WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hospital sao jose secom bahia prefeitura ilheus transporte ilegal

:: 21/mar/2017 . 18:22

Ampliadas linhas de transporte coletivo para o Condomínio Sol e Mar I e II, em Ilhéus

No intuito de atender à demanda dos moradores do novo condomínio habitacional Sol e Mar I e II, construído através do programa Minha Casa Minha Vida e situado à margem da rodovia BA–251 (acesso ao distrito de Couto), o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, autorizou à Superintendência de Transporte e Trânsito (Sutran), adotar medidas para melhorar o serviço de transporte coletivo até o local. Segundo o superintendente do órgão, Rogério Buralho, desde a última segunda-feira, 20 de março, três novas linhas foram criadas para ampliar o atendimento ao novo bairro, as L3, L12 e L13.

Com a ação, um novo cronograma de trabalho foi adotado pelas empresas que integram o sistema de transporte coletivo no município para atender à comunidade do residencial Sol e Mar I e II. “O atual plano de ação melhorou sensivelmente a reivindicação de quem mora na localidade. Vale ressaltar que agora este condomínio é um dos mais bem servidos no transporte coletivo urbano, com seis veículos fixos e mais ônibus de apoio circulando nos horários de pico”, explica Rogério Buralho, titular da Sutran. :: LEIA MAIS »

MP afirma que Enoch usava esposa, irmão e funcionários como laranjas

MP AFIRMA QUE ENOCH USAVA ESPOSA, IRMÃO E FUNCIONÁRIOS COMO LARANJAS

Enoch e esposa

Do Tabuleiro – Em entrevista concedida ao comunicador Vila Nova, o promotor público, Frank Ferrari afirmou que o empresário Enoch Andrade Silva usava a esposa Thayane Santos Lopes como laranja. O promotor disse ainda que outros funcionários e o irmão de Enoch também foram usados por ele para praticar crimes de fraudes à licitações via contratos, peculato, associação criminosa, lavagem de dinheiro, e possivelmente corrupção ativa e passiva. Enoch foi conduzido a prisão nesta terça (21) durante a operação Citrus, deflagrada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI)

De acordo com o promotor, o vereador Jamil Ocké constitui o núcleo político desse esquema de desvio de verbas públicas, juntamente com o seu ex-assessor e sucessor da Secretaria de Assistência Social, Kácio Brandão. O Ministério Público ainda não sabe se as pessoas que foram utilizadas como laranjas tinham conhecimento do crime que estavam praticando ou eram enganadas.

Como funcionava

Segundo o Ministério Público as empresas investigadas na operação Citrus foram criadas basicamente para contratar com a prefeitura e a câmara de Ilhéus. As empresas investigadas participavam das licitações, restringiam os concorrentes, ganhavam os contratos e operavam o esquema, afirma o promotor.

Jamil é um dos elos do esquema criminoso, diz MP

 

Alvo do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) do Ministério Público do Estado da Bahia, Jamil é considerado pelas autoridades como um dos elos da organização criminosa na administração pública.

O nome da operação “Citrus” é uma referência à quantidade enorme de laranjas identificados pela investigação que intermediaram transações financeiras fraudulentas tanto na constituição das empresas como na utilização de dinheiro ilícito

Todos os mandados foram de prisões temporárias, de cinco dias, podem ser prorrogados por mais cinco dias, dependendo da investigação.

Segundo informações do delegado responsável pela 7ª Coorpin, Evy Paternostro, o vereador Jamil Ocke e o ex-secretário Kacio Brandão vão ser levados para o presídio Ariston Cardoso.

Detidos na mesma operação, o empresário Enoch Andrade Silva, proprietário da empresa Andrade Multi Compras, Wellington Andrade Novais e Lucival Bomfim Roque também serão conduzidos ao Ariston Cardoso. Thayane Santos Lopes, única mulher presa, será levada para o presídio de Itabuna.

Pessoas ligadas a políticos são alvo de nova fase da Lava Jato

Nova fase da Operação Lava Jato, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), foi deflagrada hoje (21) pela Polícia Federal (PF). Estão sendo cumpridos 14 mandados em 13 endereços nas cidades de Brasília, Maceió, Recife, Rio de Janeiro e Salvador. Conforme a Polícia Federal, pela primeira vez, a investigação usa informações “dos acordos de colaboração premiada firmados com executivos e ex-executivos da Odebrecht”. Em janeiro deste ano, os acordos foram homologados pelo Supremo.

Os endereços – em Pernambuco e na Bahia – são de pessoas ligadas a políticos, entre eles, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e o líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE).

Segundo notas da Polícia Federal e da Procuradoria-Geral da República (PGR),  o objetivo da nova fase, chamada Operação Satélites, é investigar indícios de crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. A PGR informou que “não é possível divulgar detalhes sobre os procedimentos porque os termos de depoimentos [das delações] estão em segredo de Justiça”.

“Trata-se da 7ª fase da Operação Lava Jato que apura o envolvimento de pessoas com prerrogativa de foro junto ao STF. Outras três foram realizadas em 2015, duas em 2016 e uma em fevereiro deste ano”, informam a PF e a PGR. :: LEIA MAIS »

Prefeitura esclarece sobre Operação Citrus, em Ilhéus

A Prefeitura de Ilhéus esclarece que as ações realizadas na manhã de hoje, 21, pela Polícia Civil a partir da investigação solicitada pelo Ministério Público da Bahia (MP/BA), não têm qualquer relação com a atual administração.

A operação, denominada Citrus, esteve no prédio Anexo de Secretarias, e na sede das secretarias municipais de Saúde e de Educação, e cumpriu buscas e apreensões de documentos referentes ao período de gestões anteriores, entre 2009 e 2016.

A ação é realizada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus com o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) e suporte operacional da Polícia Civil, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

Secretaria de Comunicação Social – Secom

Nota pública – Câmara de Vereadores de Ilhéus

 

A Câmara de Vereadores de Ilhéus vem a público informar que na manhã desta terça-feira (21) houve mandado de busca e apreensão de documentos licitatórios, das gestões do ano de 2009 a 2016,  em decorrência da “Operação Citrus”,   realizada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus.

O presidente Lukas Paiva salienta que vem colaborando com a ação do Ministério Público, acompanhando e prestando todas as informações necessárias.

Paiva esclarece que a operação nada tem a ver com sua gestão que foi iniciada em janeiro de 2017, que preza pela transparência e legalidade total de administrar.

Polícia prende figurões do grupo Jabista

Na manhã dessa terça-feira (21) uma mega operação da Polícia Civil acordou os ilheense, prendendo figurões da do grupo Jabista. Segundo informações, o vereador e ex-secretário de Assistência Social, Jamil Ocké, outro ex-secretário da mesma pasta, Kácio Brandão, foram presos na operação em suas residências. Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) do Ministério Público do Estado da Bahia dará uma coletiva às 10 horas sobre a operação.

Polícia Civil e MP fazem busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Ilhéus

Policiais Civis e o representante do Ministério Público estão nesse momento na Câmara de Vereadores de Ilhéus realizando mandado de busca apreensão de documentos das gestões de 2009 a 2016. Um servidor do legislativo responsável pelo setor de licitação da gestão passada foi levado coercitivamente. O presidente atual da Câmara, o vereador Lukas Paiva está no local colaborando com a justiça.

A operação “Operação Citrus”, é realizada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) e suporte operacional da Polícia Civil, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Departamento de Polícia do Interior (Depin). Além dos seis mandados de prisão, estão sendo cumpridos seis mandados de condução coercitiva e 25 mandados de busca e apreensão.

Fraudes e superfaturamento em licitação são alvo de operação em Ilhéus

Foto: Jamesson Araújo

Seis pessoas foram presas em uma operação deflagrada pelo Ministério Público estadual na madrugada desta terça-feira, dia 21, no município de Ilhéus, para desmantelar um grupo criminoso que praticava fraudes e superfaturamento em procedimentos licitatórios realizados pela Prefeitura Municipal de Ilhéus. Denominada “Operação Citrus”, a ação é realizada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) e suporte operacional da Polícia Civil, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Departamento de Polícia do Interior (Depin). Além dos seis mandados de prisão, estão sendo cumpridos seis mandados de condução coercitiva e 25 mandados de busca e apreensão.

Segundo apurado em investigação realizada pelo MP, o grupo opera desde 2009 celebrando contratos com o Município de Ilhéus para o fornecimento de bens diversos utilizando as rubricas genéricas de “gêneros alimentícios” e “materiais de expedientes/escritório”. O esquema contava com a participação de agentes públicos do primeiro escalão do governo municipal e, conforme comprovado no período da investigação, as empresas envolvidas receberam mais de R$ 20 milhões decorrentes de contratações com a Prefeitura Municipal de Ilhéus. As empresas são a Marileide S. Silva de Ilhéus, Mariangela Santos Silva de Ilheus EPP, Thayane L. Santos Magazine ME, Andrade Multicompras e Global Compra Fácil Eireli-EPP, todas geridas por Enoch Andrade Silva. Também foi identificada a participação do empresário Noeval Santana de Carvalho, que celebrava contratos irregulares com o Poder Público para fornecimento de merenda escolar.

Noite de terror na zona norte de Ilhéus termina com dois mortos

Na noite da segunda-feira (20) moradores do Alto da Legião, e parque Infantil, todos localizados na Zona Norte de Ilhéus, passaram uma noite de terror,  em uma verdadeira praça de guerra devido ao confronto entre duas facções e a Polícia Militar.

Segundo informações policiais, uma guarnição do PETO 70 se deslocou até o Alto da Legião para averiguar troca de tiros entre facções rivais, quando se depararam no local com três meliantes armados que dispararam contra a viatura e empreenderam fuga.

Uma nova denúncia informou que alguns meliantes envolvidos na troca de tiros estavam em um matagal, atrás do antigo Rondelli. Que levou as guarnições da Rondesp Sul, PETO 68, Rotam do 70 e 68, a chegarem em apoio a diligência.

Novamente os policiais foram recebidos a tiros, e no revide dois indivíduos foram baleados e socorridos para o Hospital Regional Luiz Viana Filho, onde o médico de plantão atestou os óbitos. Os meliantes mortos no confronto foram identificados como Bruno Nascimento, vulgo Jabá, e Franceudes Santana Bomfim, vulgo Toquinho.

Nas redes sociais, áudios de moradores narrando os confrontos com sons de tiros ao fundo, e fotos de pessoas embaixo das camas, totalmente assustadas, mostravam que a situação foi desesperadora.

 Também nas redes sociais, a ação da polícia foi bastante elogiada por interferir na guerra do trafico que vem levando o terror e ameaçando a paz dos moradores dos altos da zona norte de Ilhéus.

Confira o áudio de um morador do Alto da Legião :

IFBA Ilhéus abre Processo Seletivo Simplificado para o Curso Técnico em Edificações

O IFBA Campus Ilhéus torna público a abertura de inscrições do Processo Seletivo Simplificado para ingresso de estudantes em 2017 no curso técnico de nível médio em Edificações, na forma de oferta Integrada. Os candidatos terão isenção em suas taxas de inscrição.

Serão ofertadas no total 20 vagas, sendo: (9) para ampla concorrência, (1) vaga para portadores de necessidades especiais e a reserva para egressos de escola pública (10) sendo contemplados o sistema de cotas (afrodescendentes, indígenas e pessoas de baixa renda). A seleção será realizada exclusivamente por meio da análise do desempenho escolar em Língua Portuguesa e Matemática no Ensino Fundamental II, anotado no Histórico Escolar do estudante. Não haverá provas.

O candidato deverá efetuar a sua inscrição, exclusiva e presencialmente no campus do IFBA em Ilhéus, à Rodovia Ilhéus-Itabuna, km 13, s/n, Bairro Vila Cachoeira, Ilhéus-BA, no período das 8h às 16h entre os dias 22 de março a 24 de março de 2017, seguindo os seguintes passos: :: LEIA MAIS »

março 2017
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia