Quatro autores de crimes de estupro de vulnerável praticados no município de Camacã foram denunciados pelo Ministério Público do Estado da Bahia à Justiça. Gutemberg Silva Marques, Cosme Bandeira Castro, Damião Bandeira Castro e José Antônio dos Santos são acusados de praticarem o crime contra quatro crianças, que atualmente têm sete, oito, dez e treze anos de idade. As vítimas são filhas, enteada e sobrinha de um dos denunciados, informa a promotora de Justiça Catharine Rodrigues Cunha.

Segundo a denúncia, Gutemberg Marques cometeu conjunção carnal contra as filhas e a enteada. Desde que uma das filhas tinha cinco anos de idade e que a sobrinha tinha dez, ele praticava atos libidinosos contra elas. Já a enteada é vítima dele, pelo menos, desde 2015. Gutemberg oferecia bala, pipoca e dinheiro às meninas e cometia os crimes contra a vontade delas, explica a promotora de Justiça, complementando que os atos aconteciam na própria residência dele. Lá, também os denunciados Cosme Castro e Damião Castro cometeram, por diversas vezes, atos libidinosos contra as quatro crianças. Ainda conforme descrito no documento apresentado à Justiça, José Antônio cometeu o mesmo crime, chegando a dormir na casa de Gutemberg, que tinha ciência e concordava com os atos. Casos de violência sexual praticados contra crianças e adolescentes podem ser denunciados por meio do “Disque 100”.