Embora a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo comece no dia 6 de agosto, Ilhéus vai antecipar o trabalho de imunização das crianças e adultos que integram o público alvo, com o objetivo de ampliar o índice de cobertura no município.  Durante reunião com a equipe técnica da Sesau, na tarde desta quarta-feira, 11, a secretária de Saúde, Elizângela Oliveira, discutiu medidas visando maior conscientização dos pais no sentido de levar as crianças aos postos de vacinação.

Serão disponibilizadas, na zona urbana, 13 salas de vacinas durante todo o período de campanha. Além das ações previstas em nível nacional, a secretaria municipal de Saúde realizará mais três dias de intensa mobilização para a vacinação no município. O primeiro dia “D” será 21 de julho, sábado, quando a imunização poderá ser feita das 8 às 12 horas, nas unidades de saúde do Nossa Senhora da Vitória, Hernani-Sá, Ilhéus II, Olivença e no CAE III (antigo SESP).

De acordo com a secretária municipal de saúde, Elizângela Oliveira, além da ampliação do número de salas de vacinas, a Sesau vai promover um curso teórico e prático de capacitação, com carga horária de 20 horas, para todos os vacinadores. “Através do curso, vamos capacitar mais profissionais para atuar na campanha”, salienta.

Segundo a secretária, as salas de vacinação que foram incluídas no trabalho serão todas reestruturadas. “Os profissionais de saúde das unidades estão em alerta ofertando as doses das vacinas para os adultos acompanhantes, ou responsáveis das crianças que comparecerem ao serviço”, acrescenta Elizângela.

Por sua vez, Walkiria Cardeal, coordenadora de Imunização da secretaria, afirma que as vacinas contra a poliomielite e o sarampo estão disponíveis nas unidades básicas de saúde. Ela informa que, durante a última campanha de vacinação contra gripe, realizada nos distritos da zona rural de Ilhéus, foram aplicadas a vacina contra poliomielite e atualizadas as cadernetas de vacinação. “Realizamos a campanha no interior do município, aproveitamos e fizemos a atualização das doses da vacina contra a pólio. É importante que os pais atualizem o cartão de vacina dos filhos e não deixem de procurar o posto de saúde mais próximo de sua residência”, enfatiza.