WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Culinária’

Alunos de Gastronomia da FMT recebem Cheff internacional

Alunos da FMT e a delegação de Cabo Verde.

Alunos do curso de Gastronomia da Faculdade Madre Thaís receberam a visita do Cheff Micau Tavares, de Cabo Verde. A visita foi proporcionada pela professora de História e Cultura da Gastronomia, da Faculdade, Merice Rocha

O cabo-verdiano Micau Tavares, é bastante conhecido em seu país e nos países lusifonos pela difusão do consumo da cavala, espécie abundante na costa africana, e outros pratos típicos de seu país. Ele esteve em Ilhéus participando do Street Festival, evento gastronômico internacional que ocorreu no bairro Malhado, no inicio deste mês, onde a professora Merice Rocha realizava um trabalho voluntário junto com o Cheff ilheense Ricco Araújo.

Junto com profissionais da Itália, Grécia, Brasil o cabo-verdiano dividia experiências com a comunidade, em seu caso ensinando a fazer uma “Cachupa” (prato típico país africano). É nesse ambiente de troca de conhecimento que a professora entra em contato com os seus anos para agendar a visita do Cheff a FMT.

Os discentes do primeiro e segundo semestre do curso de Gastronomia da FMT confeccionaram um típico café da manhã nordestino para irmãos africanos. Depois apresentaram cozinha da Faculdade, numa explosão de emoções sentimentos de partilha de conhecimentos de histórias e culturas com a delegação de Cabo Verde.

A professora informou que “o curso de Gastronomia da FMT tem como diferencial a formação de um sujeito crítico e empreendedor, um cozinheiro que entenda seu papel profissional no contexto do mercado de alimentação e que, sobretudo, tenha respeito aos nossos ingredientes, nossa cultura e com o consumidor do seu trabalho. Esse é um curso extremamente antenado com o contexto gastronômico atual, que incentiva o aluno a ser o sujeito da sua formação, que muda realidades e transforma a sociedade, colocando no mercado profissionais éticos, solidários e eficientes tecnicamente”, concluiu.

Inscrições gratuitas – Festival Internacional de Gastronomia e Artes será no CEEP

CEEP Escola do Chocolate Nelson Shaun.

Organizado por jovens voluntários, para outros jovens, o evento gratuito é realizado por um consórcio internacional com participação do Brasil, Itália, Cabo Verde e Grécia nos segmentos do turismo de base comunitária e empreendedorismo social. O SFEST – Festival Internacional de Gastronomia, Sabores e Artes terá oficinas temáticas de artesanato, dança, música, ecobijuterias e aulas-show de gastronomia, de 2 a 5 de maio, de 8h30 às 17h, na Escola do Chocolate Nelson Schaun (CEEP), no Malhado, em Ilhéus. No domingo (06), de 8h30 às 22h, o encerramento incluirá atividades esportivas, Feira de Artes e Artesanato, apresentações de dança, teatro, música e comidas típicas no Festival de Gastronomia na Avenida Litorânea Norte, ao lado da escola.

A participação nas oficinas e no festival de rua é gratuita. As inscrições devem ser feitas, antecipadamente, pelo email cooperbomturismo@hotmail.com ou pelos telefones 73 9 8833 1064 e 73 9 9156 0474. Também é necessária a confirmação no local e dia das oficinas.

Mais de 15 atrações já confirmadas para o II Festival de Forró de Itacaré

Os maiores forrozeiros do Brasil vão estar em Itacaré durante o feriado da Semana Santa, nos dias 30 e 31 de março, no II Festival de Forró. Dentre as atrações já confirmadas estão Targino Gondim, Quinteto Sanfônico do Brasil, Adelmário Coelho, Genival Lacerda e João Lacerda, Mestrinho, Cacau Com Leite, Matheus Boa Sorte, Cicinho de Assis, Marquinhos Café, Rennan Mendes, Sebastian Silva, Gel Barbosa, Trio Baianado, Aran e os Bahiunos, Grupo Cabrueira e DJ Fabravim. O festival será realizado na Praia da Coroinha, orla de Itacaré, e vai contar ainda com aulões de forró e concurso de dança.

A realização é da Prefeitura de Itacaré, com o apoio da Bahiatursa, Governo da Bahia e do deputado estadual Rosemberg Pinto. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, informou que o festival de forró se consolida como mais um grande evento na cidade e a proposta é ampliar cada vez mais, tornando o município como uma referência na tradição e na cultura nordestina. De acordo com ele, um dos objetivos da festa é trazer de volta o forró pé de serra, também conhecido como forró tradicional, por ser o ritmo original e com a verdadeira identidade e a tradição nordestina. “Vamos fazer uma grande festa, onde todos poderão curtir uma boa música com muita alegria, animação e também com grandes atrações para resgatar a nossa cultura”, complementou o prefeito

A proposta é que Itacaré seja um dos destinos mais procurados da Bahia durante o feriado da Semana Santa, além de consolidar o Festival de Forró como um dos grandes eventos da cidade. De acordo com a programação, no dia 30 se apresentam os grupos Targino Gondim, Genival Lacerda e João Lacerda, Estakazero, Cacau Com Leite, Matheus Boa Sorte, Marquinhos Café, Gel Barbosa e Trio Baianado. Ainda na noite acontecerá a apresentação do DJ Fabrício Fabravim e o aulão de forró com o Grupo Cabrueira.

Já no dia 31 o festival será comandado por Targino Gondim, Quinteto Sanfônico do Brasil, Adelmário Coelho, Mestrinho, Cicinho de Assis, Rennan Mendes, Aran e os Bahiunos e Sebastian Silva. Tudo isso sem contar com a apresentação do DJ Fabrício Fabravim e o concurso de dança com a premiação dos vencedores.

Maior evento de chocolate do Brasil chega à sua 10ª edição em Ilhéus

Com alto teor de cacau selecionado de fazendas do Sul da Bahia, o chocolate de origem é celebrado no maior evento do segmento no Brasil. Entre 18 e 22 de julho será realizado, em Ilhéus, o CHOCOLAT BAHIA, décima edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau. Voltado para consumidores e profissionais da área, o Chocolat atrai anualmente milhares de visitantes, marcando o calendário turístico da cidade e firmando o Sul da Bahia como principal região produtora de chocolate de origem do Brasil. Durante cinco dias, o Festival reunirá mais de 30 marcas de chocolate e cerca de 80 expositores no pavilhão de feiras Centro de Convenções de Ilhéus, além de promover cursos de capacitação, debates sobre temas do setor, rodadas de negócios e palestras ministradas por especialistas internacionais.

A programação do Chocolat Bahia inclui workshops de receitas à base de chocolate com renomados chefs do país, atraindo mais de 60 mil visitantes e gerando mais de 2 mil empregos diretos e indiretos. Visitas a fazendas produtoras de cacau, exposição de esculturas de chocolate e uma vasta programação cultural também integram o Chocolat Bahia. :: LEIA MAIS »

Cacau do sul da Bahia ganha Selo de Indicação Geográfica

O sul da Bahia está em festa. É que foi publicada nesta terça-feira (30), pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), a Indicação Geográfica (IG) da região no que se refere à produção da amêndoa de cacau. Com a conquista da IG, por solicitação da Associação Cacau Sul Bahia, a área passa a contar com o Selo de Origem, o que permite aos produtores valorizarem o trabalho desenvolvido, bem como a produção de cacau e chocolate.

O Selo é concedido a lugares que são conhecidos como tradicionais produtores de um determinado produto ou serviço ou cujas características do produto, quando originário do local, são únicas. No caso do sul da Bahia, conta toda a tradição e história em torno da produção de cacau, como, por exemplo, o modo de produção cabruca, que minimiza o impacto no meio ambiente, ajudando a manter parte da flora e sem eliminar a fauna local.

Para o secretário executivo da Associação Cacau Sul da Bahia, Cristiano Santana, a Indicação Geográfica é um reconhecimento de que a região tem um produto diferenciado, uma história. “É uma narrativa que fala de desenvolvimento regional e econômico através da agregação de valor ao produto amêndoa de cacau da qualidade e da origem. Essa publicação marca o fim de uma etapa e o início de outra que é trabalhar, dentre outras coisas, a qualidade, o marketing e a comunicação em cima da região e seu produto”, ponderou.

A Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), vinculada à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti), através do Instituto Federal Baiano, no Edital de Apoio a Tecnologias Sociais e Ambientais, fez parte de todo o processo para a conquista do Selo, o que envolveu, inclusive, nos últimos anos, aplicação de recursos, por parte da Fundação, no valor de R$ 151 mil. O secretário da Secti, Vivaldo Mendonça, destacou a importância do Selo para a Bahia. “É o reconhecimento que o Sul da Bahia possui características diferenciadas e que nos colocam num patamar elevado para comercialização de nossos produtos”.

Choco Summer é atrativo a mais para turistas no verão em Ilhéus

Os turistas que visitarem Ilhéus, no litoral sul da Bahia, até 21 de janeiro, tem um atrativo a mais durante esta temporada: a segunda edição do ‘Choco Summer’, evento gratuito que alia a produção do cacau e chocolate da Bahia a outros elementos como gastronomia, música ao vivo e artesanato, além de espaço de entretenimento infantil.

Realizado na Avenida Soares Lopes, o evento tem como um dos principais destaques o Pavilhão do Chocolate, que conta com a participação de 46 expositores, desde cooperativas de pequenos produtores até marcas baianas de chocolate sediadas na Costa do Cacau.

“Além de ser mais uma oportunidade para o turista vivenciar a cultura da região, bastante voltada para o cultivo do cacau e produção do chocolate, a feira é mais um atrativo para ajudar a aumentar o tempo de permanência do turista em Ilhéus”, afirma o secretário do Turismo do Estado, José Alves.

Com apoio de órgãos do Governo do Estado, como a Secretaria do Turismo do Estado (Setur), o Choco Summer é promovido no período em que a cidade registra bons índices de ocupação dos hotéis da cidade. Segundo Marco Lessa, presidente do Costa do Cacau Convention Bureau, instituição organizadora do evento, a taxa de ocupação dos meios de hospedagem de Ilhéus chega a 90%.

É o caso do Cana Brava Resort, que tem todos os apartamentos reservados nesta semana. De acordo com o diretor comercial Rafael Espírito Santo, o empreendimento registra ocupação máxima durante toda a primeira quinzena de janeiro, chegando à taxa média de 85% neste mês. Segundo Rafael, “o evento ajuda a ampliar as alternativas de entretenimento para os visitantes”.

Fonte: Ascom/ Setur

Estudantes de Itabuna realizam Festival Gastronômico em homenagem ao cacau

O Centro Estadual de Educação Profissional  (CEEP) em Biotecnologia e Saúde, em Itabuna realiza, nesta quinta-feira (7), o VIII Festival Gastronômico, com o tema ‘Cacau: Cultura e tradição com aromas e sabores’. A atividade será na Terceira Via Hall, a partir das 19h, com a participação dos estudantes do curso técnico de nível médio em Nutrição e Dietética, marcando a culminância de projetos desenvolvidos ao longo do ano letivo de 2017, quando os estudantes podem apresentar, na prática, um pouco do que aprenderam em sala de aula.

Os pratos típicos, que têm como base o cacau, serão elaborados pelos futuros técnicos, com a orientação e supervisão de professores. Um corpo de jurados, especialistas em gastronomia, escolherá os melhores cardápios, que serão premiados. “Este é um evento de congraçamento da comunidade escolar, envolvendo alunos, familiares e educadores e, também, uma oportunidade para colocar em prática os conhecimentos adquiridos”, afirma a diretora do CEEP em Biotecnologia e Saúde, Josonita Marinho, ao destacar o tema trabalhado nesta edição. “Na Jornada Pedagógica decidimos mostrar um pouco da história deste fruto que rendeu muito no nosso território de identidade, Território Litoral Sul. Nosso convite é que o público veja um pouco dos processos históricos das cidades de Itabuna, Ilhéus, Camacan, Arataca, Una, Uruçuca, Barro Preto, Eunápolis e Gandu”, destacou.

Chefes de cozinha de Itacaré foram destaque na Fenagro, em Salvador

Foto divulgação.

A culinária e a agricultura familiar de Itacaré foram os grandes destaques desta quinta-feira na aula show da primeira edição do Bahia Rural Contemporânea, que abriga a VII Feira Baiana da Agricultura Familiar Economia Solidária e Reforma Agrária (VII FEBAFES) e a 29ª Feira Internacional da Agropecuária (FENAGRO), em Salvador. Os chefes de cozinha itacareenses Leleco Maia e Marly Catarino, deram um verdadeiro show, não somente pelo sabor e o requinte dos pratos, mas também pela utilização de produtos da agricultura familiar.

Na sua aula-show o chefe Leleco Maia apresentou um risoto de maxixe com picles de chuchu, peixe grelhado e molho de ouriço. Já a chefa Marly Catarino ensinando passo a passo como fazer sorvete de graviola em copo de chocolate e nibs. Os dois itacareenses fizeram parte do Festival Sabores de Itacaré e mostraram um pouco da culinária regional e da gastronomia local a partir da agricultura familiar. Junto com os chefes também estão o secretário de Turismo da Prefeitura de Itacaré, Júlio Oliveira, e os técnicos da secretaria que estarão divulgando as potencialidades turísticas da cidade. :: LEIA MAIS »

Chocolate do sul da Bahia é promovido como produto turístico na França

Jerônimo (SDR) e Braga (Setur) se reúnem com empresários da indústria de chocolate e do turismo, entre eles o ilheense Gerson Marques.(Foto: Ascom/Setur)

Atrair novos investimentos para a Bahia. Com esse propósito, o subsecretário estadual do Turismo, Benedito Braga e o secretário do Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, se reúnem com empresários da indústria do chocolate e da área do turismo, neste sábado (28), em Paris, na França. A agenda inclui visita ao Salon du Chocolat, principal evento mundial do setor, e do qual participam 500 expositores da França e mais de 50 países.

Em sua 23ª edição, o Salon du Chocolat Paris abriu a programação neste sábado em uma área de 20 mil metros quadrados do Porte de Versailles. O evento reúne, até 1º de novembro, chocolatiers, chefes pasticeiros, confeiteiros, designers e especialistas. No estande da Bahia, produtores de cacau e chocolate expõem seus produtos para um público ávido por novidades.

“A presença da Bahia é importante porque divulgamos a produção de chocolate como produto turístico”, afirmou Braga. “Podemos atrair um público cada vez maior de franceses, que já formam um dos principais grupos de turistas a visitar o Estado todos os anos”.

A expectativa dos organizadores do evento é de atrair público estimado em 100 mil visitantes em cinco dias. O coordenador do estande da Bahia no Salon du Chocolat, o produtor de cacau e chocolate Marco Lessa disse que os produtores buscam a utilização de mais tecnologia e divulgação. “A meta é tornar a Bahia referência internacional na produção de chocolates finos”.

Festival Gastronômico do Caranguejo em Canavieiras neste final de semana

Programação – Clique na imagem para aumentar o tamanho.

De um lado os melhores chefs de cozinha, do outro, atrações musicais para todos os gostos. No meio, atrações como Miss Caranguejo, estórias de pescador, e premiações. Assim serão os dias em Canavieiras, cidade do litoral sul da Bahia, entre os dias 11 e 15 de outubro, no Festival do Caranguejo, uma festa dedicada ao crustáceo mais popular da orla baiana. Entra as atrações musicais, Jau, Pablo, Filomena, Packanka, Sinho Ferrari e Kiko Salli.

O evento reunirá gastronomia e música, passando por tópicos como degustação de pratos típicos, feira gastronômica e de artesanato, aulas shows com chefs, workshops, palestras e concursos temáticos. Ocorrerá em duas áreas físicas da Cidade de Canavieiras. Parte acontecerá na Praia, onde se montará o caranguejódromo, barracas credenciadas, palcos e competições.

Na área do centro histórico de Canavieiras, acontecerão os concursos de Miss Caranguejo e Masters Chefs. Nessa área, além de toldos e barracas, ainda estarão funcionando os bares e restaurantes credenciados pela comissão responsável pela execução e procedimentos do Festival.

No primeiro dia, 11, logo pela amanha, às 9 horas, acontece à abertura oficial do Festival Gastronômico do Caranguejo. Na sequência, desfile temático e concurso da Musa do Caranguejo, além dos shows de Laís Marques, Filomena Bagaceira, Kiko Salli E Toma Swingão. :: LEIA MAIS »

Inscrições abertas para cursos Profissionalizantes em Ilhéus

O Centro Profissionalizante Human Network do Brasil está com inscrições abertas para diversos cursos profissionalizantes, também em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, em diversas áreas, em Ilhéus.

São diversas opções de cursos, tais como: Preparo de Bolos Decorados, Doces Finos e Trufas, Preparo de Tortas Doces e Salgadas, Preparo de Lanche Comercial, Preparo de Salgados para Coquetéis, Design em Sobrancelha co m Henna, Alongamento de Cílios Fio a Fio, Maquiagem, Depilação Básica e Avançada, Clareamento de Pele, Micropigmentação, Tintura de Sobrancelhas, Cílios e Barba, e, oferecidos pelo SENAC os cursos de Cuidador de Idosos e Modelagem em Malha .

Pré-requisitos gerais dos cursos:

Maiores de 18 anos com escolaridade Ensino Fundamental ou Médio, a depender do curso escolhido.

Para inscrição, basta apresentar a cópia e original do RG, CPF, comprovante de residência, histórico ou atestado escolar e pagamento da taxa única. Os cursos são realizados na sede da Human Network do Brasil, Rua Antônio Lavigne de Lemos, 92, Centro de Ilhéus.

Com os cursos profissionalizantes, você adquire conhecimentos para organizar o próprio negócio, produzir renda e mudar a vida de verdade!

Ilhéus: Bahia Pesca discute navegabilidade na Enseada do Pontal

Baía do Pontal.

Os pescadores da região Sul da Bahia que navegam pela Enseada do Pontal para utilização do Terminal Pesqueiro têm encontrado dificuldades para entrar nesse trecho do litoral ilheense, devido ao baixo calado no mar aberto próximo ao Morro de Pernambuco. Por isso a Bahia Pesca (empresa vinculada à Secretaria de Agricultura) criou um grupo de trabalho para discutir soluções para o problema.

A Enseada do Pontal é uma importante área de navegação, de papel central na economia de Ilhéus. Para os pescadores, particularmente, a enseada assume posição de destaque na logística de comercialização dos pescados. “No ano passado mais de cinco mil embarcações e 90 mil pessoas usaram o Terminal Pesqueiro de Ilhéus. Assim, a dificuldade de navegação tem causado um impacto negativo na vida desses profissionais e da comunidade, e nós não assistiremos isso acontecer passivamente”, afirma o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.

Entre janeiro e junho desse ano o Terminal Pesqueiro Público de Ilhéus recebeu quase 85 toneladas de pescado. As embarcações consomem, anualmente, quase dois milhões de quilos de gelo, fabricados no próprio terminal.

Dentre as opções que estão sendo discutidas pela Bahia Pesca com a Associação dos Produtores e Armadores de Camarão e Peixes Diversos (Acape) estão a dragagem da entrada da barra (em mar aberto) ou a construção de um quebra-mar para proteger a entrada e saída das embarcações e manter a acessibilidade natural do canal.

“Após as intervenções na enseada teremos uma navegabilidade muito maior. Isso beneficiará não só os pescadores, mas também incentivará a chegada de novos investimentos ao município, como marinas e outras atividades relacionadas ao turismo náutico, apenas para citar alguns exemplos”, explica Dernival Oliveira Júnior.

*Matéria da Ascom da Bahia Pesca.

Prefeito entrega à Caixa Econômica projeto final da Vila Gastronômica do Banco da Vitória, em Ilhéus

O prefeito de Ilhéus, Mario Alexandre, oficializou junto à gerência executiva de governo da Caixa Econômica Federal, em Salvador, a entrega do novo projeto da Vila Gastronômica do Banco da Vitória. O projeto passou por adequações solicitadas pela instituição financeira e foi entregue antes mesmo do prazo estabelecido entre as partes.

De acordo com Mário Alexandre, para que a obra possa, finalmente, ser licitada, falta apenas uma última declaração que será entregue pela Superintendência de Infraestrutura e Transportes da Bahia (SIT), órgão vinculado à Secretaria estadual de Infraestrutura (SEINFRA), em reunião já agendada para próxima segunda-feira, dia 14, em Salvador.

Novo equipamento turístico – O Projeto Vila Gastronômica do Banco da Vitória visa criar um novo equipamento turístico no município, tornando o bairro um ponto econômico importante na valorização de bares e restaurantes, entre os principais municípios da região, Ilhéus e Itabuna, e próximo, também, à Universidade Estadual de Santa Cruz. O projeto conta com aporte de recursos resultante de emendas da senadora Lídice da Mata, no valor de R$ 840 mil. “A proposta, ao longo os anos, é termos opções gastronômicas no bairro ilheense, a exemplo do que acontece em Santa Felicidade, em Curitiba”, destacou o prefeito Mário Alexandre.

A iniciativa prevê investidos na urbanização da área, na comunicação visual, em áreas de estacionamento, iluminação e drenagem. Estiveram presentes ao lado do prefeito Mário Alexandre durante a entrega do projeto, a deputada estadual Ângela Sousa; Roberto Lobão (Secretário municipal de Turismo e Esportes); Hermano Fahning (Secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito); Mário Sérgio (Gerente de Filial da Caixa); e Márcio Reis (Coordenador de Filial da Caixa). A comitiva de Ilhéus também esteve com Carlos Henrique Taboada (Diretor de Projetos Acompanhamento e Fiscalização da Secretaria Estadual de Turismo).

Festival transforma Ilhéus na capital brasileira do cacau e do chocolate

Foto: Tatiana Azeviche/GOVBA

Durante quatro dias, Ilhéus se transforma na capital brasileira do chocolate, com a realização do Chocolat Bahia 2017, aberto na noite desta quinta-feira (20) e que segue até domingo (23) no Centro de Convenções. Em sua 9ª edição, o Festival Internacional do Cacau e do Chocolate deve atrair cerca de 60 mil pessoas, que podem se deliciar com as 40 marcas de chocolates de origem produzidos no Sul da Bahia.

Com expectativa de R$ 10 milhões de negócios para os 80 expositores, que apresentam seus produtos do Pavilhão de Feiras, o evento tem o apoio do Governo do Estado da Bahia, através das secretarias da Cultura, do Turismo, de Desenvolvimento Rural, de Agricultura, de Ciência, Tecnologia e Inovação.

“Além da geração de emprego e renda, que é uma das prioridades do governador Rui Costa, o que temos hoje é uma mudança de mentalidade, com a verticalização da lavoura cacaueira, com a produção de chocolate de qualidade, um processo em que o Sul da Bahia é único do mundo, indo da amêndoa ao chocolate”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico Jaques Wagner.

O Governo do Estado, através do programa Bahia Produtiva, investiu até junho de 2017, R$ 13 milhões em 31 projetos de apoio à agricultura familiar no sul do estado, com recursos para melhorar o cultivo de cacau e a produção de chocolate. De acordo com secretário de Desenvolvimento Rural Jeronimo Rodrigues, é necessário focar na qualidade “e é importante permitir o acesso ao crédito e à assistência técnica, para agregar valor ao principal produto regional”.
:: LEIA MAIS »

Centro de Convenções de Ilhéus sedia Festival do Chocolate

Foto: Pedro Moraes/GOVBA

 

O município de Ilhéus recebe, a partir desta quinta-feira (20), o 9º Festival Internacional do Chocolate e Cacau. Realizado no Centro de Convenções de Ilhéus, o evento deve atrair produtores de cacau, investidores, empresários e o público em geral, até domingo (23), movimentando as cadeias produtivas do agronegócio e do turismo.

A atividade turística, atrelada à produção de chocolate, é um dos destaques da programação de palestras, que apresentarão, entre outros temas, os exemplos da produção associada ao turismo em Gramado (Rio Grande do Sul) e Viana do Castelo (Portugal). Na Bahia, a cacauicultura é um importante atrativo turístico da região de Ilhéus, mantendo roteiro que contempla fazendas produtoras de cacau e fábricas de chocolate.

Com apoio do Governo do Estado, o Festival Internacional do Chocolate e Cacau terá também demonstrações de receitas à base de chocolate, minicursos voltados para o público infantil e apresentação de grupos de manifestações culturais e artistas regionais. :: LEIA MAIS »

Chocolat Bahia: festival espera 60 mil pessoas em Ilhéus

A

Evento aberto ao público começa nesta quinta-feira (20) e segue até domingo.

nona edição do Chocolat Bahia – Festival Internacional do Chocolate e Cacau começa nesta quinta-feira (20) no Centro de Convenções de Ilhéus, Sul da Bahia. Com entrada franca, a expectativa de público é de 60 mil pessoas, superando os 50 mil registrados no ano passado. No pavilhão de feiras, os visitantes encontrarão estandes de mais de 80 expositores, sendo cerca de 30 marcas de chocolate de origem do Sul da Bahia e Amazônia. O evento também promove cursos de capacitação, debates sobre temas do setor, rodadas de negócios e palestras ministradas por especialistas internacionais.

A programação inclui workshops gratuitos de receitas à base de chocolate com renomados chefs do país. Um deles é Lucas Corazza, aclamado confeiteiro e jurado do reality show Que Seja Doce, do canal GNT. Visitas a fazendas produtoras de cacau, exposição de esculturas de chocolate e uma vasta programação cultural também integram o Chocolat Bahia. :: LEIA MAIS »



maio 2018
D S T Q Q S S
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia