WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
prefeitura ilheus transporte ilegal

:: 21/abr/2017 . 16:15

Taxa de suicídio cresce mais de 40% entre os brasileiros de 15 a 29 anos

Nos últimos dez anos, a taxa de suicídio cresceu mais de 40% entre os brasileiros de 15 a 29 anos, o que aponta a necessidade de intensificar as medidas de proteção e orientação para os jovens e adolescentes. Nesse cenário, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) distribuirá 5 mil cartilhas sobre o tema para orientar os profissionais de saúde da rede estadual. O documento também está disponível para download no link https://goo.gl/FRu9fT.

Além da distribuição das cartilhas, a Sesab promove na próxima quarta-feira (26), às 14h30, uma webpalestra sobre os “aspectos técnicos e éticos na abordagem de pessoas em risco de suicídio”. Os interessados podem assistir e interagir através do link www.telessaude.ba.gov.br/participe, onde a psicóloga do Núcleo de Estudo de Prevenção do Suicídio, Soraya Carvalho, desconstrói mitos e alerta para os sinais e sintomas da formação da ideia suicida.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, o suicídio é um grave problema de saúde pública mundial, onde 1 milhão de pessoas morrem a cada ano. “Entre os jovens, é a terceira causa de morte no mundo, por isso é um tema que não pode ser negligenciado”, afirma o secretário, ao lembrar ainda que o Brasil ocupa a 8ª posição no ranking de países com maior incidência de suicídios, ultrapassando o número de 12 mil casos por ano.

Na Bahia, dados preliminares apontam que entre 2010 e 2017 foram contabilizados 3.324 casos de suicídio, sendo que apenas neste ano são 114 registros. :: LEIA MAIS »

Câmara de Ilhéus cancela contratos com empresas investigadas na Operação Citrus

A Câmara Municipal de Ilhéus publicou no diário oficial desta quinta-feira (20) o cancelamento dos contratos de números 001, 013 e 014 do corrente ano, com as empresas Andrade Multicompras LTDA e Tayane L. Santos ME, que prestavam serviços na área de xerox e fornecimento de materiais de limpeza e expediente.

As duas empresas são alvos de investigações da operação Citrus, realizada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, que investiga possíveis fraudes de licitações praticadas por elas no período de 2009 a 2016 na prefeitura e na Câmara Municipal de Ilhéus. Por esse motivo, a Câmara decidiu cancelar os contratos com as empresas em questão.

Por meio de processo administrativo, aberto ainda no mês de março, a câmara abriu prazo e notificou as empresas para que se manifestassem, o que não aconteceu.

Para o presidente da Câmara, Lukas Paiva, a decisão de cancelamento parte do princípio da moralidade que norteia a Administração Pública e reafirma que, desde que a operação foi desencadeada, a câmara vem colaborando com a justiça.

“É evidente que manter contrato com uma empresa acusada de superfaturar produtos e fraudar processos licitatórios é extremamente temerário ao ente público, especialmente quando, além das acusações, a empresa apresenta dificuldades no cumprimento dos termos do contrato”, explicita o presidente Lukas Paiva.

Clique aqui para ver a publicação do diário oficial: http://camara.ilheus.ba.io.org.br/diarioOficial/download/328/599/0

Mais de uma tonelada de carne é apreendida em Aurelino Leal

Apreensão foi feita em Aurelino Leal, no sul do estado, após denúncia anônima. Foto: TV Santa Cruz

Mais de uma tonelada de carne foi apreendida na quinta-feira (20), na cidade de Aurelino Leal, no sul da Bahia, após denúncia anônima. O dono do material é um fazendeiro, pego em flagrante transportando a carne, que estava coberta com uma lona, em um carro sem refrigeração. A apreensão foi feita por uma equipe da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada a Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri), que também multou o homem em R$ 20 mil.

Conforme Adab, o fazendeiro confessou que fazia abate ilegal de gado na propriedade dele, situada na zona rural do mesmo município onde a carne foi encontrada. Foram apreendidos ainda quatro carcaças bovinas com vísceras. Segundo a equipe da Adab, são materiais impróprios para consumo humano, porque foram abatidos em locais impróprios, sem procedência.

Ainda conforme a agência, o abate correto deve ser em frigorífico credenciado, com inspeção de médico veterinário para saber a procedência do gado. Na região sul da Bahia, o pecuarista paga para o abate, uma taxa entre R$ 40 e R$ 60 por cada cabeça de gado.

O material apreendido foi incinerado ainda na tarde desta quinta-feita, em Itabuna, cidade do sul do estado. A Adab também abrirá processo administrativo contra o fazendeiro e vai fiscalizar a propriedade.

abril 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia