WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Aguarde as próximas enquetes...

:: ‘Arte’

Ilhéus: O abandono paisagístico e a falta de asseamento de nossas praças

Por Jamesson Araújo

Praça JJ Seabra completamente abandonada. Foto Jamesson Araújo.

No último sábado (14), o prefeito Mário Alexandre defendeu agenda Turística entre as cidades circunvizinhas da Costa do Cacau. Apesar das iniciativas positivas da secretaria de Turismo neste 10 meses, o governo municipal precisa de auto-análise para falar de Turismo.

Ilhéus tem problemas pequenos, com soluções baratas, que poderiam ajudar não só nas áreas turísticas, mas também na qualidade de vida dos ilheenses. Um desses problemas é o abandono das praças. Algumas dessas praças que passaram por urbanismo nas gestões passadas como as praças do Pontal e Rui Barbosa, carecem de atenção imediata por parte da secretaria de serviços públicos, que falha ao pensar que o único objetivo é manter Ilhéus limpa. É revoltante não ver flores em nossas praças, um dedo de paisagismo, pequenos detalhes que mudam a autoestima do ilheense.

Estátua de Sapho – Única na America do Sul, fica na Praça J. J. Seabra em frente ao Palácio Paranaguá.

O que falar da praça JJ Seabra ? Sinônimo de incompetência das gestões no quesito especificado acima. O pior, tornou-se morada de mendigos que ali fazem suas necessidades fisiológicas, usam drogas, e sofrem com o abandono do poder público. Vale lembrar que nesta mesma praça estão as Estátuas de Sapho (unica na América do Sul) e Inverno, que passam despercebidas pelos turistas e nativos por falta destaque. ( Clique aqui para ler sobre Estátua de Sapho e Inverno).

Essa talvez seja a quinta vez que tratamos sobre o assunto, chamando a atenção do governo, que insiste na inércia.

A solução desses pequenos detalhes tem a aprovação do cidadão, a exemplo do projeto da mudança da feirinha da Guanabara que gerou um debate acalorado nas redes sociais. Somente no Facebook do Blog Agravo, mais de 20 mil pessoas debateram o projeto. Isso prova que o ilheense quer pequenas mudanças que interferem diretamente em suas vidas, com o governo gastando pouquíssimo. Estima-se que a mudança da feirinha e a reurbanização vão custar menos de R$ 300 mil reais.

Os ilheenses querem saúde e educação, mas também vida social, sendo as praças opções de lazer e interação, principalmente para as famílias e crianças.

Festival de Dança de Itacaré reuniu grupos de várias cidades

Cerca de 15 grupos de dança de diversos municípios da região participaram do Festival Itacaré Dance, realizado na noite do último sábado, na Praça do Canhão. O festival também atraiu um grande público que aprovou a iniciativa de trazer para a cidade um evento para mostrar todo o potencial dos dançarinos regionais. De acordo com os organizadores do evento, teve como principal objetivo fomentar a dança, possibilitar o intercâmbio entre os dançarinos e mostrar o trabalho dos artistas regionais.

Cada grupo teve um tempo de 10 minutos para apresentar coreografias livres, mostrando o potencial da dança dos municípios regionais. E no espaço de apresentações cada um deu um verdadeiro show, com ritmos que foram do pagode, hip hop, até mesmo as músicas eletrônicas. O festival contou com a presença de grupos de Itacaré, Uruçuca, Ubaitaba, Gongogi, Ilhéus, Itabuna, Itajuípe, Canavieiras e também do distrito de Serra Grande.

A realização foi da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura, e do Grupo Maliciosos. O secretário de Juventude, Esporte e Cultura, Diego Augusto, considerou o festival como um momento importante não somente por trazer mais lazer, entretenimento e cultura para a cidade, mas também para divulgar ainda mais a dança, despertar talentos artísticos, além da oportunidade da integração, do intercâmbio com artistas de outros municípios e de buscar novos conhecimentos.

Estudantes de Ilhéus apresentam espetáculo que questiona práticas educacionais autoritárias

Estudantes do curso técnico de nível médio em Teatro, do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) do Chocolate Nelson Schaun, em Ilhéus, realizam, nas próximas segunda e terça-feira (16 e 17), a apresentação do espetáculo “Epa! Quem foi? Quem viu?”. A peça acontece às 19h30, no Teatro Municipal, e propõe uma narrativa dramática com o objetivo de questionar práticas educacionais tradicionais e autoritárias oriundas da ditadura militar e o momento político contemporâneo. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Na peça também são abordados momentos de questionamentos de situações sociais e culturais em que os jovens estão inseridos. Logo, o bullying, os transtornos alimentares, a sexualidade e as questões de raça e poder são tratados com um humor que beira a sátira, sem deixar o que é politicamente correto de lado. O espetáculo conta com cenas escritas pelos estudantes do 2º ano do curso técnico em Teatro, juntamente com releituras do texto “Aurora da Minha Vida”, de Naum Alves de Souza.

Estudantes realizam apresentações artísticas no Teatro Municipal de Ilhéus em prol do Abrigo São Vicente de Paulo

Foto divulgação.

Os estudantes do Colégio Estadual Antônio Sá Pereira, localizado em Ilhéus (a 454 Km de Salvador), promovem, nesta terça-feira (26), às 18h, no Teatro Municipal de Ilhéus, uma verdadeira ação de solidariedade. Com a temática “Vivendo e Aprendendo com a Terceira Idade”, os alunos vão realizar apresentações de música, dança, poesia e teatro, além de uma exposição de desenhos e pinturas, com o objetivo de promover uma reflexão sobre os aspectos do envelhecimento e sobre a importância da valorização e do respeito ao idoso. Na ocasião, estarão sendo arrecadados alimentos para o Abrigo São Vicente de Paulo.

A temática “Vivendo e Aprendendo com a Terceira Idade” está inserida nos projetos estruturantes de arte e cultura realizados pela escola e desenvolvidos pela Secretaria da Educação do Estado nas unidades da rede estadual. “O tema está de acordo com a realidade escolar, porque somos vizinhos do Abrigo São Vicente de Paulo, onde realizamos diversas intervenções artísticas para entreter os moradores do local. Agora, iremos realizar essa integração e culminância para poder conscientizar, ainda mais, a comunidade, e ajudar a quem precisa”, destaca a diretora Luliana Oliveira.

Teatro Popular de Ilhéus apresenta espetáculo em Escola Cultural de Itabuna

‘Teodorico Majestade – As últimas horas de um prefeito’, é uma sátira política em linguagem de cordel. (Foto: Ascom/Secult).

O grupo Teatro Popular de Ilhéus (TPI), espaço apoiado pelo Programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, por meio do Fundo de Cultura da Bahia, apresenta o espetáculo ‘Teodorico Majestade – As últimas horas de um prefeito’, neste sábado (23), às 16h30min, no Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, em Itabuna (sul do estado), com entrada é gratuita. A apresentação busca promover o projeto Escolas Culturais, desenvolvido pelo Governo do Estado, via secretarias da Educação, de Justiça (SJDHDS) e de Cultura (Secult).

Em ‘Teodorico Majestade’, uma sátira política em linguagem de cordel, um prefeito beberrão e corrupto da fictícia cidade de Ilha Bela, está prestes a ser expulso do cargo pela população. Na tentativa de se livrar das acusações, o gestor negocia sua permanência no cargo. O conteúdo inusitado das conversas vem garantindo o riso da platéia desde o lançamento do espetáculo há 10 anos.

A montagem já foi encenada em diversas cidades da Bahia, incluindo Salvador, além de outras capitais, como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Maceió. Mais que distrair as pessoas com as situações divertidas envolvendo o prefeito, o espetáculo pode estimular o pensamento sobre a necessidade de tornar este tipo de político uma exceção e não a regra no País. As atividades do grupo e do espaço cultural que administra (Tenda) podem ser conferidas no site do TPI.

VI Festival de Dança de Itacaré reuniu artistas de diversos estados

Artistas de diversos estados brasileiros, do Balé do Teatro Castro Alves e de vários municípios baianos participaram do VI Festival de Dança de Itacaré realizado entre os dias 13 e 17 de setembro, no Centro Cultural Porto de Trás. Durante o evento foram realizadas apresentações de dança, oficinas, intervenções artísticas e rodas de conversas. O festival foi uma realização da Casa Ver Arte e Comunidade Tia Marita, com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia e com o apoio da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, e o deputado estadual Rosemberg Pinto prestigiaram o evento e destacaram não somente o alto nível dos artistas que participaram do Festival, como alertaram para a importância dessas iniciativas que buscam levar a arte para todos os cantos e pessoas. E o resultado, segundo explicou o prefeito, pode ser sentido no grande público que prestigiou o evento e não perdeu essa oportunidade de absorver mais conhecimentos no mundo da dança e das artes. “Os reflexos, desse trabalho serão sentidos com o aprimoramentos e o surgimento de novos artistas da cidade”, complementou Antônio de Anízio.

Para a diretora artística do festival, Verusya Correia, a sexta edição do evento consolida Itacaré como importante circuito da produção artística da Bahia e do Brasil. “Agradecemos imensamente a todos os parceiros, artistas e instituições que nos apoiam, sobretudo à equipe de produção”, ressaltou durante receptivo aos visitantes. Participam do festival 66 pessoas, entre bailarinos, palestrantes e oficineiros, de Salvador, Itacaré, Valença, Curitiba, Ipatinga, Belo Horizonte, Goiânia, Paraíba e Fortaleza.

:: LEIA MAIS »

Arte na Passarela de Itacaré terá sua segunda edição neste sábado

O projeto Arte na Passarela chega à sua segunda edição neste sábado, dia 16, a partir das 17 horas, na Passarela da Vila, na rua Lodônio Almeida, em Itacaré, onde acontecerão exposições de obras de arte como pintura, escultura, artesanato, tapeçaria e fotografia, exibição de curtametragens e apresentações circenses, musicais, capoeira e recitações poéticas. E uma das atrações convidadas nesta edição é o muralista paulistano Leasap, que vai pintar ao vivo uma obra inédita, enquanto conversa com crianças e jovens sobre sua técnica e os desafios da arte urbana.

Durante o evento haverá a participação de quase 20 artistas plásticos moradores de Itacaré, que apresentam suas obras em diversos suportes. E também tem a apresentação da manifestação folclórica A Volta da Jiboia, presente na cidade há mais de 60 anos, que abre o evento. O Arte na Passarela foi idealizado como um sarau artístico democrático, que reúne, em todo 3º sábado de cada mês, artistas da região a fim de dinamizar a vida cultural e econômica de um dos pontos centrais de Itacaré. O acesso é gratuito e aberto a todos os turistas e moradores da cidade.

O projeto conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Itacaré, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura, além dos diversos empresários que atuam no local. Para conhecer a programação completa, curta a página do Facebook (https://www.facebook.com/artenapassarela/) e seguir o perfil do Instagram (@artenapassarela). De acordo com os idealidadres, o Arte na Passarela é desenvolvido para apoiar que as experiências ampliem horizontes e também para promover novas vocações, que podem até se converter em profissão ou se manter como hobbies. :: LEIA MAIS »

Festival Sonora Ilhéus traz à tona a representatividade da mulher na arte

Na sequência e na cadência, é sábado, no último dia de programação do Sonora Ilhéus/BA, que Eloah Monteiro nos presenteia com sua música!! Ela, cantora e COMPOSITORA ilheense que em outubro lança concerto com 15 músicas autorais no Teatro Municipal de Ilhéus. Que venham do sangue do coração as suas negras melodias!

SÁBADO | 16 de setembro | 19h | Tenda TPI
Ingressos: Livraria Papirus

* Eloah Monteiro, há 18 anos, atua no cenário musical. Natural de Ilhéus, a jovem artista trabalha com as raizes fincadas no que há de melhor na Música Popular Brasileira.
Permite-se imergir profundamente nesse mosaico de semi-deusxs da música brasileira e, ao retornar à superfície, reinventar o que permaneceu vivo.

Eloah é cantora, compositora, atriz, jornalista, produtora e o que tem vontade de ser. Interpreta suas músicas ao violão de modo a unir simplicidade, requinte, criatividade e muito talento.

No Sonora Ilhéus/BA, Eloah também é coordenadora geral, designer gráfica, produtora local e curadora.

#FESTIVALSONORAIOS #FESTIVALSONORA, #MUSIC #NEWSONGS #REINVENTE_SE #JOB #WOMENPOWER #LOVETHISSONG #REMIX #GOODMUSIC #INSTAMUSIC #PARTYMUSIC #GENRE #LISTENTOTHIS

TPI anuncia audição de elenco para novo espetáculo

O grupo Teatro Popular de Ilhéus (TPI) anunciou na segunda-feira, dia 4, a realização de uma audição de elenco para o seu novo espetáculo, com estreia prevista em novembro deste ano e direção assinada por Romualdo Lisboa.

O novo espetáculo fará parte da “Trilogia da Guerra”, projeto que  conta exclusivamente com o financiamento do público, e que a partir disso, teve como primeira montagem “Os fuzis da senhora Carrar”, de Bertolt Brecht.

Os interessados em participar da seleção têm até o próximo sábado, dia 09, para preencherem um formulário on-line, disponível na página www.teatropopulardeilheus.com.br.

Após isso, os pré-selecionados serão contatados pelo grupo e convocados para a audição na noite de terça-feira (12/09), na Tenda Teatro Popular de Ilhéus (Avenida Soares Lopes). Apenas as pessoas que preencheram o formulário e foram contatadas poderão participar do evento.

A participação na pré-seleção é aberta para homens e mulheres, incluindo não atores, no entanto, com idade mínima de 18 anos.

Teatro Popular de Ilhéus – Fundado em 1995, por Équio Reis, o TPI mantem atividades ininterruptas ao longo de seus 22 anos.  Em seu portfólio, possui mais de 40 espetáculos estreados e participações em festivais nacionais e internacionais de Teatro, com indicações aos prêmios Shell e Braskem. Atualmente, o grupo, também administra o espaço cultural Tenda Teatro Popular de Ilhéus e é apoiado financeiramente pelo Programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

Ilhéus: Bahia Pesca discute navegabilidade na Enseada do Pontal

Baía do Pontal.

Os pescadores da região Sul da Bahia que navegam pela Enseada do Pontal para utilização do Terminal Pesqueiro têm encontrado dificuldades para entrar nesse trecho do litoral ilheense, devido ao baixo calado no mar aberto próximo ao Morro de Pernambuco. Por isso a Bahia Pesca (empresa vinculada à Secretaria de Agricultura) criou um grupo de trabalho para discutir soluções para o problema.

A Enseada do Pontal é uma importante área de navegação, de papel central na economia de Ilhéus. Para os pescadores, particularmente, a enseada assume posição de destaque na logística de comercialização dos pescados. “No ano passado mais de cinco mil embarcações e 90 mil pessoas usaram o Terminal Pesqueiro de Ilhéus. Assim, a dificuldade de navegação tem causado um impacto negativo na vida desses profissionais e da comunidade, e nós não assistiremos isso acontecer passivamente”, afirma o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.

Entre janeiro e junho desse ano o Terminal Pesqueiro Público de Ilhéus recebeu quase 85 toneladas de pescado. As embarcações consomem, anualmente, quase dois milhões de quilos de gelo, fabricados no próprio terminal.

Dentre as opções que estão sendo discutidas pela Bahia Pesca com a Associação dos Produtores e Armadores de Camarão e Peixes Diversos (Acape) estão a dragagem da entrada da barra (em mar aberto) ou a construção de um quebra-mar para proteger a entrada e saída das embarcações e manter a acessibilidade natural do canal.

“Após as intervenções na enseada teremos uma navegabilidade muito maior. Isso beneficiará não só os pescadores, mas também incentivará a chegada de novos investimentos ao município, como marinas e outras atividades relacionadas ao turismo náutico, apenas para citar alguns exemplos”, explica Dernival Oliveira Júnior.

*Matéria da Ascom da Bahia Pesca.

Ilhéus: Carro colide em poste e machuca pedestre

Um leitor do Blog Agravo presenciou uma batida no centro de Ilhéus no início da tarde sesta segunda-feira (07) e enviou à nossa redação imagens do ocorrido. Um Mitsubishi Pajero  na cor preta colidiu em um poste próximo ao ponto de táxi da Rua Araújo Pinho no centro de Ilhéus. A colisão deixou ferida uma mulher que estava encostada no referido poste no momento da batida. O Samu foi acionado e prestou socorro à vítima. O trânsito ficou parado por alguns instantes, retornando à normalidade minutos depois.

UFSB será a sede do VI Congresso Baiano de Pesquisadores Negros

A sexta edição do Congresso Baiano de Pesquisadores Negros (CBPN 2017) vai ocorrer entre os dias 20 e 22 de setembro de 2017, no Campus Sosígenes Costa, em Porto Seguro. O evento reunirá pesquisadores, estudantes, representantes de movimentos sociais e mestres de saberes tradicionais.  Dentre as atividades previstas na programação, constam palestras, minicursos e oficinas, intervalos culturais e mesas-redondas.

Nesta edição do Congresso as atenções se voltam para as relações raciais da população negra do Sul e Extremo Sul da Bahia. Com essa escolha, a expectativa é de manter um diálogo com as edições anteriores e focalizar em especial as experiências dessas pessoas em suas peculiaridades regionais, como por exemplo a proximidade com as populações indígenas e os baixos índices sociais. Por isso, o intuito é tornar visíveis as histórias, memórias, culturas, artes, saberes e reivindicações da população negra.

A promoção do evento é uma parceria entre a Associação de Pesquisadores Negros da Bahia (APNB), o Programa de Mestrado Profissional em Ensino e Relações Étnico-Raciais (PPGER/UFSB), o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros da UFSB, o Programa Multidisciplinar em Estudos Étnicos e Africanos da Universidade Federal da Bahia (Pós-Afro/UFBA) e o Órgão de Educação e Relações Étnicas da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (ODEERE/UESB).

Conheça mais detalhes da programação no site do evento e na página oficial no Facebook.

Estudantes apresentaram espetáculo de Shakespeare no Teatro Municipal de Ilhéus

Das salas de aula para o palco e de estudante a ator. Esta tem sido a trajetória dos alunos do curso técnico em teatro do Centro Estadual de Educação Profissional em Logística, Transporte e Produção Industrial (Ceep), localizado em Ilhéus. Na terça-feira (11), os estudantes lotaram o Teatro Municipal de Ilhéus na estreia da segunda temporada do espetáculo ‘Sonho de uma noite de verão’, de William Shakespeare. A encenação se repetiu na quarta-feira (12).

A apresentação da peça faz parte do processo de aprendizado dos alunos que participam do grupo de teatro do curso conhecido como ‘Arte no Atto’. A peça tem a participação de 25 estudantes, sendo que alguns deles são de outros cursos técnicos ofertados pelo Ceep, como logística, hospedagem e análises clínicas. O curso técnico em teatro é o único ofertado pela rede pública de ensino na região Nordeste.

O espetáculo é uma comédia romântica na qual dois casais se perdem numa floresta e são enganados por duendes e fadas. A produção técnica é feita pelos próprios estudantes que aprendem, na prática, a elaborar cenários, figurinos, maquiagem e iluminação. Para a estudante Natália Souza, 19 anos, que interpreta a rainha das fadas Titânia, fazer o curso de teatro é a realização de um sonho. :: LEIA MAIS »

Circo Mundo Mágico chega a Ilhéus com grandes atrações para agitar a cidade

O Mundo Mágico ficará apenas quatro dias em Ilhéus

Ilhéus recebe neste fim de semana, pela primeira vez, o espetáculo Mundo Mágico: Um show de circo. A estreia acontecerá na sexta-feira (07), com duas sessões, às 19h e 20h30. No sábado (08) e no domingo (09) as apresentações acontecem às 17h, 19h e 20h30. Já na segunda-feira (10), último dia de espetáculo, as apresentações ocorrerão às 19h e 20h30.

O espetáculo acontecerá no Ginásio de Esportes Herval Soledade, por conta da instabilidade meteorológica ocorrida nos últimos dias.  Os ingressos promocionais no valor de R$ 9,99 (nas cadeiras laterais) podem ser comprados a partir das 16h na sexta-feira, no sábado e domingo às 14h e na segunda-feira, a partir das 16h; nas bilheterias que funcionarão tanto no ginásio quanto na Avenida Soares Lopes.

O Mundo Mágico oferece o melhor espetáculo circense da atualidade, com artistas nacionais e internacionais, garantindo muita diversão para toda família.   Serão somente quatro dias de apresentação com todos os números circenses famosos como globo da morte, palhaços, mágicos, bailarinas, acrobatas, trapezistas, contorcionistas e muitas outras atrações que prometem encantar o público.

outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia