo com a denúncia, verificou-se que as insulinas regular e NPF são insuficientes para o controle glicêmico de alguns pacientes, sendo necessário que o Sistema Único de Saúde (SUS) contemple o fornecimento dos análogos de insulina de ação basal e ultrarrápida – glargina (Lantus), determir (Levemir), asparte (Novorapid), lispro (Humalog) e glulisina (Apidra). “A imprescindibilidade dos análogos de insulina para ampla variedade de portadores de diabetes mellitus é, inclusive, evidenciada por relatórios médicos colacionados pelo Parquet Estadual”, destaca o procurador regional da República Ronaldo Albo. :: LEIA MAIS »

Estado é condenado a pagar indenização de R$ 5 milhões por riscos à saúde de funcionários de hospital

Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador (Foto: Reprodução/ TV Subaé)

O governo estadual foi condenado em ação civil pública a pagar indenização por danos morais coletivos de R$ 5 milhões, com acusação de que o ambiente de trabalho do Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, oferecia riscos à saúde dos funcionários.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (10), pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia, uma das entidades que acionaram o Estado na Justiça.

A decisão foi tomada pela 6ª Vara do Trabalho de Feira de Santana. Conforme o MPT, durante as investigações, a defesa do governo alegou que o hospital havia feito melhorias nas locações de trabalho. A Procuradoria Geral do Estado, que ficou de se pronunciar sobre a decisão e se irá recorrer da determinação.

A indenização por danos morais coletivos de R$ 5 milhões deverá ser depositada no Fundo de Promoção do Trabalho Decente (Funtrad), destinado a financiar projetos de capacitação e promoção de relações de trabalho dignas.

:: LEIA MAIS »

Itacaré terá carreta da mamografia e Feira as Saúde de 14 a 21 de agosto

O município de Itacaré receberá entre os dias 14 a 21 de agosto a carreta de mamografia para rastreamento do câncer de mama. A realização desse serviço é uma parceria do Governo do Estado e a Prefeitura de Itacaré, através das Secretaria Estadual e Municipal de Saúde, e tem o objetivo de ampliar o acesso e incentivar as mulheres a realizarem exames de mamografia para estimular o diagnóstico da doença, visando a detecção precoce de tumores malignos, inclusive em fases em que a mulher não apresenta nenhum sintoma. A carreta vai estar estacionada na Praça São Miguel, sempre das 7 às 18 horas, exceto nos sábados e domingos.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, infirmou que a iniciativa é uma forma de ampliar ainda mais o atendimento de saúde no município e combater o câncer. A proposta é fazer o rastreamento nas mulheres com faixa etária entre 50 a 69 anos. Caso seja detectada alguma alteração no exame, as pacientes serão acompanhadas pela Secretaria de Saúde para a realização de biópsia, outros exames complementares e todos os outros procedimentos concernentes ao tratamento da doença, se confirmada. O secretário de Saúde, Ricardo Lins, alerta que quanto mais cedo o diagnóstico, maior a chance de sucesso no tratamento.

Paralelo ao serviço da carreta da mamografia vai estar acontecendo também nesse mesmo período de 14 a 21 de agosto a Feira da Saúde de Itacaré, onde serão oferecidos diversos outros atendimentos, como: ECG, preventivo, exames laboratoriais, ultrassom, atendimento nutricional e também com assistente social, teste rápido e palestras educativas.  O secretário Ricardo Lins ressalta que todos os procedimentos serão oferecidos gratuitamente para a população de Itacaré, distritos e povoados do município. A orientação é que os pacientes e interessados nos serviços procurem a unidade de saúde mais próxima de sua residência para maiores informações.

O prefeito Antônio de Anízio alerta às mulheres para a importância de se realizar os exames, já que o câncer de mama, quando detectado e tratado precocemente, tem mais de 90% de chance de cura. E os números são assustadores. Dados computados pela Sesab apontam que em 2016 morreram 814 mulheres vítimas do câncer de mama na Bahia. Em 2015, este número chegou a 865. Em 2017, dados preliminares, até 28 de junho, apontam que 338 mulheres morreram vitimadas pela doença.

MPF busca clínicas no interior do estado para credenciamento no plano de saúde do órgão

O Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) comunica o interesse do Programa de Saúde e Assistência Social do Ministério Público da União (Plan-Assiste) em receber novos credenciados, em todas as áreas médicas, hospitalares, odontológicas e paramédicas nas seguintes cidades: Alagoinhas, Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Eunápolis, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista, Barreiras, Paulo Afonso, Campo Formoso, Irecê, Santo Antônio de Jesus, Bom Jesus da Lapa, Juazeiro, Guanambi, e Jequié.

O credenciamento com o Plan-Assiste abrange não apenas o Ministério Público Federal (MPF), mas também os demais ramos do Ministério Público da União (MPU): Ministério Público do Trabalho (MPT); Ministério Público Militar (MPM); e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Dentre as vantagens do credenciamento ao Plan-Assiste estão o pagamento de faturas em até 30 dias e a renegociação dos valores ano a ano. Clínicas interessadas devem entrar em contato com o Plan-Assiste nos números (71) 3617-2349/2351/2336 ou no e-mail prba-passiste@mpf.mp.br. Confira a íntegra da carta de apresentação do Plan Assiste, com os valores pagos pelo plano.

Vereador propõe implantação de “ambulanchas” em Ilhéus

Na última terça-feira (08), na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Ilhéus, foi aprovado o requerimento do vereador Fabrício Nascimento, sugerindo a implantação de “ambulanchas” no município. Segundo o parlamentar, as embarcações teriam a mesma função das viaturas do SAMU,  circulando pelos rios para aproveitar a extensão das vias fluviais de Ilhéus.

“As principais comunidades a serem contempladas são os distritos de São João, Aritaguá, Sambaituba, Campinhos, Juerana, Lagoa Encantada, Castelo Novo e Rio do Engenho, locais geograficamente prejudicados quando necessitam de algum atendimento de emergência, por serem de difícil acesso pelas vias terrestres”, afirma Fabrício.

Caso o requerimento seja aprovado pelo Executivo, as “ambulanchas” poderão ser acionadas pelo telefone 192. Ficarão ancoradas na Boca da Barra, na Praia do Marciano (Zona Norte), e na Baía do Pontal, atendendo também à Zona Sul.

Atuação do MPF garante distribuição de análogos de insulina pelo SUS no interior da Bahia

A partir de agostos de 2017, pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) com diabetes mellitus residentes no interior da Bahia deverão ter acesso à insulina de ação basal ultrarrápida em unidades de saúde situadas em 28 municípios. A conquista é resultado de um processo movido pelo Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) desde 2012, que buscou a implantação de protocolo clínico e o fornecimento do medicamento – classificado pelo Ministério da Saúde como excepcional ou de alto custo – em todo o estado.

No curso do processo, movido contra a União e o Estado da Bahia, o MPF obteve liminar favorável ao repasse dos recursos necessários, à construção do protocolo clínico e à efetiva distribuição da substância em todo o estado. O protocolo chegou a ser construído pelo Centro de Referência Estadual para Assistência ao Diabetes e Endocrinologia (Cedeba), e a medicação passou a ser distribuída pelo SUS. Antes, os pacientes que precisavam da insulina basal de ação ultrarrápida – conhecida como glargina (Lantus), detemir (Levemir), asparte (Novorapid), lispro (Humalog) e glulisina (Apidra) – precisavam propor ações individuais contra o estado.

Contudo, a dispensação da insulina passou a ser feita somente na capital baiana, em descumprimento à decisão judicial. Após a adoção de medidas restritivas deferidas pela Justiça Federal, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou ao MPF, em reunião realizada em 24 de julho último, o início da descentralização da medicação, cuja primeira etapa deve ser concluída até o fim de agosto de 2017, contemplando 28 núcleos regionais e bases operacionais de saúde do SUS na Bahia.

De acordo com os documentos apresentados pela Sesab, os pacientes cadastrados para receberem a insulina no interior são oriundos de lista fornecida pelo Cedeba, e foram incorporados a partir dos critérios do Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas do centro. A avaliação de novos pacientes para inclusão no protocolo continua sendo feita pelo Cedeba, a partir de pedidos formalizado pelos núcleos e bases operacionais.

Confira os municípios que passam a dispensar a medicação aos pacientes cadastrados: Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Boquira, Brumado, Caetité, Cícero Dantas, Cruz das Almas, Eunápolis, Feira de Santana, Gandu, Guanambi, Ibotirama, Ilhéus, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Santa Maria da Vitória, Santo Antônio de Jesus, Seabra,Senhor do Bonfim, Serrinha, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista.

agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia