WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
faculdade de ilheus




:: 19/out/2018 . 18:00

Alexandre Aleluia critica Sargento Isidório: ‘Traiu cristãos por conveniência política’

Vereador Alexandre Aleluia.

O líder do Democratas na Câmara Municipal de Salvador, vereador Alexandre Aleluia, não economizou palavras e teceu duras críticas ao deputado estadual Pastor Sargento Isidório (Avante) que, após interferência do governador Rui Costa (PT), declarou apoio a Fernando Haddad (PT) na corrida presidencial.

Segundo o democrata, o pastor, que foi eleito deputado federal e apoiou Cabo Daciolo (Patriotas) no primeiro turno das eleições, não pode utilizar a fé cristã para “promover sua campanha e, depois, abandoná-la por conveniência política”.

“O Pastor Sargento Isidório não pode simplesmente usar de nossa fé cristã para promover sua campanha e, depois, abandoná-la por conveniência política. Quem é cristão não vota em quem é contra a vida e contra a família, como o candidato Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores. Quem é cristão não vota em quem criou o kit-gay para crianças de apenas seis anos”, disse Alexandre Aleluia.

Para o edil, Isidório traiu os cristãos utilizando de uma “desculpa tosca” dita pelo chefe do Executivo baiano para “esconder a politicagem que está fazendo junto ao PT”.

“Apelar para uma desculpa tosca como esta é só uma cortina de fumaça para esconder a politicagem que está fazendo junto ao Partido dos Trabalhadores”, acusou Alexandre.

“Isidório não apoiar o candidato Jair Bolsonaro no segundo turno é a traição mais rápida da história da política baiana”, completou.

Prefeito, secretário e técnicos da Seinfra fazem visita técnica da obra da nova ponte

Foto divulgação.

Foto divulgação.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, acompanhado da deputada estadual Ângela Sousa, juntamente com técnicos da Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), incluindo o secretário Marcus Cavalcanti, visitaram as obras da nova ponte que liga o centro de Ilhéus ao bairro do Pontal, nesta sexta-feira (19). O objetivo foi acompanhar o andamento da construção da primeira ponte semi-estaiada da Bahia. Atualmente, 260 profissionais estão atuando na construção. Além disso, o equipamento vai contribuir para o escoamento da produção agrícola, principalmente do cacau, e no desenvolvimento turístico do litoral sul do estado.

A obra está com 55% de execução e vai atender 511 mil moradores de Itabuna, Uma, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca, junto com Ilhéus. O investimento é de mais de R$ 98 milhões. Com 533 metros de comprimento e 24,6 metros de largura, a nova ponte terá passeio, canteiro central, uma ciclovia e pista dupla nos dois sentidos. Também está sendo feito um acesso viário com cerca de três quilômetros distribuídos na zona central e Sul. A previsão de conclusão da etapa de pavimentação é para dezembro deste ano. Já a nova ponte está prevista para o segundo semestre de 2019, segundo o Governo do Estado.

Obra da nova ponte passa por visita técnica. Foto – Lucas França.

Ilhéus para o futuro – “Ilhéus já merecia esse equipamento que vai projetar a cidade para um futuro muito mais promissor. Quem anda por aqui percebe a necessidade de uma obra como esta. A nova ponte é o resultado de várias iniciativas políticas que vão culminar na melhoria da trafegabilidade urbana. Esse é um processo de reconstrução, melhorias dos setores da nossa cidade. Vamos trabalhar muito para fazer acontecer o que há anos não acontece, e parte desse resultado vai acontecer em 2019, quando celebraremos a entrega deste equipamento”, sublinhou. :: LEIA MAIS »

Ilhéus: Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra Traficante no Pontalzinho

Foto divulgação Polícia Civil.

Na manhã desta sexta feira (19), a equipe de Policiais Civis da Delegacia Territorial de Ilhéus cumpriram um Mandado de Prisão Preventiva, decretado pelo juízo da comarca de Camamu/Ba em desfavor de Adriano Vieira Leite.

O acusado foi localizado em uma das suas três casas, localizada na Rua do Pontalzinho, Conquista, Ilhéus-Ba.

O mandado de Prisão em desfavor de Adriano foi decretado após os Policiais Civis da DT de Camamu, 5ª COORPIN/Valença, com o apoio do Setor de inteligência desta Coordenadoria, terem encontrado uma plantação de Cannabis Sativa (maconha) no sítio do acusado, localizado na região do Barroso, zona rural de Camamu, totalizando aproximadamente 50 Kg da erva, fato ocorrido no dia 14/08/2018.

Na ocasião Adriano conseguiu empreender fuga, mas foi identificado a partir de um veículo que se encontrava em seu nome. Em seguida, a autoridade policial da cidade de Camamu representou decretação de prisão preventiva pelo crime de tráfico de drogas, sendo expedido o mandado no dia 17/09/2018. A partir desta data Adriano encontrava-se foragido.

Ângela Sousa felicita Ibicaraí na Assembleia Legislativa

Foto divulgação.

Os 66 anos de emancipação política do município de Ibicaraí, transcorridos no dia 22 de outubro, foram registrados nos anais da Assembleia Legislativa pela deputada Ângela Sousa (PSD), em moção de congratulações apresentada à Mesa Diretora da Casa.

Localizado na mesorregião do sul baiano, microrregião de Ilhéus, Ibicaraí teve a sua origem diretamente ligada ao território de Itabuna, a qual foi desmembrada em 1952, possuindo uma área estimada de acordo com os limites que lhe foram dados pela Lei 491, de 22 de outubro de 1952, de 1.300 quilômetros quadrados.

“É uma grande alegria poder parabenizar esse município querido e hospitaleiro pelos seus 66 anos de autonomia. Aproveito esta data festiva para saudar todos os filhos desta amada cidade, que todos os ibicaraienses sintam-se abraçados nesta data tão importante e especial para todos nós. Também quero parabenizar o prefeito Lula Brandão, que através de sua gestão tem mudado os destinos do município, contribuindo com seu efetivo desenvolvimento”, destacou Ângela Sousa.

Desespero

O Estadão, em editorial, aborda o golpe do WhatsApp levado a cabo pelo PT.

Merece ser lido na íntegra;

Consciente de que será muito difícil reverter a vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pela Presidência da República, o PT decidiu partir para seu “plano B”: fazer campanha para deslegitimar a eventual vitória do oponente, qualificando-a como fraudulenta. É uma especialidade lulopetista.

A ofensiva da tigrada está assentada na acusação segundo a qual a candidatura de Bolsonaro está sendo impulsionada nas redes sociais por organizações que atuam no “subterrâneo da internet”, segundo denúncia feita anteontem na tribuna do Senado pela presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, que lançou o seu J’accuse de fancaria.

“Eu acuso o senhor (Bolsonaro) de patrocinar fraude nas eleições brasileiras. O senhor é responsável por fraudar esse processo eleitoral manipulando e produzindo mentiras veiculadas no submundo da internet através de esquemas de WhatsApp pagos de fora deste país”, afirmou Gleisi, que acrescentou: “O senhor está recebendo recursos ilegais, patrocínio estrangeiro ilegal, e terá que responder por isso. (…) Quer ser presidente do Brasil através desse tipo de prática, senhor deputado Jair Bolsonaro?”

Como tudo o que vem do PT, nada disso é casual. A narrativa da “fraude eleitoral” se junta ao esforço petista para que o partido se apresente ao eleitorado – e, mais do que isso, à História – como o único que defendeu a democracia e resistiu à escalada autoritária supostamente representada pela possível eleição de Bolsonaro.

Esse “plano B” foi lançado a partir do momento em que ficou claro que a patranha lulopetista da tal “frente democrática” contra Bolsonaro não enganou ninguém. Afinal, como é que uma frente política pode ser democrática tendo à testa o PT, partido que pretendia eternizar-se no poder por meio da corrupção e da demagogia? Como é que os petistas imaginavam ser possível atrair apoio de outros partidos uma vez que o PT jamais aceitou alianças nas quais Lula da Silva não ditasse os termos, submetendo os parceiros às pretensões hegemônicas do demiurgo que hoje cumpre pena em Curitiba por corrupção?

Assim, a própria ideia de formação de uma “frente democrática” é, em si, uma farsa lulopetista, destinada a dar ao partido a imagem de vanguarda da luta pela liberdade contra a “ditadura” – nada mais, nada menos – de Jair Bolsonaro. Tudo isso para tentar fazer os eleitores esquecerem que o PT foi o principal responsável pela brutal crise política, econômica e moral que o País ora atravessa – e da qual, nunca é demais dizer, a candidatura Bolsonaro é um dos frutos. Como os eleitores não esqueceram, conforme atestam as pesquisas de intenção de voto que expressam o profundo antipetismo por trás do apoio a Bolsonaro, o PT deflagrou as denúncias de fraude contra o adversário.

O preposto de Lula da Silva na campanha, o candidato Fernando Haddad, chegou até mesmo a mencionar a hipótese de “impugnação” da chapa de Bolsonaro por, segundo ele, promover “essa campanha de difamação tentando fraudar a eleição”.

Mais uma vez, o PT pretende manter o País refém de suas manobras ao lançar dúvidas sobre o processo eleitoral, assim como já havia feito quando testou os limites legais e a paciência do eleitorado ao sustentar a candidatura de Lula da Silva. É bom lembrar que, até bem pouco tempo atrás, o partido denunciava, inclusive no exterior, que “eleição sem Lula é fraude”.

Tudo isso reafirma, como se ainda fosse necessário, a natureza profundamente autoritária de um partido que não admite oposição, pois se julga dono da verdade e exclusivo intérprete das demandas populares. O clima eleitoral já não é dos melhores, e o PT ainda quer aprofundar essa atmosfera de rancor e medo ao lançar dúvidas sobre a lisura do pleito e da possível vitória de seu oponente.

Nenhuma surpresa: afinal, o PT sempre se fortaleceu na discórdia, sem jamais reconhecer a legitimidade dos oponentes – prepotência que se manifesta agora na presunção de que milhões de eleitores incautos só votaram no adversário do PT porque, ora vejam, foram manipulados fraudulentamente pelo “subterrâneo da internet”.

Ilhéus: Moradores do Condomínio Sol e Mar reclamam do Transporte Público

Condomínio Sol e Mar – Foto arquivo.

Moradores do condomínio Sol e Mar, localizado na zona sul de Ilhéus, estão na bronca com o transporte público. Segundo eles, a situação de demora dos ônibus é preocupante, principalmente nos horários de pico.

Segundo um dos leitores em contato com o Blog Agravo, existe apenas um ônibus no primeiro horário para UESC e IFBA, no restante do dia os estudantes tem que se deslocar até o bairro Nossa Senhora da Vitória para pegar o transporte.

O Condomínio Sol e Mar possuem 2.120 unidades residenciais e precisa de planejamento e maior atenção por parte do poder público.

Outro lado

O Blog Agravo entrou em contato com a Empresa São Miguel, e segundo prepostos o problema já foi detectado e já está sendo discutido com a Sutran, um novo planejamento e ampliação dos horários para a localidade.

Para os prepostos da empresa São Miguel, o engarrafamento na Av. Lomanto Junior, nos dois sentidos, além da requalificação asfáltica na zona sul, vem colaborando para o atraso dos ônibus.

Servidores falam em atraso de pagamento do PDV, Prefeitura de Ilhéus nega

Secretário de administração Bento Lima. Foto arquivo.

Vários servidores municipais da prefeitura de Ilhéus que aderiram o Programa de Desligamento Voluntário (PDV) informaram ao Blog Agravo que os pagamentos das parcelas estão quatro meses em atraso.

Segundo os servidores, ao procurar a secretaria de finanças informou que o empenho já foi feito e só falta o prefeito Mário Alexandre assinar.

Entramos em contato com o secretário de administração, Bento Lima, que informou não haver nenhum atraso por parte da prefeitura referente às parcelas. “Existe dois pagamentos no PDV. Quando a pessoa adere o PDV, ela faz a folha e já começa a receber a parcela do PDV (indenização) no lugar do salário. E começa a tramitar o processo de rescisão. Não tem um servidor que tenha aderido ao PDV, que não esteja recebendo a indenização”.

Segundo o Bento, a secretaria de administração está tramitando os processos de rescisões em bloco e até semana que vem vai está na secretaria da fazenda e consequentemente será feito o primeiro pagamento das rescisões.

Servidores que aderiram ao PDV têm prazo para entrega de documentos

:: LEIA MAIS »

Polícia Federal encontra indicios de participação do PCC no ataque a Bolsonaro

A Polícia Federal encontrou indícios de participação da facção criminosa PCC no atentado contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo o site O Tempo, há indícios “fortíssimos” de que a organização criminosa tem dado auxílio Adélio Bispo de Oliveira, que é acusado de esfaquear o capitão da reserva.

Ainda de acordo com a publicação, Klayton Ramos de Souza, que é membro do PCC, é amigo de Adélio. Os dois se conheceram em Montes Claros, onde ambos nasceram e cresceram. Até este ano, ainda mantinham contato por meio de redes sociais.

A atuação dos quatro defensores de Adélio também intriga, já que os advogados cobram caro aos clientes. ( Metro1)

faculdade madre thais

outubro 2018
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia