WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
faculdade de ilheus




:: 20/maio/2018 . 12:57

Ilhéus: Meliante com mandado de prisão em aberto é preso por roubo e tráfico de drogas

Joais foi preso roubando celular, e com grande quantidade de drogas em sua residência. 

Neste sábado (20), o PETO 70 – Pelotão de Emprego Tático e Operacional da 70 CIPM, foi solicitado para verificar um caso de roubo de celular na segunda travessa da Rua da Linha e prendeu Joais Oliveira, em posse uma faca usada para ameaçar a vítima e o aparelho roubado.

Ao puxar a ficha, a guarnição com os policiais militares Cesar, Valdir, Neves e Everaldo Brandão verificaram um mandado de prisão em aberto contra Joais.

Na casa do meliante foi encontrada uma grande quantidade de drogas. Todo o material apreendido e o preso foram apresentados na Delegacia de Policia.

Ilhéus: Moto de casal de colombiano é localizada pela Polícia

Moto do Casal Colombiano foi encontrada dentro do Lavajato do suspeito Magno Rodrigues (foto).

A moto CG vermelha placa OKR 1186 que pertence ao casal colombiano Andres Aluan Rey e Diana Paola Zuluaga, mortos na última sexta-feira(18), foi encontrada pela Polícia Civil dentro do Lava-jato Lavacar Gold, na Av. Ubaitaba, nas proximidades da Central de Abastecimento do Malhado, zona norte de Ilhéus.

A Lavacar Gold é de propriedade do principal suspeito do duplo homicídio, Magno Rodrigues, que também teve seu carro apreendido no local do crime, quando três indivíduos tentavam enterrar as vítimas.

Um amigo das vítimas compareceu na última sexta-feira (18) ao plantão policial, informando que casal Andres Aluan Rey e Diana Paola Zuluaga, amigos seus, de nacionalidade colombiana, saíram de sua residência em uma moto CG vermelha placa OKR 1186, com destino a um lava jato no bairro do Malhado, a fim de encontrar uma pessoa de prenome Magno, de quem receberiam um pagamento. ( Clique aqui para ler a matéria completa sobre a morte dos casal)

A Polícia Civil, sob a coordenação da Delegada Andrea Oliveira, vem realizando diligências para  prender os acusados do duplo homicídio que chocou o município de Ilhéus.

“Governadores de esquerda publicaram carta sem nem conhecer projeto da Eletrobras”, acusa Aleluia

Deputado José Carlos Aleluia (DEM).

Os governadores que assinaram uma carta aberta com críticas ao projeto de Restruturação da Eletrobras (PL 9463/18) nunca participaram de nenhum debate sobre o tema.

A acusação é do deputado federal José Carlos Aleluia (Democratas-BA), relator da matéria na Câmara e autor do texto substitutivo que apresenta uma série de benefícios aos estados do Nordeste e Minas Gerais. Em seu parecer, Aleluia incluiu a criação de uma fundação privada que vai receber aportes mínimos de R$ 15 bilhões em 30 anos para revitalizar o Rio São Francisco, a cessão de 220MW médio para o Projeto de Integração do São Francisco (canais de transposição), além de outras medidas.

“Não posso levar a sério uma carta de autoridades que nunca se interessaram em debater o projeto. Isso nem é política, é politicagem. Se a coisa fosse séria teriam convidado a mim e ao presidente da Comissão que também é nordestino. Estou há meses tratando do tema com todos que me convidam. É a velha tese da oposição do ‘quanto pior, melhor’. A vanguarda do atraso”, criticou o deputado.

Aleluia também ressaltou que a carta assinada por quatro governadores do PT (Bahia, Minas Gerais, Ceará e Piauí); dois do PSB (Pernambuco e Paraíba); e um do PSD (Rio Grande do Norte) demonstra total desconhecimento do texto substitutivo atual.

“Os governadores demonstram agir em favor de partido, e não dos estados. Em nenhum momento tratam do que apresentamos para resolver dois problemas capitais da região: a revitalização do principal rio de integração nacional e o custeio da operação dos canais de Transposição, que até hoje não tinham orçamento próprio”, lamentou Aleluia.

O deputado se colocou mais uma vez à disposição dos governadores para tratar do tema e debater sobre as melhorias que o seu texto substitutivo apresenta para a região.

Luiz Argôlo quer parcelar dívida com a Lava Jato em 152 vezes

Ex-deputado federal Baiano, Luiz Argolo está atrás das grades.

O ex-deputado Luiz Argôlo (ex-PP-BA) propôs à Justiça Federal, no Paraná, parcelar uma dívida de R$ 1.952.691,30 com Justiça, na Operação Lava Jato, em 152 meses. Condenado a 12 anos e oito meses de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex-parlamentar tem de pagar R$ 1.323.597,62 por reparação do dano e ainda uma multa de R$ 629.093,68. Argôlo foi preso em 10 de abril de 2015. Até dezembro do ano passado, o ex-deputado estava custodiado no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba, base da Lava Jato. Atualmente, o ex-parlamentar cumpre pena em regime fechado em um presídio em Salvador. A juíza Carolina Moura Lebbos, da 12.ª Vara Federal, vai analisar a proposta de Luiz Argôlo. O Ministério Público Federal se manifestou contra o parcelamento solicitado pelo ex-deputado. Leia mais no Estadão.

faculdade madre thais

maio 2018
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Aguarde as próximas enquetes...


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia